Zé Roberto dá spoiler de quem deve ou não, ir às olimpíadas de Tóquio em 2021

Zé Roberto dá spoiler de quem deve ou não, ir às olimpíadas de Tóquio em 2021

3
5115
0
terça-feira, 25 agosto 2020
Seleção Brasileira Feminina

De fato, a missão de Zé Roberto Guimarães, não é das mais fáceis. O treinador da seleção feminina de vôlei, vai em busca do seu terceiro ouro olímpico com time em Tóquio 2021. Entretanto, sendo possível levar apenas 12 atletas, entre tantas com potencial, a escolha se torna complicada, e posteriormente, faltando pouco tempo para a competição os rumores começam a surgir. O técnico, tradicionalmente, prefere não adiantar nada sobre a lista das representantes brasileiras para as olimpíadas. Contudo, desta vez, o comandante abriu um pouco o jogo, e deu um leve spoiler de quem veremos, e quem pode não estar no Japão.

Por: Lucas Ribeiro, São Paulo, SP

RUMO À TÓQUIO

Sem dúvidas, o Brasil sempre entra em quadra como uma das favoritas. Portanto, é natural que uma equipe bicampeã olímpica tenha muitas opções no cartel. Em contrapartida, diferentemente de outros eventos, as olimpíadas permitem um número bem reduzido de atletas. Dessa maneira, podendo levar apenas 12 jogadoras, e tendo tanta opção, é um quebra-cabeça ajustar o time ideal.

No entanto, o técnico Zé Roberto Guimarães, acabou deixando escapar alguns nomes, que para ele são fundamentais. Dessa forma, como já era esperando a dupla de ponteiras titular já está garantida. Gabi, foi a primeira citada pelo técnico, que rasgou elogios a atleta, principalmente, pela característica de passadora que exerceu na Turquia, defendendo o Vakifbank na última temporada. Por outro lado, a outra ponteira de segurança para , que estará em Tóquio, se tudo correr bem é Natália, que também estava atuando na Turquia, pelo Eczasibasi, mas, se transferiu para o Dínamo Moscou, da Rússia. Obviamente, o treinador também apontou para o que todos esperavam. A oposta, será Tandara, que está de volta a Osasco.

A RECUPERAÇÃO DE THAÍSA

Por fim, a maior dúvida para o elenco que brigará pelo tri, é a posição de central. De fato, esta é a parte da quadra que estamos mais bem servidos. Desse modo, entre tantas boas opções, Zé Roberto ressaltou a temporada incrível de Thaísa pelo Minas, e disse que para ele, ela é melhor central do mundo. Vale lembrar, que a bicampeã olímpica, corria por fora na disputa, isso porque, vinha de recuperação de grave lesão. Contudo, é mais uma confirmada para Tóquio 2021.

“Uma central que eu posso dar o nome, que eu gostaria muito que estivesse, que se recuperou de uma lesão muito terrível e que fez um campeonato maravilhoso ano passado, que foi a Thaísa, que para mim é a melhor central do mundo”

FIM DE UMA ERA

Por outro lado, existem também as jogadoras que o treinador acredita que não irão reforçar o grupo. Entretanto, a opção não é por escolha técnica. O treinador, sem citar nomes, disse que existem as atletas que se planejaram para ser mães e, por isso, talvez sejam desfalques. Em suma, mesmo sem dizer quem são, fica claro, que a referência é sobre a central Fabiana, e a ponteira Fernanda Garay, já que ambas têm esse plano.

“Esse fato de ter atrasado em um ano os Jogos Olímpicos, no feminino, a gente teve alguns problemas. E o maior problema é que duas jogadoras do meu time, que eu estava esperando contar, tinham se programado para se tornarem mamães. E aí é uma coisa muito série, porque quando a gente fala “ah, é um ano”, “espera um aninho”, mas a realidade não é assim porque é um ciclo de quatro anos. Ela já se programou com alguns anos de antecedência, com o marido, com a família, e é mais um ano. Então, eu não sei se a gente vai ter algumas baixas”

Foto Destaque: Reprodução/Reuters 

Lucas Ribeiro

Lucas Ribeiro

O jornalismo foi algo algo que aconteceu. Sou um amante de esportes nato, de todos os esportes, isso é o que me faz feliz e nisso que quero seguir. Entre estádios e ginásios, trabalhar com esportes[...]

89 posts | 0 comments

Comments are closed.