‘Xeque-Mate’ traz histórias e consequências de um páreo marcado de turfe

‘Xeque-Mate’ traz histórias e consequências de um páreo marcado de turfe

1
1054
0
sábado, 30 setembro 2017
Outros Esportes

“Xeque-mate” é o título no Brasil de “Lucky Number Slevin”, o nome de um cavalo que, dopado, era a aposta certeira em um páreo de turfe. Em 1979, um homem chamado Max, através de um enorme boca a boca, sabe do dopping do animal e não titubeia: toma emprestado de um agiota e aposta US$ 20 mil no cavalo.

Leia também: A história do turfe no Brasil e o desafio de torná-lo mais popular e informal

Passados mais de 20 anos, conhecemos no filme alguns dos protagonistas envolvidos diretamente com aquele páreo de turfe. Entre acontecimentos aparentemente desconexos, um jogo de sorte e azar, mortes, trapaças e a “manobra Kansas City” determinarão o destino desses personagens.

Slevin (Josh Hartnett) e A Vizinha (Lucy Liu) protagonizam trama com acontecimentos aparentemente desconexos – Reprodução

Depois do turfe, o xadrez, como em “O Sétimo Selo“, também é protagonista da trama (talvez daí venha o “Xeque-Mate” do título brasileiro). Durante partidas disputadas por O Chefe (Morgan Freeman) com dois adversários – Goodkat (Bruce Willis) e Slevin (Josh Hartnett) -, conversas decidem destinos.

“Lucky Number Slevin”, ou “Xeque-Mate”, é um filme para ser visto e revisto. Além da trama bem elaborada e do final surpreendente, os destaques vão para a edição e a constelação participante – além dos três atores citados acima, o elenco ainda tem Sir Ben Kingsley, Lucy Liu e Stanlei Tucci.

*Crédito da imagem destacada: Reprodução

Leonardo Guandeline

78 posts | 7 comments

Menu Title