Vergne vence o caótico ePrix de Roma com Di Grassi tendo problemas no fim

Vergne vence o caótico ePrix de Roma com Di Grassi tendo problemas no fim

Like
261
0
sábado, 10 abril 2021
Fórmula E

Em uma corrida maluca, Vergne vence o ePrix de Roma. A primeira das duas provas da Fórmula E na capital italiana terminou sob bandeira amarela, após incidentes quase que simultâneos de Vandoorne e Di Grassi.

Por: Carol Sales, de Frei Miguelinho – PE

Largada

Primeiramente, a largada teve safety car, devido à ao asfalto estar molhado em algumas partes da pista. O cenário se manteve até os 39:45. Logo após a bandeira verde, um incidente entre Vandoorne e Lotterer fez com que ambos perdessem várias posições. Além disso, o então líder Rowland esteve sob investigação. Quem se beneficiou com a confusão foi Di Grassi, que começou em quarto, ganhou duas posições e passou a seguir o líder de perto.

Vandoorne foi o primeiro a ativar o modo ataque, faltando 32 minutos para o fim. Logo em seguida, Rowland recebeu um drive through de punição por usar mais energia que o permitido. Com isso, Di Grassi passou a ser o líder. Já Sette Câmara caiu várias posições devido a problemas no carro. Além disso, o brasileiro também foi punido com um drive through pelo mesmo motivo de Rowland. Por isso, caiu para 21º.

Disputa frenética pela liderança

Com menos de 20 minutos restantes, Di Grassi ativou o modo ataque. A disputa pela liderança estava acirrada entre o brasileiro, Vergne, Frijns e De Vries. Além disso, Bird ativou o modo ataque em seguida. Na continuação da disputa frenética, ainda com o modo ataque ativado, Di Grassi passou Frijns, De Vries e assumiu a liderança novamente. Lotterer recebeu 5 segundos de punição pelo incidente com Vandoorne no início.

Os pilotos beneficiados pelo fanboost foram De Vries, Bird, Vandoorne, Sette Câmara e Da Costa. O português foi o primeiro a usar a potência extra. Entrando nos 10 minutos finais, Vergne, Di Grassi, De Vries e Bird eram os quatro primeiros. O piloto da Jaguar passou o da Mercedes e foi para terceiro. Já Vergne segurou a ponta até pouco menos de 7 minutos restantes, até uma manobra espetacular de Di Grassi devolver a Audi para o topo.

Final caótico e chegada em bandeira amarela

Com pouco menos de 5 minutos para o fim, ocorreram dois incidentes quase que simultâneos: o primeiro foi com Di Grassi, com problemas técnicos no carro. Já o outro foi protagonizado por Vandoorne e De Vries, que tentou evitar bater no seu companheiro de equipe, mas bateu no muro. Todos abandonaram.

O ePrix de Roma terminou sob bandeira amarela e safety car na pista – a segunda vez em três corridas do ano – com vitória de Vergne. Bird e Evans completaram o pódio. O terceiro colocado também marcou a volta mais rápida da corrida, com 1.43:387.

A próxima corrida da FE será também em Roma, nesse domingo (11), às 8h.

Foto em destaque: DS Techeetah/divulgação

Carol Sales

Estudante de jornalismo, curiosa e aberta a novos desafios. Apaixonada por esportes, tendo uma relação especial com o automobilismo desde pequeninha. Instagram: @carol.sales_

37 posts | 0 comments

Comments are closed.

Menu Title