UFC Glasgow teve nocaute em 82 segundos e estreia brasileira

UFC Glasgow teve nocaute em 82 segundos e estreia brasileira

Like
877
0
quarta-feira, 19 julho 2017
MMA

Neste último domingo, 16, aconteceu o UFC Glasgow, na Escócia. O evento contou com a participação de dois brasileiros e também do argentino radicado no brasil, o peso-meio-médio, Santiago Ponzinibbio que nocauteou o islandês Gunnar Nelson em apenas 82 segundos, com um jab bem encaixado de esquerda e depois com uma sequência quando o adversário já estava no chão. O argentino ainda ganhou um bônus de US$ 50 mil dólares, que equivale a R$ 160 mil. O prêmio foi dado pela melhor performance da noite.

Outro lutador, o americano Paul Felder, também levou um bônus US$ 50 mil, após derrotar o escocês Stevie Ray. O americano peso-leve derrotou o lutador da casa ainda no primeiro round, com uma joelhada e com os cotovelos.

Na luta da noite, o escocês Danny Henry venceu Daniel Teymur que havia vencido o primeiro round, porém Henry virou a luta e acabou vencendo os outros dois rounds. Os dois lutadores levaram o bônus para casa.

Uma luta que gerou muita polêmica, foi do americano Khalil Rountree que venceu o escocês Paul Craig por nocaute no primeiro round. O lutador que treina com o brasileiro Anderson Silva, por muitas vezes teve a postura do spider e provocou muito desde o início da luta, o que causou muita irritação do público em Glasgow.

Já entre as mulheres, a lutadora americana, peso-palha, Cinthya Calvillo, derrotou a escocesa Joanne Calderwood por decisão unanime em uma luta equilibrada (30-27, 30-27, 29-28).

A brasileira Amanda Lemos que fez sua luta de estreia, perdeu por nocaute técnico para a americana Leslie Smith. Outro brasileiro, o lutador Alexandre Pantoja venceu Neil Seery com uma finalização mata-leão.

Veja todos os resultados do UFC Glasgow

 

CARD PRINCIPAL

– Santiago Ponzinibbio (ARG) venceu Gunnar Nelson (ISL) por nocaute técnico (primeiro round, 1:22)

– Cynthia Calvillo (EUA) venceu Joanne Calderwood (ESC) por decisão unânime dos jurados (duplo 30-27 e 29-28)

– Paul Felder (EUA) venceu Stevie Ray (ESC) por nocaute técnico (primeiro round, 3:57)

– Jack Marshman (GAL) venceu Ryan Janes (CAN) por decisão unânime dos jurados (triplo 29-28)

– Khalil Rountree (EUA) venceu Paul Craig (ESC) por nocaute (primeiro round, 4:56)

– Justin Willis (EUA) venceu James Mulheron (ING) por por decisão unânime dos jurados (triplo 30-27)

 

CARD PRELIMINAR

– Danny Roberts (ING) venceu Bobby Nash (EUA) por nocaute técnico (segundo round, 3:59)
– Alexandre Pantoja (BRA) venceu Neil Seery (IRL) por finalização/mata-leão (terceiro round, 2:31)

– Galore Bofando (CON) venceu Charlie Ward (IRL) por nocaute técnico (primeiro round, 2:10)

– Daniel Henry (ESC) venceu David Teymur (SUE) por decisão unânime dos jurados (duplo 29-28 e 29-26)

– Brett Johns (GAL) venceu Albert Morales (EUA) por decisão unânime dos jurados (duplo 30-27 e 30-25)

– Leslie Smith (EUA) venceu Amanda Lemos (BRA) por nocaute técnico (segundo round, 2:53)

 

Foto de capa: Getty Images

Redator da matéria: Eduardo Verdasca, de São Paulo.

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo, paulista, CEO da Poliesportiva, jornalista, apresentador e narrador esportivo. Conhecido no meio jornalístico como P.A., Paulo Arnaldo tem vasta experiência desde 2008 no jornalismo e[...]

539 posts | 2 comments