The Brazilian Blur: a carreira de Leandro Barbosa

The Brazilian Blur: a carreira de Leandro Barbosa

Like
952
0
quinta-feira, 09 julho 2020
Garrafão Verde-Amarelo

Após aparecer no Top 5 melhores ala-armadores do basquete brasileiro, em texto da Rádio Poliesportiva, chegou a hora de aprofundarmos mais a carreira de um dos melhores atletas brazucas com passagem pela NBA. Estamos falando de Leandro Barbosa, The Brazilian Blur. Atualmente um dos grandes nomes da seleção brasileira, o mesmo começou brilhando em quadras nacionais e depois fez história na maior liga do mundo. Na coluna Garrafão Verde-Amarelo você fica por dentro de todos os passos (e cestas) de Leandrinho. 

Por: Leonardo Abrahão, São Paulo-SP

Início no Brasil

Em 1999, com 17 anos, Leandrinho surgiu no Palmeiras, que tinha como treinador Lula Ferreira. Pelo Verdão, o atleta jogou até os 19, quando seguiu para o interior de São Paulo, e chegou no Bauru. Sob o comando do lendário Guerrinha, foi escolhido como a revelação do Campeonato Paulista de 2001 e conquistou o Campeonato Brasileiro de 2002. Inclusive, no mesmo ano, graças à sua grande temporada, foi convocado pela Seleção Brasileira e atuou na FIBA World Championship.

Agora em Franca, Leandrinho reencontra torcida de Bauru após 15 ...

O jovem Leandro Barbosa com o troféu do nacional conquistado pelo Bauru em 2002 (Foto: Divulgação/LNB)

Seguindo para a NBA

Em 2003, no Draft da NBA, o jovem foi selecionado pelo San Antonio Spurs, na 28ª escolha geral. Contudo, seus diretos foram adquiridos pelo Phoenix Suns em uma troca com a franquia do Texas. Logo em seu ano de estreia, o ala-armador conseguiu chegar quebrando recordes de novatos da equipe. Isso porque, logo em seu primeiro jogo como titular, marcou 27 pontos contra o Chicago Bulls. Ainda mais, estabeleceu a marca de 10 partidas seguidas acertando pelo menos uma bola de três.

Com um ótimo começo e mantendo a regularidade, Leandro teve uma grande temporada 2006/2007. Atuando por volta de 32 minutos, sua média foi de 18,1 pontos, 4 assistências e 2,7 rebotes por jogo. Seu papel como sexto homem foi fundamental na equipe de Mike D’Antoni e, portanto, foi coroado quando levou o prêmio NBA Sixth Man of the Year Award. Sua passagem no Suns durou até 2010, sendo que em 2009 bateu seu recorde pessoal de pontuação em um jogo: 41 pontos.

Leandro Barbosa | | eastvalleytribune.com

Leandrinho levou o prêmio de Melhor Sexto Homem da NBA em 2007 (Foto: Reprodução/Ralph Freso)

Idas e vindas

Em julho de 2010, o Toronto Raptors trocou o turco Hedo Türkoğlu por Dwayne Jones e Leandrinho. Dessa forma, o brasileiro chegou a sua segunda equipe na NBA. Mas a estadia não durou muito. Já em 2011, durante a greve na liga, o jogador passou um período no Flamengo e retornou a Ontário. Após atuar metade da temporada, foi envolvido em mais uma troca, agora chegando ao Indiana Pacers. Seu desempenho em Indianápolis foi melhor que o esperado, já que conseguiu ajudar o time a chegar na segunda rodada dos playoffs.

Nas duas temporadas seguintes, The Brazilian Blur atuou por mais duas equipes diferentes. Primeiro, em Boston, atuou no Celtics, porém acabou sofrendo uma grave lesão no joelho e passou um período sem jogar. Depois de 41 partidas, em 2013, depois de nova troca, Leandrinho chegou ao Washington Wizards, mas nem chegou a atuar pelo time, já que retornou ao Brasil e ficou no Pinheiros até janeiro do ano seguinte.

Nov 10, 2012; Milwaukee, WI, USA; Boston Celtics guard Leandro Barbosa (12) during the game against the Milwaukee Bucks at the BMO Harris Bradley Center. The Celtics defeated the Bucks 96-92. Mandatory Credit: Jeff Hanisch-USA TODAY Sports

The Blur Barbosa com a regata dos Celtics (Foto: Reprodução/Jeff Hanisch/USA TODAY Sports)

Regresso e conquista

Após retornar a NBA, em janeiro de 2014, Barbosa assinou mais uma vez com o Phoenix Suns, mas apenas por 10 dias. Graças ao bom desempenho, inclusive voltando a marcar mais de 20 ponto em um jogo desde sua passagem por Boston, o atleta entrou em acordo com a equipe em novo vinculo de 10 dias. Posteriormente, mais uma vez satisfeitos com o rendimento do jogador, os Suns fecharam contrato até o fim da temporada 2013/2014. Todavia, a mesma terminaria para o ala-armador em março, graças a uma fratura na mão.

Na temporada seguinte, 2014/2015, Leandrinho assinou com o Golden State Warriors. Com grande campanha da equipe, comandada em quadra por Sthepen Curry, Klay Thompson, entre outros, o brasileiro conseguiu sua primeira conquista da NBA, sendo bastante participativo na série de finais contra o Cleveland Cavaliers de Lebron James. Seguindo para 2016, depois de ter renovado com a equipe de São Francisco, acabou perdendo a chance do bi, justamente para o rival do ano anterior.

Drunk Leandro Barbosa basks in 'we gonna be championship ...

Leandrinho foi o segundo brasileiro que conquistou a NBA (Foto: Reprodução/Getty Images)

Adeus e nova caminhada

Antes de atuar pela seleção brasileira nas Olimpíadas do Rio de 2016, Barbosa começou sua última etapa no Suns, justamente onde tudo começou na NBA. A temporada final serviu para o brasileiro cravar seu nome da história. Ao todo, juntando suas três passagens, o ala-armador marcou mais de 6000 pontos em pouco mais de 500 partidas. Sendo assim, conseguiu entrar no top 10 mais aparições da equipe, além do top 15 maiores pontuadores da história do time do Arizona.

Em seu retorno ao Brasil, assinou com o Franca, onde jogou até o final de 2018. Em seguida, fechou com o Minas Tênis Clubes, equipe que defende até hoje. No NBB 12, Leandrinho foi um dos grandes destaques, ajudando na grande campanha do time mineiro, 4º colocado no geral. O atleta foi o maior em média de pontos, com 20,2 no total. Além disso, seus outros scouts ficaram em média de 4,2 rebotes e 4,9 assistências por jogo.

 Leandrinho em ação pelo Minas Tênis Clube, na NBB — Foto: Divulgação / João Pires (LNB)

Leandrinho foi um dos grandes nomes da temporada inacabada do NBB 12 (Foto: Divulgação/João Pires/LNB)

Foto destaque: Reprodução/Jesse D. Garrabrant/NBAE via Getty Images

Leonardo Abrahão

Leonardo Abrahão

Leonardo Abrahão, 20 anos, paulistano e estudante de jornalismo na Universidade Nove de Julho. Redator do núcleo de basquete e comentarista de transmissões de futebol pela Rádio Poliesportiva.

57 posts | 0 comments

Comments are closed.