Sette Câmara liderou até a última curva, mas a vitória na tradicional corrida de Macau F-3 escapou

Sette Câmara liderou até a última curva, mas a vitória na tradicional corrida de Macau F-3 escapou

Like
949
0
terça-feira, 21 novembro 2017
Automobilismo

A cidade de Macau, na China, recebeu neste domingo as disputas do 64º GP de Macau de Fórmula 3. A corrida, que desde o ano passado recebeu o status de Copa do Mundo FIA, foi emocionante desde o início e imprevisível no fim. Convidado pela equipe alemã Motopark Academy, o piloto brasileiro Sérgio Sette Câmara foi o grande destaque da prova final. Ele liderou a maior parte da corrida, mas acabou de forma surpreendente por se acidentar na última curva do circuito e não terminou a prova.

Sette Câmara que compete no campeonato mundial de Fórmula 2, foi bastante rápido desde o início dos treinos, ainda na quinta-feira. Detentor do recorde da pista desde 2015, o piloto brasileiro mostrou que acima de tudo, continua um grande conhecedor do carro da Fórmula 3. Logo na primeira sessão livre ele garantiu a volta mais rápida. Ainda na quinta-feira foi realizada a primeira tomada de tempos, mas, com problemas, o piloto da Motopark ficou apenas com a quinta marca.

Mesmo com todos os esforços do time alemão, bem como dos engenheiros da Volkswagen, responsável pelo motor, o desempenho não melhorou o suficiente para a tomada de tempos. Assim, no somatório das duas tomadas de tempo, o piloto ficou com a nona posição geral para a largada da corrida classificatória. Insatisfeitos com o resultado, piloto, mecânicos e engenheiros trabalharam duro em busca do diferencial para conseguir a vitória.

Foto: Quick Comunicação

 

A corrida classificatória foi disputada no sábado. Levando-se em conta a longa extensão do circuito da Guia, a prova teve a duração de apenas dez voltas. De fato, a participação de Sette Câmara mereceu grande destaque. O piloto fez uma corrida de recuperação. Volta a volta, ele  ganhava posições e ao final, recebeu a bandeirada na terceira posição. Com este resultado ele garantiu o terceiro posto para a corrida final, abrindo assim a segunda fila do grid.

Animado com a melhora no desempenho do carro, o piloto seguiu para a disputa principal. Após boa largada, o brasileiro se manteve na terceira colocação. Ainda na primeira volta, ele já era o segundo e na segunda volta, já cruzava a reta dos boxes na liderança. Dali em diante Sérgio conseguiu abrir pouco a pouco uma considerável vantagem até três voltas para o fim. Nessa altura, já com os pneus bem desgastados, o segundo colocado, o austríaco, Ferdinand Habsburg se aproximou rapidamente. A última volta marcou uma épica disputa pela primeira posição. Sérgio se defendeu como pôde em todas as curvas do circuito até ser superado na última curva por Habsburg. Depois de ser ultrapassado, seu carro perdeu a aderência e o Sette Câmara acabou batendo na barreira de proteção. E de forma surpreendente, o concorrente Habsburg também perdeu o controle do carro na saída da curva. A vitória e o título de Macau caiu no colo do piloto Daniel Ticktum que vinha na terceira posição.

“Esta competição é uma Copa do Mundo e na corrida final, temos de ir para o tudo ou nada. Me segurei como pude, os pneus do meu concorrente estevam mais inteiros no fim da prova. Infelizmente, na entrada da última curva, meu carro ficou com a dianteira completamente solta e acabei batendo. Foi uma experiência incrível. Agradeço à Motopark pela confiança e vamos com tudo na semana que vem, para a última etapa da Fórmula 2”, comentou o brasileiro ao fim da prova.

 

Fotos e conteúdo: Quick Comunicação

 

Adaptação e redação: Luiz Máximo, de São Paulo.

Luiz Máximo Moreno Morelo

Meu nome é Luiz Máximo Morelo, sou paulista, 65 anos, comecei no rádio em 1968. Em 1976 fui para a TV Record, depois Rede Bandeirantes, Globo, SBT e por 20 anos trabalhei na TV Cultura. Sempre acom[...]

350 posts | 0 comments

Menu Title