São Paulo: a grata surpresa do NBB 12

São Paulo: a grata surpresa do NBB 12

Like
125
0
sábado, 04 abril 2020
NBB

Paralisado desde o dia 15 de março pelo surto do novo coronavírus, o NBB ainda não tem data para voltar. Todavia, uma coisa é certa: a competição será retomada na fase dos playoffs. Mesmo com essa inesperada mudança, a regra desse mata-mata não foi alterada. Desse modo, os quatro primeiros colocados, dos 12 clubes classificados, já estão garantidos nas quartas de final. Isso inlcui o São Paulo, que mesmo sendo um recém-chegado da Liga Ouro, terminou na 3ª posição do certame.

CAMPANHA DO TRICOLOR PAULISTA

Após uma boa campanha na divisão de acesso em 2019, os paulistas garantiram a vaga na elite do basquete brasileiro. O primeiro jogo da equipe na história do Novo Basquete Brasil, occoreu no dia 15 de outubro contra o Corinthians. Sem dúvida, a estreia foi com o pé direito, afinal os tricolores bateram seus rivais por 84 x 97. Na sequência o São Paulo manteve o 100% de aproveimento com o triunfo diante do São José. Entretanto, a invencibilidade foi quebrada na terceira partida, com um revés para o Mogi, mas a derrota não baixou o ânimo do plantel tricolor. A prova disso aconteceu no quarto embate, quando Shamell e companhia superaram o poderoso Flamengo, 95 x 102.

O triunfo conquistado fora de casa, foi um divisor de águas nessa campanha. Afinal, nos seis jogos seguintes o São Paulo perdeu apenas dois, um contra o Minas Tênis Clube e o outro diante da UNIFACISA, algoz na final da Liga Ouro. Posteriormente, na reta final do 1º turno, o bom retrospecto seguiu, principalmente longe de seus domínios. Dentre os adversários batidos, estão o Bauru, Franca, no Pedrocão e a equipe do Paulistano. O excelente desempenho rendeu um lugar na Copa Super 8. Contudo, os são paulinos caíram logo nas quartas, quando perderam para o Minas.

Na virada do returno, já em 2020, o tricolor do Morumbi sucumbiu diante do Rio Claro, mas não passou de um susto. Só para ilustrar, nos sete jogos seguintes, o São Paulo perdeu um e venceu seis. Com destaque para as vitórias encima do Paulistano, no último segundo, e Minas. Além disso, vale lembrar o atropelo sobre o tradicional Brasília, 73 x 96, e o triunfo contra o Corinthians. Por fim, os dois últimos compromissos são-paulinos, antes da paralisação, também acabaram em vitória. O último deles, versus os paraibanos da UNIFACISA, aconteceu de portões fechados.

A RECEITA DO SUCESSO

Decerto, um dos fatores primordiais para essa surpreendente campanha, foram os acertos na montagem do elenco tricolor. Começando por Claudio Mortari, técnico mais longevo do esporte nacional, com 50 anos de carreira no basquete. Mortari comanda o São Paulo desde Liga Ouro, ou seja, conhece muito bem as peças de seu elenco. Na ascensão para a elite, nomes como Jalen Jones e Danilo Penteado permaneceram. Todavia, a diretoria mostrou ambição para a temporada 2019/20 e contratou oito jogadores de peso. Sendo eles Shamell, Georginho, Douglas Kurtz, Renan Lenz, Jefferson, Mamedes, Cassiano e Desmond Holloway. Por certo, a ideia de mesclar atletas  jovens e experientes está rendendo bons frutos.

ESTATÍSTICAS E DESTAQUES NA TEMPORADA

Colocação: 3º lugar (46 pontos e 76.9% de aproveitamento)

Retrospecto em casa: 13 jogos, 8 vitórias e 5 derrotas

Retrospecto fora: 13 jogos, 12 vitórias e uma derrota

Cestinha: Shamell (média 18.8)

Reboteiro: Georginho (média 8.7)

Líder em assistências: Georginho (média 7.5)

Foto destaque: Igor Amorim / São Paulo FC

Luciano Massi

Luciano Massi

Paulistano de 21 anos, estudante de jornalismo, amante do futebol e do esporte da bola laranja.

101 posts | 0 comments

Comments are closed.