São Caetano bate Velo Clube de virada e se isola na liderança da A2

São Caetano bate Velo Clube de virada e se isola na liderança da A2

Like
893
0
terça-feira, 14 fevereiro 2017
Futebol Brasileiro

Nesta segunda-feira (13), o São Caetano recebeu o Velo Clube no Anacleto Campanella para  fechamento da quarta rodada da série A2 do Paulistão. Antes da bola rolar o jogo se desenhava para ser um confronto movimentado – e foi o que aconteceu.

 

Primeiro tempo

 

Logo nos primeiros minutos o Velo surpreendeu o time do ABC com uma postura ofensiva e linhas de marcação avançadas. O camisa 9, Flavio Carioca, levou perigo pela primeira vez depois de proteger a bola e arrancar pela direita. O chute cruzado assustou a defesa do Azulão.

Aos 9 minutos o primeiro gol. Rafael Carioca tentou arriscar de longe, a bola parou em Leandrinho, que de primeira acertou um grande chute. Golaço e 1 a 0 para o Velo Clube.

Mas a resposta não demorou. Dois minutos depois, Alex Reinaldo cobrou falta e o goleiro João Paulo bateu roupa, Elias pegou o rebote na pequena área e empatou – 1 a 1.

O ritmo da partida seguiu intenso, lá e cá. Enquanto o Velo levava perigo com o pivô de Rafael Carioca e a organização do camisa 10, Léo Aquino. Já pelo lado do São Caetano, a dupla pela esquerda dava trabalho para Mizael. O lateral Lucas Pavone e o ponta Elias abusavam das jogadas pela ala.

Na metade da primeira etapa em um lance bobo, Lucas Pavone se machucou sozinho e acabou sendo substituído por William Mineiro. Com isso, Alex Reinaldo teve de ser improvisado na esquerda.

O time do ABC perdeu forças e o Velão também parecia ter diminuído o ritmo. Apenas aos  36 minutos uma chance foi criada. Em sua primeira participação no duelo, o atacante Lincom fez o pivô e ajeitou a bola para Paulo Vinicius, o meio campista enfiou linda bola para William Mineiro. O lateral, na linha de fundo, cruzou na cabeça de Lincom, que desperdiçou a cabeçada.

Nos minutos finais da primeira etapa, o São Caetano voltou a dominar o jogo, Paulo Vinicius tomou conta do meio de campo e ditava o ritmo. Mas nada mais aconteceu, fim de papo com empate nos 45 minutos iniciais.

 

Segundo tempo

 

A segunda etapa começou com estratégias bem definidas para ambos os lados. O Velo estava satisfeito com o empate e se retraiu, aproveitando-se dos erros do adversário para contra-atacar. Já o Azulão buscava a vitória a qualquer custo.

Nos primeiros minutos, o time do ABC irritou a torcida presente no Anacleto com passes lentos e erros bobos. E foram nesses equívocos que o Velo chegou bem por duas vezes. Na primeira, Rafael Carioca foi lançado e chutou forte por cima da meta. Na segunda, em escanteio cobrado no primeiro pau, Lucas Frigeri operou um milagre e salvou o São Caetano depois de cabeçada para o chão.

Foi aí que a estrela do técnico Luís Carlos Martins começou a brilhar. O treinador mandou a campo o talismã e xodó Ermínio, no lugar do apagado Francisco Alex. O camisa 17 botou fogo no jogo.

Aos 19 minutos, Paulo Vinicius fez boa jogada individual e arriscou, João Paulo não segurou mais uma e espalmou. No rebote Ermínio apareceu para virar a partida, 2 a 1. O Galo Vermelho acusou o golpe e pouco produziu depois da virada.

Elias, um dos destaques até então, se lesionou em dividida e deu lugar para Carlão. O São Caetano seguiu levando perigo, Lincom e Paulo Vinicius pararam em João Paulo. A equipe de Rio Claro não melhorou com as alterações de Álvaro Gaia e suas únicas oportunidades eram na base do chuveirinho.

Aos 33 minutos o Azulão liquidou a fatura, Willian Mineiro foi lançado dentro da área e rolou para Carlão, que sem goleiro, só empurrou para o fundo das redes, 3 a 1 e liderança consolidada.

O Velo ainda tentou em linda cobrança de falta de Mizael, mas a bola explodiu no travessão. Fim de jogo para a alegria da torcida do São Caetano.

 

Entrevistas

 

Um dos destaques do Velo, apesar da derrota, Rafael Carioca lamentou o gol de empate logo na sequência. “A gente recuou um pouco depois do gol e isso não poderia acontecer, o jogo foi decidido em detalhes”.

O melhor em campo, Paulo Vinicius, atribuiu a virada à união e confiança do grupo. “No momento em que tomamos o gol tivemos calma e tranquilidade para trabalhar a bola e conseguimos a virada”, comemorou o camisa 8.

Já o talismã Ermínio lembrou da semana de trabalhos que o São Caetano tem pela frente antes do duelo diante do Rio Claro, fora de casa. “Vamos ter uma semana para trabalhar a equipe e recuperar alguns jogadores, e vamos em busca da vitória porque se classificam só quatro equipes e estamos brigando por isso”.

 

Próxima rodada

 

Com a vitória, o São Caetano chegou aos 13 pontos em cinco jogos e assumiu a liderança isolada da competição. Já o Velo Clube, com quatro partidas, estacionou na nona posição com 6 pontos. A coincidência fica por conta da próxima partida, ambos os times enfrentarão o Rio Claro.

O Velo encara o clássico válido pela quinta rodada da A2, na próxima quinta-feira (16) às 20 horas no estádio Augusto Schmidt.

A equipe do ABC já enfrentou o Bragantino pela quinta rodada e venceu o duelo por 3 a 1. Agora, pela sexta rodada, joga fora de casa contra o mesmo Rio Claro, no dia 20 de fevereiro, às 20 horas.

 

Por Gabriel Manzini

Avatar

admin

240 posts | 0 comments