Rabadzhieva. Chegou a ponteira solução para o Sesi Bauru, problema para Rubinho

Rabadzhieva. Chegou a ponteira solução para o Sesi Bauru, problema para Rubinho

1
717
0
segunda-feira, 18 janeiro 2021
Vôlei

No último sábado (16), o Sesi Bauru venceu o Fluminense pela Superliga. De fato, o time paulista não teve dificuldades para vencer o tricolor por 3 x 0. Desse modo, no segundo set, o cenário foi propício para a estreia da búlgara Dobriana Rabadzhieva. Sem dúvidas, de imediato pode-se perceber o potencial da atleta. Agora, a bomba fica na mão de Rubinho que terá que se coçar a cabeça para encaixar a jogadora no time principal. Além disso mais uma dúvida para o treinador. Fê Ísis, tem entrado muito bem, sinal de alerta aceso para Mara e Adenízia.

Por: Lucas Ribeiro, São Paulo, SP

RABADZHIEVA MOSTRA A QUE VEIO

Muito se esperava pela chegada de Rabadzhieva ao Sesi Bauru. O time precisava de uma jogadora completa do nível da búlgara, se ainda tem pretensões de títulos na temporada. Dessa maneira, para acabar com a ansiedade dos torcedores, a atleta estreou no último jogo contra o Fluminense. Vale lembrar que, Dobriana estava cerca de um mês sem jogar. Entretanto, ao substituir Vanessa Janke no segundo set, mostrou o motivo a que veio e superou as expectativas. Em plena forma, não foi bloqueada e nem errou, virou cinco bolas e marcou também, dois pontos de bloqueio, totalizando sete pontos, com 63% de eficiência, além de ir bem no passe. Dessa forma, justificando toda euforia do torcedor bauruense pela sua chegada, e lamento dos minastenistas que ansiavam seu retorno.

A ASCENÇÃO DE FE ÍSIS

Por outro lado, outra jogadora vem também chamando atenção. A boa sequência do time passa pela central Fê Ísis. Desde que entrou e foi uma das responsáveis pela vitória contra o Sesc Flamengo, a equipe conquistou quatro vitórias consecutivas. Fernanda integrou o elenco depois, resultante da grave lesão de Mayara. No entanto, o que era para ser uma atleta de composição tem ganhado, e cavado por mérito uma vaga no time titular. Por lá, se encontram duas jogadoras consagradas que já estão com sinal de alerta ligado, Mara e Adenízia.

UM QUEBRA-CABEÇA PARA RUBINHO

Em suma, o fato é, o time progrediu. Rubinho sabe que Rabadzhieva não chega para o banco. Suelle ou Tifanny devem dar lugar a jogadora da Bulgária. Todavia, há outra opção. Tifanny já atuou como oposta, e se Rahimova oscilar, também pode perder a vaga. Por fim, na posição das centrais, mais um jogo de xadrez. Fê Ísis pede passagem, porém nem Adenízia nem Mara querem ir para o banco, portanto, ambas têm que mostra serviço. É o tipo de problema que todo técnico quer ter, jogadoras de alto nível disputando lugar. Contudo, o trabalho para Rubinho é delicado para não causar racha nem perder o elenco. O Sesi vive seu melhor momento na temporada, cabe ao treinador administra a situação, e buscar um título a altura do elenco estrelado.

Foto Destaque: Divulgação/ Marcelo Ferrazoli/Sesi Bauru

Lucas Ribeiro

Lucas Ribeiro

O jornalismo foi algo algo que aconteceu. Sou um amante de esportes nato, de todos os esportes, isso é o que me faz feliz e nisso que quero seguir. Entre estádios e ginásios, trabalhar com esportes[...]

89 posts | 0 comments

Comments are closed.