Pivô do Inter Movistar, Pito mostra resiliência durante período de pandemia na Espanha

Pivô do Inter Movistar, Pito mostra resiliência durante período de pandemia na Espanha

Like
331
0
sexta-feira, 16 abril 2021
Futsal

Pivô do maior campeão do futsal espanhol, Inter Movistar, o brasileiro Pito esteve na Espanha durante o período de pico da pandemia no continente europeu. Em exclusiva à Rádio Poliesportiva, o jogador contou sobre as dificuldades nos tempos de lockdown em Madri e a preocupação com a família que está em seu país natal, que ainda sofre novo onda e aumento de casos de covid-19. Além disso, mostrou resiliência ao manter o foco num momento em que o mundo estava abalado.

Por: Eric Filardide São Paulo-SP.

Primeiramente, o atleta falou sobre a mídia espanhola que, de fato, como a brasileira, dá muita importância para o futebol de campo e acaba deixando o futsal de lado. O pivô da Seleção Brasileira de Futsal afirmou que o esporte poderia ser mais valorizado e apontou como segundo ou até terceiro plano no país:

“O futsal sempre vai ser o segundo ou terceiro plano. Futebol é a paixão nacional. É o que dá mais mídia e dinheiro. Então, por números, é difícil competir com o futebol. Mas, sim, eu acho que poderia ser mais valorizado o futsal por tudo que agrega ao futebol. A maioria começa no futsal quando é mais novo. Ganha muito mais qualidade técnica para depois devolver no campo. Tinha que ser mais valorizado. Talvez um melhor investimento ou organização para que se torne mais visível no cenário geral. Aqui o futsal é forte, mas nem se compara com o futebol. Só depende de nós e de quem quiser ajudar o futsal a melhorar”.

Pito enfrentou um momento bem diferente da maioria dos brasileiros. Enquanto na América do Sul nem se pensava que a covid-19 poderia chegar, a Europa já sofria os efeitos e a Espanha também. Assim, o pivô estava se resguardando em lockdown enquanto sua família estava bem, longe do vírus. Mas o jogo virou e quem sofre o caos é o sistema médico brasileiro, enquanto os espanhóis estão retornando às atividades aos poucos.

A situação na Espanha

“Aqui no começo foi bastante difícil, porque aqui em Madri, onde eu moro, foi bem concentrado. Acho que na Itália e na Espanha, aqui em Madri, foi os dois pico quando começou. Não podia fazer nada realmente. Não podia sair de casa. Só podia ir no mercado e ainda assim uma pessoa da família, não podia mais ficar andando na rua. No começo foi bastante complicado, por isso ficamos três meses trancados. Depois começou a poder sair uma hora por dia. No início bateu essa preocupação”.

A situação no Brasil

“No Brasil, quando aqui tava complicado, aí não tava tanto. Então, com a minha família, tava mais tranquilo. Mas agora que aqui tá melhorando, o Brasil tá muito complicado. Toda semana estou em contato com a minha família para saber como estão todos. Felizmente estão bem. Alguns já pegaram e não aconteceu nada mais grave, só tiveram alguns sintomas, mas já passaram. Então, agora é só torcer e rezar para que todos saiam dessa situação. Agora é ter paciência e torcer que tudo vai passar”.

Jogador resiliente e título pelo Inter Movistar

“Aqui, durante esses três meses, eu tive bastante focado, porque estava no meio de uma competição, no ano passado, no meio da liga, quando tudo parou. Não sabia se ia voltar ou não, mas se voltasse eu tinha que estar preparado. Então, esses três meses eu tava bastante focado, porque não tinha ganhado a liga ainda aqui na Espanha e era uma oportunidade de ganhar. No final, veio o resultado de todo o esforço. Valeu a pena todo o sacrifício que eu fiz durante a pandemia. O Inter Movistar foi campeão e pude ajudar o time na final com dois gols e uma assistência. Isso mostra que valeu a pena eu ter me sacrificado na pandemia ao invés estar largado, dando desculpa. Isso que me deixa mais contente”.

Foto destaque: Divulgação/Inter Movistar

Eric Filardi

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova me cativa. Bem-vindo a rádio de todos os esportes. Bem-vindo a Rádio Poliesportiva. Sou Eric Filardi, paulistano de 28 anos[...]

229 posts | 0 comments

https://bit.ly/EricFilardi

Comments are closed.