Paulistano vence Basquete Cearense em jogo muito disputado e está nas quartas de final do NBB

Paulistano vence Basquete Cearense em jogo muito disputado e está nas quartas de final do NBB

Like
1014
0
quarta-feira, 19 abril 2017
Basquete

Arthur Pecos foi o nome do jogo e anotou 19 pontos para a equipe paulista. Foto: NBB/Divulgação

Quem foi ao Ginásio Antônio Prado Júnior, do Club Athlético Paulistano acompanhou uma partida emocionante do começo ao fim, pois era o quinto e decisivo jogo das oitavas de final da temporada 2016/2017 do Novo Basquete Brasil, após a série estar empatada em 2 a 2. Assim, o time de São Paulo foi à quadra com a obrigação de fazer um bom papel diante de sua torcida, para tentar fechar como semifinalista do torneio.

O adversário da noite, mais uma vez era o Basquete Cearense, que estava muito bem preparado e já havia desbancado o próprio Paulistano no terceiro jogo da série que ocorreu na capital paulista. Caso houvesse vitória do lado do Basquete Cearense, seria a primeira vez na história que o time iria às quartas de final da competição. Ao fim da partida, quem levou a melhor foi o Paulistano, que confirmou o bom retrospecto no jogo de desempate nos playoffs e decidiu o jogo nos minutos finais, desbancando o time do Nordeste por 76 a 72.

Confira aqui o resumo de mais um espetáculo do “Show de Basquete” da Rádio Poliesportiva, que trouxe mais uma vez as emoções de cada jogada dessa partida de arrepiar.

 

Primeiro quarto

 

O Paulistano, do técnico Gustavo de Conti, iniciou a partida perdendo para o Basquete Cearense, de Alberto Bial, por uma vantagem de nove pontos, que era de extrema importância para consolidar uma vitória fora de casa. O time da capital paulista parecia nervoso em quadra e as jogadas travavam na boa defesa do “Carcará”, que se mostrou focado e passou a tomar conta do quarto que abriu a partida. Pelo lado do Basquete Cearense o destaque do primeiro quarto era o “baixinho” Davi, que conseguiu chegar aos 78,6% de aproveitamento, após 14 tentativas e 11 bolas convertidas. Do lado do Paulistano, apenas Lucas Dias arriscou mais e obteve um bom aproveitamento, já que em 15 tentativas de pontos, teve êxito em 10 delas, com um aproveitamento de 66,7%. Com quase metade dos pontos da equipe do Paulistano marcados por Lucas Dias, o placar parcial, que fechou o período, até então, era de 17 a 26.

 

Segundo quarto

 

No segundo quarto o Paulistano entrou ligado e conseguiu encaixar as jogadas que não funcionavam na primeira parte do jogo e isso fez acender o alerta do time do estado do Ceará. Neste instante da partida, a estrela de Arthur Pecos começou a brilhar, pois alcançou um ótimo aproveitamento nas chances que criou, foram 11 tentativas e oito pontos convertidos para os paulistas. Já o Basquete Cearense errou muito, principalmente com Duda, que não estava numa noite inspirada e errou as 13 tentativas que teve no segundo quarto de jogo. Assim, a parcial do período ficou em 21 a 14, deixando o placar em 38 a 40 e a vantagem do time cearense caiu para apenas dois.

 

Terceiro quarto

 

O quarto da partida em que as duas equipes diminuíram a cadência e isso ficou refletido no placar. Houve muito equilíbrio de ambas as partes e, neste momento da partida quem dava as cartas era Rashaun, que foi o destaque positivo da equipe Carcará, com 11 tentativas e nove acertos (81,8% de aproveitamento). E, se de um lado as jogadas se condensavam em Rashaun, o Paulistano tentava abrir espaços para vencer o bloqueio defensivo do Basquete Cearense e, com uma distribuição maior de jogo, saiu pela desvantagem de apenas um ponto no terceiro quarto. Ao fim do tempo a parcial estava em 16 a 17. Mantendo um bom equilíbrio, a vantagem era de três pontos para o time nordestino, o placar do ginásio marcava 54 a 57.

 

Quarto e decisivo período

 

Com um jogo cheio de emoções e muito equilibrado, Alberto Bial viu as chances do Basquete Cearense aumentarem, por estar, ainda, em vantagem em um momento crucial do jogo. Já Gustavo de Conti coçava a cabeça para organizar jogadas efetivas do Paulistano, para chegar a virada e conquistar a tão sonhada classificação. E, aos poucos, o Paulistano foi se recuperando e dois jogadores foram cruciais, Georginho e Arthur Pecos, que se destacaram e fizeram um último período brilhante com suas tramas, chegaram à virada nos últimos instantes deste jogo disputadíssimo. Ao final, o placar marcava 76 a 72 e o gosto foi de frustração pelo Basquete Cearense, pela vantagem que detinha no último quarto do jogo, em que o Carcará chegou a ter cinco pontos a mais que os paulistas, mas que foi tirada com o forte ritmo do Paulistano.

 

E agora, Paulistano?

 

Após vencer a série, o Paulistano chega às quartas de final do Novo Basquete Brasil e já tem adversário definido, o Franca Basquete. O primeiro jogo já tem data e horários definidos, pois ocorre neste sábado, 22 de abril, às 14 horas, em São Paulo, no mesmo Ginásio Antônio Prado Júnior, e a expectativa é, também, de uma série cheia de emoções.

 

Por Gabriel Max

admin

240 posts | 0 comments

Menu Title