Palmeiras recebe o Boca Juniors no Allianz Parque em busca de uma vaga heroíca na final da Libertadores

Palmeiras recebe o Boca Juniors no Allianz Parque em busca de uma vaga heroíca na final da Libertadores

Like
448
0
quarta-feira, 31 outubro 2018
Futebol Internacional

Por: Felipe Freitas, de Guarulhos, SP

Palmeiras e Boca Juniors se enfrentam nesta quarta (31), às 21h45, no Allianz Parque. Partida válida pela volta da semifinal da Copa Libertadores. No jogo de ida, na Argentina, o Boca Juniors saiu com a vitória por 2 a 0,com gols marcados nos minutos finais. Hoje o verdão busca uma virada heroica ao lado de seu torcedor para chegar à grande final do torneio.

Palmeiras e Boca Juniors realizaram a partida de ida na última quarta (24), quando o Boca Juniors se saiu melhor do duelo,abrindo vantagem de dois gols de diferença diante os brasileiros. Agora, o Verdão caso queira reverter a situação e se classificar à grande final, precisa vencer pelo placar de dois gols de diferença – levando a partida à decisão por pênaltis . Ou até mesmo, vencer por três gols de diferença, o que daria a classificação direta para a grande final. Vale lembrar que o gol marcado fora de casa é utilizado como critério de desempate. Portanto, caso os argentinos marquem um gol, a equipe comandada por Felipão precisará fazer 4 tentos.

A torcida palmeirense promete uma grande festa para o duelo de logo mais à noite. Na última divulgação de parciais de ingressos mostravam mais de 38 mil comercializados, portanto, a expectativa é de casa cheia. Para os visitantes foi disponibilizado um carga inferior, a mesma que destinada aos palmeirenses em La Bombonera. Há expectativa de 2 mil torcedores do Boca presentes no Allianz Parque.

A equipe classificada nesta noite irá enfrentar o River Plate, que na noite da última terça (30) eliminou o Grêmio, jogando em Porto Alegre. As datas para as partidas finais já estão definidas: o 1º jogo ocorre no próximo dia 07 e a grande decisão apenas no dia 28.

Palmeiras

O Palmeiras deve vir diferente para o confronto diante o Boca no Allianz Parque. No treino de terça-feira,  quando Felipão teve os jogadores à disposição para trabalhar, as surpresas no time titular foram Lucas Lima e Deyverson no lugar de Moisés e Borja, respectivamente. Portanto, o artilheiro da Libertadores, Miguel Borja, deve iniciar a partida entre os suplentes.

Palmeiras precisa vencer o Boca por 2 ou mais gols para avançar na Libertadores. Foto: Ivan Marconato- Rádio Poliesportiva

Nesta edição da Libertadores, o Verdão já atuou em cinco partidas ao lado do seu torcedor.O retrospecto em casa é de três vitórias, um empate e uma derrota. Dessas três vitórias, duas delas foram por 2 a 0 (diante Colo-Colo e Alianza Lima), o que pode animar o torcedor alviverde, já que esse resultado levaria a partida para as penalidades.

Boca Juniors

O Boca Juniors também vem para o duelo com alteração no elenco titular e no banco de reservas. Entre os titulares, a novidade deve ser o atacante Villa, de apenas 22 anos, no lugar do experiente Zárate. E no banco de reservas, não poderão contar com o técnico Guillermo Schelotto, já que o mesmo foi punido pela Conmebol devido o atraso dos argentinos para retornar ao campo no intervalo de jogo, no jogo de ida. Portanto, seu irmão e auxiliar, Gustavo Schelotto, é quem comandará a equipe da zona técnica. Lembrando que é proibida qualquer tipo de comunicação entre ambos ao decorrer da partida.

Os argentinos do Boca Juniors podem perder até por 2 gols de diferença que se classificam às finais da Libertadores. FOTO: C.A Boca Juniors – Facebook Oficial

Os torcedores mais supersticiosos ficam contentes com o retrospecto do Boca diante o Palmeiras. Principalmente em jogos de semi e finais de Libertadores. Em 2000 e 2001, o Boca acabou por duas vezes consecutivas com o sonho palmeirense de título da Libertadores. Em 2000, os argentinos foram campeões em cima do Palmeiras, em pleno Estádio do Morumbi. Em 2001, não foi diferente, mas desta vez em uma semifinal, quando o Boca eliminou mais uma vez o Palmeiras, de novo no Morumbi, nas cobranças de penalidades máximas

Caso o Boca Juniors confirme a sua classificação para a grande final da Libertadores, pela primeira vez na história do torneio teremos uma final disputada entre argentinos. Boca Juniors e River Plate, o Superclássico argentino, é considerado um dos de maior rivalidade no mundo do futebol .

 

Ficha técnica

Data: 31/10

Horário: 21h45

Local: Estádio Allianz Parque

 

Prováveis escalações:

Palmeiras: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Willian, Dudu e Deyverson.

Pendurados: Bruno Henrique

Boca Juniors: Rossi, Jara, Izquierdoz, Magallán e Olaza; Nández, Barrios e Pablo Pérez; Villa, Abila e Pavón.

Pendurados: Pavón, Nández e Olaza

 

Arbitragem:

Árbitro: Wilmar Roldan (Colômbia)
Assistentes: Alexander Guzman (Colômbia) e John Alexander Leon (Colômbia)
Árbitro de vídeo: Julio Bascuñan (Chile)

 

Foto em destaque: Ivan Marconato- Rádio Poliesportiva

 

Felipe Freitas

Felipe Freitas

Estudante de jornalismo. Repórter esportivo. 20 anos. Twitter: Reporterfreitas

44 posts | 0 comments

Comments are closed.