Rio de Janeiro e Osasco: Tradição na grande final da Superliga Feminina

Rio de Janeiro e Osasco: Tradição na grande final da Superliga Feminina

Like
1482
1
sexta-feira, 21 abril 2017
Superliga Feminina

Doze equipes, seis meses de disputa, cento e cinquenta e três jogos, e muita, muita emoção. Com saques, defesas, contra-ataques e cortadas para que finalmente, o campeão da Superliga Feminina de Voleibol, temporada 2016, 2017 seja conhecido.  No próximo domingo, dia 23 de abril, a partir das 10h, a Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ) será o palco da partida entre o Vôlei Nestlé, da cidade de Osasco, na grande São Paulo, e o Rexona-Sesc (RJ) na grande final do principal campeonato do voleibol feminino brasileiro. E você, ouvinte da Rádio Poliesportiva, não perderá um só detalhe desta partida.

bernardinho

Bernardinho – Treinador que deixou recentemente a Seleção Masculina de Vôlei comanda o time feminino do Rio de Janeiro. FOTO: Site Oficial da Superliga

As duas equipes que chegam ao jogo final são detentoras das melhores campanhas entre os participantes da competição, fato que enaltece ainda mais a justiça durante o campeonato. O time do Rexona Sesc(RJ), comandado pelo técnico Bernardinho obteve 61 pontos na fase de classificação, com um excelente desempenho, perdendo apenas uma entre as vinte e duas partidas disputadas. Pelo lado do Osasco Vôlei Nestlé, foram apenas cinco derrotas em vinte duas partidas disputadas, com o time paulista atingindo a marca de 51 pontos ganhos.

Depois da maratona do turno e returno, em que as duas equipes disputaram 22 jogos cada uma, Osasco Nestlé e Rexona Sesc RJ, donos da segunda e primeira melhores campanhas, respectivamente, durante a fase de classificação, chegaram à etapa quartas de final da Superliga. Nesta fase do campeonato, as partidas foram disputadas em sistema de play-off, melhor de três jogos.  O Osasco Vôlei Nestlé passou pelo Fluminense(RJ), enquanto o Rexona Sesc (RJ) bateu o Pinheiros, ambas as séries por 2 a 0. Na etapa seguinte, muita emoção nas semifinais com as disputas entre Osasco Vôlei Nestlé e Dentil Praia Clube, da cidade de Uberlândia, e do outro lado da chave, o Camponesa Minas enfrentando o Rexona Sesc(RJ).

Nas semifinais, a série contou com os confrontos disputados em melhor de cinco partidas. E o time do Osasco Nestlé encontrou menos dificuldade para chegar à final.  As meninas de São Paulo bateram o Dentil Praia Clube por 3 jogos a zero; enquanto o Rexona Sesc RJ teve mais trabalho, superando o Camponesa Minas por 3 jogos a 2 na série semifinal.

Roberta, levantadora do Rexona Sesc RJ é um dos destaques do time do técnico Bernardinho. FOTO: Site Oficial da Superliga

Roberta, levantadora do Rexona Sesc RJ é um dos destaques do time do técnico Bernardinho. FOTO: Site Oficial da Superliga

As duas equipes finalistas contam com jogadoras que se destacaram durante toda a disputa da temporada 2016/2017 da Superliga. Pelo lado paulista, comandado pelo técnico Luizomar de Moura, Ana Beatriz, do Vôlei Nestlé (SP) foi uma das jogadoras que mais se destacaram.  A central de 25 anos de idade, tem o segundo bloqueio mais eficiente, além de ser a 10ª maior pontuadora do campeonato, com 309 pontos.  Em relação ao Rexona Sesc (RJ), o destaque positivo fica concentrado na figura da levantadora Roberta.

Ela fez parte da equipe titular do técnico Bernardinho durante toda a Superliga 16/17. A jogadora de 26 anos, tem cinco títulos da competição nacional defendendo o time carioca.

As duas equipes também contam com excelente poder de fogo ofensivo. As atenções se concentram nas duas ponteiras: Tandara, do Osasco Nestlé e Gabi do Rexona Sesc RJ.

Tandara, do time de Osasco (SP), é a maior pontuadora da competição, com 408 pontos, e Gabi, do Rexona-Sesc (RJ), quarta maior pontuadora, ao lado da oposta Monique, com 358 pontos. Elas são os pontos de referência ofensiva das duas equipes que fazem a grande final da Superliga Feminina de vôlei na manhã do próximo domingo.

Tandara( à direita). Ponteira do Osasco Nestlé é uma das maiores pontuadoras da Superliga 2016/2017 . FOTO: Ivan Marconato Rádio Poliesportiva

Tandara( à direita). Ponteira do Osasco Nestlé é uma das maiores pontuadoras da Superliga 2016/2017 . FOTO: Ivan Marconato Rádio Poliesportiva

Internauta e ouvinte da Rádio Poliesportiva não perderá um só detalhe dessa super cobertura. Acesse www.radiopoliesportiva.com.br, no próximo domingo, 23 de Abril a partir das 09h30 da manhã. Ouça em nosso site, ou pelos aplicativos de celular RadiosNET ou Tunein disponíveis no Android, Windows Phone ou Iphone.

A melhor transmissão da grande final da Superliga Feminina de Vôlei você confere aqui. com narração de Ramoni Ártico e comentários e reportagens de Ivan Marconato. Não Perca!

Superliga Feminina de Vôlei, na Jornada do Vôlei é na Rádio Poliesportiva, a arte do esporte.

 

Ivan Luis Marconato Rocha

Jornalista profissional diplomado desde 1998, e pós graduado em Jornalismo esportivo e negócios do esporte. Atua em webrádio desde 2012. Já trabalhou em jornal de bairro, e por 10 anos na NET Serv[...]

311 posts | 3 comments

Menu Title