Os motivos para a queda de rendimento do Corinthians no Brasileirão

Os motivos para a queda de rendimento do Corinthians no Brasileirão

Like
1107
0
quarta-feira, 01 novembro 2017
Brasileirão Série A

O Corinthians finalizou o primeiro turno do Brasileirão com a melhor campanha da história da era pontos corridos, porém, caiu drasticamente de rendimento no returno, ficando ameaçado de perder o título. A diferença para o vice-líder que chegou a ser de 11 pontos na 27ª rodada caiu para cinco pontos ao final da 31ª.

No próximo domingo (5), o líder Corinthians e o vice-líder Palmeiras se enfrentam em Itaquera no famoso jogo de “seis pontos”. Se o Timão vencer, abrirá oito pontos de vantagem sobre o maior rival e deixará o título bem encaminhado há seis rodadas do fim.

Se o alvinegro fechou o primeiro turno sem nenhuma derrota, obtendo impressionante aproveitamento de 82,5% dos pontos disputados, no returno já são seis derrotas que o colocam como dono da quarta pior campanha (33,3% de aproveitamento).

A Rádio Poliesportiva listou abaixo alguns motivos que ajudam a explicar a queda de rendimento corintiano:

1 – Má pontaria – No primeiro turno, o ataque se destacou pela eficiência. De acordo com o Footstats, precisava de apenas 6,6 finalizações para fazer um gol (segundo melhor). No returno o índice triplicou. A equipe necessita de 18,8 chutes para fazer um gol. O Timão é dono do pior ataque na segunda metade do campeonato: oito gols em 12 jogos.

2 – Defesa não é mais a mesma – No primeiro turno, o Corinthians levou apenas nove gols em 19 jogos. Para o adversário chegar às redes, precisava de 29,1 finalizações (melhor índice). Com 12 rodadas de returno, sofreu oito gols. Os rivais necessitam de 9,9 chutes para vazá-lo (pior índice).

3 – Queda técnica de importantes jogadores: Destaques no primeiro turno, o lateral-esquerdo Guilherme Arana, o volante Maycon e o meia Rodriguinho caíram de rendimento. O meia Jadson, que teve atuações discretas, talvez seja aquele atleta que mais tem destoado no momento, com muitos passes errados e aproveitamento muito ruim em jogadas de bola parada, a sua maior especialidade.

4 – Queda no preparo físico – De acordo com o Footstats, o Corinthians é o time que menos usou atletas (26) em 31 rodadas. A média do campeonato é de 34,6. Além disso é aquele com mais jogadores que ultrapassaram 2.000 minutos jogados (8 no total). Média do campeonato é de 3,7. Tais estatísticas ajudam a explicar o porquê de muitos atletas estarem longe da forma física ideal nesta reta final de temporada. O elenco também não oferece grandes opções ao técnico Fábio Carille.

5 – Falta de criatividade – Uma estatística evidencia isso. No returno, o Corinthians é o segundo clube com mais cruzamentos (27,8). No primeiro turno foi o 19º (20,1). Time tem dificuldades em propor o jogo e não tem feito tantas triangulações para superar a marcação adversária.

Sequência final de jogos do Corinthians, líder com 59 pontos ganhos

Palmeiras (casa), Atlético-PR (fora), Avaí (casa), Fluminense (casa), Flamengo (fora), Atlético-MG (casa) e Sport (fora).

Sequência final de jogos do Palmeiras, vice-líder com 54 pontos

Corinthians (fora), Vitória (fora), Flamengo (casa), Sport (casa), Avaí (fora), Botafogo (casa) e Atlético-PR (fora).

Sequência final de jogos do Santos, terceiro colocado com 53 pontos

Atlético-MG (casa), Vasco (casa), Chapecoense (fora), Bahia (fora), Grêmio (casa), Flamengo (fora) e Avaí (casa).

Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Rafael Martins Alaby Ferreira

109 posts | 0 comments

Menu Title