Orgulho da Nação: a trajetória de um dos maiores clubes de basquete do Brasil

Orgulho da Nação: a trajetória de um dos maiores clubes de basquete do Brasil

Like
1095
0
quinta-feira, 16 fevereiro 2017
Basquete

Pentacampeão da NBB em oito edições da nova Liga Nacional. Maior campeão carioca da história e vencedor seguido dos últimos 11 anos. Conquistou a América. Depois, o Mundo. Assim que se deve começar um texto sobre o peso da camisa do Flamengo no basquetebol brasileiro.

 

Início com título

 

O Orgulho da Nação, como foi carinhosamente apelidado pela torcida rubro-negra, surgiu no começo do século XX – e já levantando taça. O Mengão faturou o primeiro torneio de basquete disputado no Brasil. O Campeonato Carioca de 1919.

 

Profissionalização

 

Mesmo no final de carreira, Oscar Schmidt fez história no Rubro-Negro e é idolatrado até hoje. Foto: André Durão

De lá para cá pouca coisa mudou. A equipe mais tradicional da modalidade no Brasil seguiu levantando troféus e fazendo história. Na década de 30, o basquete foi profissionalizado no clube. Com a medida, o quinteto liderado por Martinez marcou história com um tricampeonato carioca (em 1933, 34 e 35).

O esporte da bola laranja ganhou forças no Brasil na década de 40, em que o cenário era totalmente dominado pela Clube de Regatas Flamengo. A Gávea cedera à seleção brasileira diversos jogadores. Nas Olimpíadas de 1952 metade do grupo era rubro-negro.

 

 

Primeiro campeão intercontinental

 

Para o Flamengo, o Brasil era muito pouco. Em 1953 um inédito título intercontinental. O Torneio de Campeões Sul-Americanos, disputado no Chile, fora a primeira conquista internacional de uma equipe brasileira.

Nomes como: Godinho, Alfredo da Motta, Tião Gimenez e Mical vestiram o manto flamenguista nessa época de consagração. Entretanto, nada foi mais marcante do que a dupla Zenny de Azevedo, o Algodão; e Togo Renan Soares, o Kanela.

 

O maior treinador da história do basquete brasileiro

 

Kanela foi o maior treinador da história do basquete brasileiro; dirigiu o Flamengo por mais de 2 décadas. Foto: Divulgação/Flamengo

Kanela foi jogador de polo aquático e de futebol. Chegou a treinar o Flamengo no futebol na década de 40 e revelou Domingos da Guia para o mundo. Todavia, seu maior sucesso não foi nos campos, mas sim nas quadras.

O técnico dirigiu o Orgulho da Nação entre 1948 e 1970, conquistando doze títulos cariocas. Kanela também alcançou a seleção brasileira, em 1954. E lá ganhou o reconhecimento, por muitos, de ser o maior treinador da história do basquete brasileiro. Foram diversos títulos, como os dois mundiais e as cinco taças de Copa América; além de medalhas em PanAmericanos e Olimpíadas.

 

 

Ressurgimento nos anos 80

 

Depois dessa vitoriosa era, o Flamengo perdeu um pouco do destaque nacional. As glórias ressurgiram na década de 80, com contratações de peso e maior investimento. Alguns nomes como Carioquinha, Nilo Guimarães, Almir, Carlão Ostermann e German Filloy levaram para a Gávea um tricampeonato carioca (entre 1984 e 86).

Em 1990 ganhou forma um Campeonato Nacional de Basquete, que passou a ser obsessão do Flamengo. O Orgulho da Nação contratou alguns norte-americanos, casos de Derrick Waren, Leon Jones, Brent Merrit e entre outros. Mas o sonhado título não veio.

No final do século XX, o Mengão apostou no veterano Oscar Schmidt, que ficou por quatro temporadas no Ninho do Urubu e marcou história. De 1996 até 2003, Oscar foi o maior pontuador da liga Nacional. Foram oito temporadas consecutivas de hegemonia do ala.

 

Maior rival

 

O Clássico dos Milhões também é muito famoso nas quadras, gerando inclusive altas tensões entre os torcedores vascaínos e flamenguistas. Foto: André Durão

A rivalidade entre Flamengo e Vasco sempre transcendeu os campos de futebol. Um dos lugares em que o Clássico dos Milhões tem muita força é na quadra de basquete. Desde o início do esporte no Brasil, as duas equipes travam duelos marcantes. São 43 títulos estaduais para os rubro-negros e 16 para os cruzmaltinos.

Apesar da larga vantagem do time da Gávea, o Vasco da Gama apareceu em algumas oportunidades como a única equipe carioca capaz de bater de frente com o Flamengo.

O clássico ficou longa data sem acontecer, já que o Vasco passou 13 anos longe da elite nacional e nove anos sem disputar o Carioca. Na atual temporada, os times já duelaram pela LNB (Liga Nacional de Basquete) e com vitória dramática por um ponto de diferença para São Januário.

A partida do primeiro turno foi realizada com portões fechados por não garantia de segurança por parte da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Em 2016, o duelo teve torcida única só com flamenguistas. Porém, uma confusão entre organizadas do Flamengo paralisou a partida. O jogo do returno deve acontecer em Manaus.

 

Título nacional e protagonismo no esporte

 

Todavia, a conquista nacional do Flamengo só chegou em 2008, com a renovada NBB (Novo Basquete Brasil). O técnico Paulo Chupeta liderou os irmãos Machado, Duda e Marcelinho, o pivô Alírio, o armador Hélio e o ala cubano Amiel Vega.

A partir daí domínio total do Flamengo. Onze conquistas consecutivas do estadual; maior vencedor da NBB; título da Liga das Américas; e campeão do mundo, diante do Maccabi Tel Aviv, de Israel. Nos últimos 9 anos foram 16 títulos.

 

Temporada atual

 

Olivinha foi destaque do triunfo flamenguista diante do Mogi. Foto: Staff Images/Flamengo

Hoje, o Flamengo busca o Hexacampeonato nacional. Depois de 19 jogos, o FlaBasquete está na segunda colocação com a mesma campanha do Brasília, líder. São 14 vitórias, cinco derrotas e aproveitamento superior a 80%.

Após uma sequência ruim de três derrotas, os Rubro-Negros engataram dois triunfos consecutivos. O último foi na terça-feira (14) diante do Mogi das Cruzes, em Tijuca. 96 a 87 e destaque para o experiente pivô Olivinha, que anotou o seu 12o Duplo-Duplo na temporada. Além disso, a partida marcou as voltas de Ricardo Fischer e Marcelinho Machado, que estavam lesionados.

Para a próxima rodada, o Flamengo encara o Campo Mourão, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, às 20 horas.

 

Por Gabriel Manzini

Avatar

admin

240 posts | 0 comments