O que esperar da NFC North?

O que esperar da NFC North?

2
363
0
segunda-feira, 19 agosto 2019
Futebol Americano

Deixando de lado a Conferência Americana, vamos começar a falar sobre a NFC ou também conhecida como Conferência Nacional. Primeiramente vamos começar falando da divisão norte, divisão com o maior e mais antigo clássico do Futebol Americano, Green Bay Packers e Chicago Bears. Estão também presentes na NFC North Minnesota Vikings e Detroit Lions. O que podemos esperar de cada time para a temporada de 2019?

CHICAGO BEARS

Os Bears tiveram um salto gigantesco da temporada de 2017 para a 2018. A vinda do LB Khalil Mack ajudou bastante a linha defensiva, e tinham tudo para brigar pelo Vincent Lombardi se não fosse um certo imprevisto. Para esse draft eles tinham poucas escolhas, apenas seis, e sua primeira escolha aconteceu apenas na terceiro rodada. Entretanto, apesar de pouquíssimas escolhas, o GM Pace conseguiu dois bons jogadores, o RB David Montgomery e logo em seguida o WR Riley Ridley.

Da mesma forma que os Bears perderam jogadores importante, conseguiram recompor as peças. Perderam o RB Jordan Howard, CB Bryce Callahan e Safety Adrian Amos. Da mesma forma adicionaram ao elenco de defesa o Safety Ha Ha Clinton-Dix, Buster Skrine e Mike Davis. E para o ataque trouxeram o WR Cordarrelle Patterson.

Apesar das perdas o General Manager fez um bom trabalho nas reposições de peças. Assim, eles têm grandes chances de brigar pelo título, tem uma defesa excelente, um ataque bom e um Quarterback que tem condições de levar o time a vitória. Apesar do Trubisky ter muitos jogos bons, também tem muitos jogos ruins, ele precisa ter mais consistência, e não ser um jogador 8 ou 80. Se ele conseguir ser mais constante os Bears tem tudo pra ser um excelente time.

MINNESOTA VIKINGS

Hoje o mais consistente da NFC North e forte candidato a ir ao Super Bowl e ganhar seu primeiro título. O draft deles foi bem claro, montar uma linha ofensiva melhor para proteger mais Kirk Cousins. Escolheram um Center e um Guard, da mesma forma para o ataque escolheram um Running Back e um Tight End.

Dessa forma eles conseguiram focar num draft de ataque, uma vez que sua defesa não precisa de tantas melhorias. Foi a quarta melhor em jardas cedidas, somente 4.995 sofrendo apenas uma média de 21,3 pontos por jogo. Por outro lado a linha ofensiva permitiu que seu Quarterback sofresse 40 sacks, com ataque marcando uma média de 22.5 pontos por jogo.

Dessa forma se a equipe de Minnesota quiser aumentar sua média, terá que urgentemente melhorar a proteção ao Cousins. Ele que chegou a equipe com uma expectativa muito alta por parte da torcida e comissão técnica, entretanto, ainda não se provou. Em suma o maior problema da equipe é a proteção da OL, Por outro lado o ataque possui um corpo de recebedores excelente com Dalvin Cook, Stefon Diggs e Adam thielen.

View this post on Instagram

QB1. #VikingsCamp

A post shared by Minnesota Vikings (@vikings) on

GREEN BAY PACKERS

O vestiário em Green Bay no ano de 2018 não foi um dos mais tranquilos. Mike McCarthy foi demitido após 13 temporadas, muito se diz que o relacionamento com o astro do time Aaron Rodgers estava cada vez pior. Um dos fatores que fez o time de Rodgers ter uma decadência.

A prioridade do primeiro dia de draft foi a defesa, draftando o LB Rashan Gary e o Safety Darnell Savage. Para a alegria de Rodgers o segundo dia trouxe duas peças que podem ajudar o QB, o G Elgton Jenkins e o TE Jace Sternberger. Green Bay terá que se readaptar ao estilo do novo Head Coach, e utilizar o novo TE.

Um dos grandes problemas do ataque é ser muito voltado em um jogador e a fraca proteção ao QB. E dessa forma os dois picks ofensivos podem ajudar bastante Rodgers e companhia. Com o talento do QB é fundamental que sua linha ofensiva o proteja, para que ele tenha tempo para lançar e evitar trombadas e possíveis lesões.

View this post on Instagram

Focused on Day 3. #PackersCamp

A post shared by Green Bay Packers (@packers) on

DETROIT LIONS

2019 será a temporada para Matt Patricia, head coach, mostrar para o que veio. Começou a temporada de 2018 com duas derrotas e quando enfrentou um dos favoritos ao título surpreendeu e conseguiu ganhar. Entretanto ao longo da temporada não conseguiram repetir, isso colocou uma pequena desconfiança sobre Patricia.

A off season em Detroit foi bem agitada, trouxeram diversos veteranos tanto para compor o ataque quanto para compor a defesa. Trouxeram um dos melhores pass rushers da liga, Tray Flowers. Chegaram para a defesa também dois CB,  Justin Coleman e Rashaan Melvin. E para o ataque trouxeram o TE Jesse James e o WR Danny Amendola, ele que já trabalhou com Matt Patricia em New England.

No draft escolheram o TE TJ Hockenson como um alvo a mais para tentar ajudar o QB Matt Stafford. Para a defesa escolheram o LB Jahlani Tavai, o Safety Will Harris e o DE Austin Bryant. Os Lions podem ser a surpresa da NFC North, conseguiram montar um excelente elenco, principalmente na defesa. Em suma Detroit se reforçou bem e tem todas as peças para ser um time competitivo nessa temporada, tudo depende de como Patricia irá montar o elenco.

View this post on Instagram

???. ??? ?.

A post shared by Detroit Lions (@detroitlionsnfl) on

Marcos Sibinel

Marcos Sibinel

Olá, me chamo Marcos Sibinel, tenho 21 anos e curso jornalismo pela Anhembi Morumbi. Nunca tinha pensado em seguir uma carreira como jornalista, mas foi quando cursava Relações Internacionais que p[...]

18 posts | 0 comments

Comments are closed.