O Paulista A2 vai iniciar e terá cobertura da Poliesportiva

O Paulista A2 vai iniciar e terá cobertura da Poliesportiva

Like
1323
0
domingo, 14 janeiro 2018
Sem categoria

Dizem que hoje em dia, a única coisa que diferencia a A1 da A2 do Paulista são os quatro grandes do estado. Nunca fez tanto sentido o segundo escalão do estadual paulista ter um “A” em seu nome, visto que cada vez mais os times da A2 estão próximos em investimento dos da A1, transformando a segunda divisão de fato, no segundo grupo da Série A do Paulista.

Os times se mexem e cada uma das equipes contratam e montam seus times para a disputa do torneio. Entre elas, estão o Água Santa de Diadema, o Audax de Osasco, o Batatais, o Guarani de Campinas, a Internacional de Limeira, o Juventus da Mooca, o Nacional da Barra Funda e o Oeste de Barueri.

A temporada do Futebol na Poliesportiva começa com força total ainda no mês de janeiro. E entre os campeonatos estaduais, a Rádio Poliesportiva, a arte do esporte acompanhará a briga por duas vagas na divisão de elite paulista. Confira o resumo do que prepararam algumas das equipes que brigam por vaga na divisão principal e pelo Título Estadual da série A2.

 

Água Santa

Jorginho conhece o time. Foto: Diadema Jornal

O Água Santa é um dos times que mais cresceram no estado nos últimos anos. Fez sua estreia na A1 em 2016, mas caiu. Porém quase subiu para a primeira divisão ano passado, ficando na terceira posição e mostrando que sua passagem pela elite não foi um acaso.

Nos bastidores a diretoria trabalhou e trouxe nomes rodados do futebol brasileiro, dentre eles o ala Wellington Saci com passagem pelo Corinthians, Rodrigo Biro que já passou pela Chapecoense e pela Ponte Preta, Bruno Dybal, revelação palmeirense e Edson Sitta, que também jogou no Corinthians e chega vindo do Bragantino. É um time estruturado e conta ainda com o técnico Jorginho, que já dirigiu o time no ano passado. É candidato ao acesso.

 

Audax

O Audax chega como mais um dos times que se acostumaram a estar na elite do campeonato paulista, e quer voltar logo para a A1. Por isso o presidente Vampeta continua trabalhando suas parcerias para montar bons times e para isso utiliza sua influência no futebol e a posição de seu clube que vê com bons olhos atletas que surgem nos arredores de Osasco, inclusive nos outros clubes da cidade.

O time é jovem e tem o perfil parecido com aquele time finalista da A1 tempos atrás. Muitos jogadores jovens terão a companhia dos experientes Thiago Silvy e Robert (ex-Palmeiras) no ataque e do goleiro Felipe Alves organizando a defesa. O técnico é o ex-goleiro Luciano Quadros, que já treinou a filial carioca do Audax.

 

Batatais

O time do técnico Alexandre Ferreira viveu altos e baixos nos últimos anos. Do quase acesso para a Série A1 ao processo trabalhista por dever salários aos seus jogadores além da excelente campanha do time Sub-20 na Copa São Paulo de Futebol Jr, aconteceu mais nestes dois anos que em toda a sua história para o time alvirubro.

O time ainda está em fase de formação, atrasado em relação aos demais, porém já acertou com o experiente zagueiro Fabiano que fez carreira toda na Itália com passagens pelo Lecce, Atalanta e Spezia. O atleta vem do Padova e deve ser o líder da defesa. Na frente, o time conta com o experiente atacante Cortez, com passagens pelo futebol árabe e pelo TP Mazembe, famoso time africano. Outro destaque é o goleiro Juninho, vindo do URT. O restante do time é bem jovem e deverá treinar muito para encarar com êxito os desafios da A2.

 

Guarani

O Guarani começou bem, mas já tomou o primeiro susto da temporada. O “bem”, foi o anúncio de Fernando Diniz como técnico do time para 2018. O susto foi perder o técnico para o Atlético Paranaense após pouco mais de uma semana no cargo. Com isso, a diretoria teve que se mexer e efetivou rapidamente o auxiliar Umberto Louzer como técnico, preferindo assim não mexer no trabalho que já havia sido iniciado.

Fumagalli: É ele que ainda dá as cartas. Foto: Ogol

O time em suma, é bem jovem. Os mais experientes são Baraka ex-Ponte Preta, Hélder, volante vindo do Figueirense e Rondinelly, meia que atuou por Palmeiras e Portuguesa nos últimos anos. Mas quem dá as cartas no Bugre ainda é o interminável Fumagalli, que com 40 anos será mais uma vez o ídolo a puxar o carro do alviverde campineiro.

 

Inter de Limeira

A campeã de 1986 do Paulistão da primeira divisão está de volta a A2 após o vice da A3 do ano passado. O time do técnico João Vallim vai usar toda a sua experiência e camisa para enfrentar as dificuldades da competição que dá vaga para a elite do futebol paulista.

O time da Inter de Limeira não tem nenhuma grande estrela, mas tem um trunfo difícil de se ter nas divisões de acesso dos estaduais: Uma base sólida. Finalista da Copa FPF do ano passado, a maioria dos jogadores e comissão técnica foram mantidos para a A2 e grande parte destes membros são rodados e conhecem muito bem o campeonato. Enquanto os outros treinam, a Inter já se conhece de cor e salteado para disputar o torneio.

 

Juventus

O Moleque Travesso entra na A2 tendo como técnico Edmílson de Jesus, rodado treinador com passagens por vários times do interior paulista e conhecedor do torneio. Utilizando boa parte da base semifinalista da Copa São Paulo do ano passado, o time da Mooca procura aliar a estes jovens jogadores nomes rodados do futebol nacional.

Rosinei e Wendel treinam: Juventus busca retorno a elite. Foto: Juventus.com.br

As figuras mais conhecidas do Juventus são o meia Rosinei, que jogou no Corinthians e passou até pelo América do México, o volante e lateral Wendel, que jogou durante anos no Palmeiras e o atacante Weldon que passou dentre outros times, pelo Santos, pelo Sport e pelo Benfica de Portugal. O Juventus também conta com o retorno de seu melhor goleiro nos últimos anos, André Dias que estava no Oeste.

 

Nacional

O Nacional é um dos times mais embalados do estado. Com dois importantes acessos nos últimos anos, o time volta a A2 e disputa hoje com seus rivais Portuguesa e Juventus quem será o melhor da cidade na competição de igual pra igual, diferente do que era a tempos atrás. A confiança não é pra menos: Com um bom projeto nos últimos anos, o time da Barra Funda cresceu em cenário estadual que faz jus a sua história.

Émerson Mi já é ídolo no Nacional. Foto: Rodrigo Corsi/FPF.

Alguns jogadores já vem de anos no clube, fato raro no futebol das divisões de acesso. Caio Mendes figura no time desde 2014 e Émerson Mi (ex-Palmeiras com passagens pelo futebol espanhol e grego) desde 2013. Os dois são peças fundamentais no time do técnico Betinho, que jogou até na seleção brasileira. Além deles o time conta com o experiente goleiro Maurício, o atacante Laécio, o meia Ferdinando (ex-Avaí e Portuguesa) e o zagueiro Luiz Henrique, com carreira consistente na Turquia.

 

Oeste

Faltou pouco mas não deu para o Oeste conquistar o acesso para a Série A do campeonato brasileiro. Porém, uma nova chance surge de acesso para o rubrão, desta vez no paulista. A fórmula é a mesma: Manter a base e devagar, fazer uma boa campanha que o coloca entre os favoritos ao acesso. É o que espera o time que agora joga em Barueri e tem o mesmo Roberto Cavalo do ano passado no comando.

Dentro de campo, peças importantes foram mantidas. Leandro Amaro segue na zaga e Mazinho segue na frente. Além deles o time ainda tem Daniel Gigante para a defesa, Lídio no meio campo e André Vinícius também na defesa, todos eles conhecidos do time de 2017.

 

Penapolense

O Clube Atlético Penapolense, da cidade de Penápolis, foi fundado em 16 de novembro de 1944. Após conquistar o título paulista da Série A3 em 2011, vencendo a Santacruzense por 2 a 0, e no ano seguinte conquistar a vaga para a série A1 em 2013. Nesta temporada, a equipe do Penapolnese venceu o Palmeiras em pleno Pacaembu, se classificando às oitavas de final do Paulista e sendo eliminado pelo São Paulo.

Em 2014, a equipe eliminou o São Paulo nas oitavas de final do Paulistão e caiu diante do Santos nas semifinais.  Em 2015, o clube não fez boa campanha e acabou rebaixado à série A2 do Paulista quando foi o 15 colocado no campeonato. Desde então a equipe figura na série A2.

Para a temporada 2018, o Clube Atlético Penapolense será dirigido pelo técnico Tiago Oliveira, que tem os seguintes jogadores em seu time base:  Tiago Passos, Grafite, Marcelo, Nandinho e Denis; Felipe Alves, Tauã, Renato Xavier e Yamada; Leandro Love e Everton Sena.

No dia 17 de janeiro, o Penapolense faz sua estreia no Paulistão 2018, quando enfrentará o Sertãozinho, no estádio Tenente Carriço, em Penápolis.

 

Portuguesa

A Portuguesa de Desportos segue firme em busca de dias melhores para o seu futebol, e no primeiro semestre tem o Paulistão da série A 2 para disputar. Uma boa colocação poderá levar o time do Canindé de volta à elite estadual.  A Lusa contratou dois jogadores veteranos para integrar o elenco de profissionais, trata-se do atacante William Batoré e do volante Luciano Sorriso. Além deles, o atacante Raul, ex-São Bernardo, que teve passagens pelo Juventude, Red Bull Brasil, América-RN e recentemente defendeu o Desportivo Brasil,  também reforçará a Lusa na temporada 2018.

Outro reforço que estará no elenco da Portuguesa durante a temporada 2018 será Leandro Santos.  Ele que iniciou na Portuguesa em 2001 e com grande história pelo clube, jogando no juvenil, juniores e profissional, sendo campeão paulista da Série A2 em 2007, Leandro tem 33 anos e estava no Guarani, de Campinas.

Ex- atacante e agora treinador Guilherme Alves, comanda a Portuguesa. FOTO: A.Portuguesa de Desportos – Site Oficial

O presidente da Portuguesa Alexandre Barros procura apaziguar a crise do clube, espera contar com a ilustra presença do meia/lateral Zé Roberto no elenco. A presença do experiente jogador certamente seria a melhor notícia em tempos para os torcedores lusitanos, e também para o técnico Guilherme Alves, que passou três temporadas à frente do Novorizontino.

A Portuguesa que faz sua estreia no Paulistão da A2 no dia 17 de janeiro, quando receberá o Batatais no Estádio do Canindé, tem a seguinte escalação como time base.   Ricardo Berna, Amaral, Gabriel Santos, Everton e Thiago Feltri.  Dinho, Bruno Xavier, Jonatas Paulista e Marcelinho Paraíba. Willian Batoré e Bruno Mineiro.

 

Rio Claro

O Rio Claro também disputará a série A2 do Campeonato Paulista.  A equipe Azul e Branca, fundada em 09 de maio de 1909 foi a 4 colocada no Paulistão da Série A2 em 2017, e está motivada para a disputa do campeonato estadual deste ano.

A equipe apresenta alguns reforços para a temporada. Victor Sapo, que estava jogando no futebol do Sergipe, será integrado à equipe do Galo Azul que se prepara para a Série A2 do Campeonato Paulista. O último time de Victor Sapo foi o Itabaiana, pelo qual jogou a Série D do Campeonato Brasileiro. No primeiro semestre de 2017, Victor ainda jogou o Campeonato Paraibano pelo Botafogo.

A equipe do Rio Claro será comandada pelo técnico Fahel Junior no Paulistão 2018 da série A2. A estreia será no dia 17 de janeiro, contra o XV de Piracicaba, no estádio Barão de Serra Negra.

São Bernardo

A equipe do ABC paulista tenta voltar à elite do futebol paulista depois da boa campanha de 2012, quando fez boa figura no Paulistão atuando contra os times grandes. Na temporada 2018, a equipe será comandada pelo técnico Wilson Junior estreia na competição estadual no dia 17 de janeiro, quando enfrentará o Nacional, no estádio Nicolau Alayon.

São Bernardo pega o Nacional na estreia do Paulistão da A2 – FOTO: SITE OFICIAL DO SÃO BERNARDO F.C

O time do técnico Wilson Junior jogará na capital paulista na estreia do Paulistão A2 e conta com a seguinte equipe-base. Matheus, Assis, Dogão, Junior e Edvan.  Nicolas, Rodolfo, Emerson e Thiago César. Ricardinho e Wesley.

 

Sertãozinho

A equipe será comandada pelo técnico Ruy Scarpino na temporada 2018, e iniciou os preparativos para o Paulistão da série A2 num amistoso contra o Olímpia. O novo treinador tem contrato com duração até o final do Campeonato Paulista.  Jogando na casa do adversário, o Sertãozinho marcou 2 a 1 no Olímpia, com gols de Magrão e Tyto.

A estreia do Sertãozinho na Série A2 do Campeonato Paulista será no dia 17, diante do Penapolense, no estádio Tenente Carriço, em Penápolis. Antes disso, a equipe da terra do hóquei sobre patins ainda jogará uma partida amistosa contra o Barretos.

 

Taubaté

O time Alviazul, carinhosamente chamado de burro da central, tem novidade no banco de reservas para a disputa do Paulistão da Série A 2. Trata-se de Alberto Felix, que comandou o Bragantino no Paulistão do ano passado, garantindo à equipe de Bragança Paulista o acesso à série A1 do Paulistão.

O time base do Taubaté conta com os seguintes jogadores: Fábio, Jean, Diogo Borges, Raniele e Paulo Vitor; Elivelton, Bruno Ré e Francisco Alex; Gustavinho, Wellington Melo e Flávio Carioca.   O Taubaté faz sua estreia no Paulistão da Série A2  contra o Água Santa, no próximo dia 17 de Janeiro, na cidade de Taubaté.

 

Votuporanguense

Paulo Roberto é o titular no gol do Votuporanguense. FOTO: Votuporanguense – Site Oficial

O Clube Atlético Votuporanguense está finalizando a preparação para a estreia de sua equipe profissional na temporada 2018. O time disputará o Paulistão da série A2 sob o comando do técnico Rafael Guanaes, que contará com a seguinte equipe base para a temporada 2018:

 

Paulo Roberto, Douglas, Paulo Henrique, João Victor e Cleydson.  Daniel, Jairo, Ricardinho e Tremonti. Nathan e Felipe.

É com essa provável escalação que o Votuporanguense estreia na Série A2, no próximo dia 17 de Janeiro, jogando em casa, na Arena Plínio Marin, diante do Juventus.

 

 

XV de Piracicaba

O XV de Piracicaba é outra tradicional equipe que disputará o Paulistão da série A2 em 2018.  O Nhô Quim vem motivado para o início da temporada com objetivos de retornar à divisão principal do futebol paulista.

Evaristo Piza, é o treinador do XV de Piracicaba na temporada 2018. FOTO: Site Oficial do XV de Piracicaba

A equipe já iniciou os trabalhos para a temporada 2018 no último dia 08 de janeiro, após 20 dias de férias. A equipe trabalhou fisicamente sob o comando do preparador físico André Ferreira, mediante os olhares atentos do treinador Evaristo Piza, que comandará a equipe no Paulistão 2018.

 

O técnico não contará com o goleiro Mateus Pasinato, que defendeu a equipe nas últimas cinco temporadas. Mateus defenderá o Vila Nova de Goiás.  Mas o treinador terá a seguinte equipe base para a temporada 2018:  Leonardo, Danilo Melega, Doni, Hugo e Pedrinho.  Bruno Formigoni, Fraga, André Cunha e Léo Carvalho. Bruninho e Rafael Gomes.

Acompanhe o melhor do futebol paulista com a transmissão das partidas da série A2 do Paulistão. Não percam o futebol na Poliesportiva, a arte do esporte.

 

 

Redatores: Ivan Marconato e Danilo Dias, de São Paulo.

 

Danilo Dias

Danilo Dias é formado em Tecnologia em Futebol, pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte e atualmente é estudante de Direito. Apaixonado por futebol, aficionado por automobilismo[...]

76 posts | 0 comments

Comments are closed.

Menu Title