O mundo dos tênis de basquete

O mundo dos tênis de basquete

1
363
0
terça-feira, 19 novembro 2019
Baska de Vila

Baska de Vila é um Instagram que visa valorizar o basquete de rua, o underground. Assim, a ideia é mostrar, além das dificuldades de ingressar no esporte, as minúcias que separam o amadorismo do profissionalismo. A coluna, juntamente com a Poliesportiva, visa criticar as condições do basquete brasileiro e mostrar a realidade. Dessa forma, apoiado a projetos social, tem como meta incentivar crianças e jovens a não desistir do sonho de ser jogador de basquete, apesar da falta de apoio. Desenvolvido por Vinícius Borges, o Baska de Vila vai te envolver com histórias interessantes do basquete amador. Contudo, a coluna não se limita. Está sempre inovando e trazendo conteúdo exclusivo, cobrando manutenção, apoio e exigindo direitos para a prática do esporte. Basquete não é só o glamour da NBA, existe o rachão do Parque da Juventude também. Hoje o assunto é tênis de basquete.

O mundo dos tênis de basquete

Todo jogador de basquete, pelo menos uma vez, já sonhou com um belo par de tênis Jordan ou de outra estrela da NBA. Eles que são cobiçados não só por atletas, mas também por rappers e são comumente vistos no mundo POP. Claro que para nós, amantes do basquete, a estética é, sim, um requisito para tirar das prateleiras da loja para nossas casas. Mas ser só um “rostinho bonito” não basta para quem busca alta performance. Afinal, estamos falando de tênis que são Assinados por grandes Estrelas da NBA. Claro que esperamos que além de serem estilosos, também sejam confortáveis, possam fornecer segurança, entre outras características voltadas para prática do esporte.

(Tênis Paul George 2 versão especial PlayStation)

(Tênis Paul George 2 versão especial PlayStation)

Sabendo disso, as empresas de calçados criaram três linhas de tênis para atender todos os públicos. Desde os novatos aos mais exigentes atletas e sneakerhead. E motivo para essa divisão é claro que está relacionada aos valores. Mas também com as tecnologias que compõem o tênis, as características de jogo, sistemas de amortecimento e tração, que os tornam mais quem um item de vestimenta para serem algo indispensável dentro das quadras. E vamos começar falando deles. O sonho de consumo de todo jogador de basquete, os tênis de assinatura.

Linhas de tênis: assinatura

Imagine poder calçar um tênis que o seu jogador favorito o personalizou em cada detalhe. Colocou nele tecnologia para maximizar suas características de jogo. Colocou sistema de tração para se adequar ao estilo de dribles e de amortecimento em locais específicos de maior impacto em seu jogo. Ainda ter um pouco da história do seu atleta favorito de forma minimalista como datas, nomes e símbolos escolhido por ele.

(Detalhes da construção do tênis do Kyrie 4)

(Detalhes da construção do tênis do Kyrie 4)

A grande promessa dessa linha de tênis é dar para você uma experiencia totalmente diferente. Assim, juntando o melhor dos dois mundos. Se de um lado você tem o que há mais moderno para garantir sua segurança, conforto e alto rendimento dentro das quatro linhas, do outro terá um speakers cheio de estilo inconfundível nos rachas e no rolê. Se alguém ousar pôr um defeito, nesses que por muitos são tidos como artigos de luxo, será nos valores, principalmente se a compra for feita na terra do futebol.

Dessa forma, sendo o grande vilão as taxas de importações e conversões de moeda. Caso queira pôr um desse nos pés, terá que embolsar algo em torno da metade de um salário mínimo. Então, caso você não seja um atleta profissional ou alguém que possa levar um desse pra casa, sem pesar no bolso, sugiro que veja a outra linha de tênis que são os Intermediários.

Linhas de tênis: intermediário

Outro exemplo de linhas intermediarias são as de assinatura fazendo versões mais acessíveis, barateando o preço do produto diminuindo a qualidade na construção dos materiais do tênis. Apesar do termo modesto de Intermediário, não se deixe levar, pois mesmo atletas da NBA usam eles.

(Al Horford usando um Hyperdunk)

(Al Horford usando um Hyperdunk)

Como uma alternativa mais acessível para os amantes da bola laranja, as empresas do ramo quiseram oferecer uma linha de calçados que pudessem atender de forma satisfatória no quesito qualidade e segurança dos esportistas. Não é incomum ver jogadores profissionais de todas ligas ao redor do mundo usando um. Eles têm sistemas de tração e amortecimento, que são indispensáveis para garantir a boa prática do basquete. Por sua vez, está entre os esportes que mais causam lesões. Se você é iniciante ou “peladeiro” que não quer gastar para aquele rachão, tem a linha de tênis de Entrada.

Linhas de tênis: entrada

Apesar do seu nome, não podemos esquecer que são feitos para jogar. Por mais que não tenham todo glamour ou tecnologias dos seus colegas de quadra, são, sim, um boa escolha para os apaixonados por esse esporte que foi inventado pelo James Naismith. No início era jogado com uma bola de couro e os atletas profissionais usavam os simples tênis All Star. Então, caso queria um tênis para as peladas dos finais de semana ou está com orçamento apertado, acredito que irá valer o investimento. Conforme seu ritmo de jogo for ficando mais exigente e sua condição financeira estiver melhor, pode se aventurar nesse mundo a parte dos sneakers.

Vale a pena?

Claro que, de lá pra cá muito coisa mudou, o esporte ficou mais físico e mais dinâmico. Assim para manter a longevidade de seus atletas, criou-se uma cultura ao redor dos pés desses atletas. E ela enche nossos olhos com suas jogadas maravilhosas. Começando pelo cross desconcertante que dá um nó nos tornozelos dos marcadores. Até as enterradas que nos fazem prender a respiração ao ver um homem com seus pés tão longe do chão. Em nosso canal do Youtube, temos um vídeo falando sobre o assunto. Contém alguns testes e relatados dessas linhas de tênis. Então, se gostou da matéria, vale a pena dá uma conferida no nosso canal.

Comments are closed.