O grande início de temporada do Phoenix Suns na NBA

O grande início de temporada do Phoenix Suns na NBA

1
275
0
domingo, 03 janeiro 2021
Basquete

A temporada 2020/21 da NBA começou há menos de um mês. Mesmo assim, os primeiros jogos dessa edição da liga vem apresentando um grande equilíbrio, com equipes muito badaladas e com grandes campanhas nos últimos anos, tendo um início de dificuldade. Por outro lado, outras franquias, de certa forma tradicionais, mas que estavam em baixa, surpreendem. É o caso do Phoenix Suns. O elenco do técnico Monty Williams está sendo um dos destaques das partidas iniciais, e prometem sonhar com coisas maiores do que almejavam em tempos anteriores.

Por Caíque Ribeiro, de São Paulo-SP

LEIA MAIS:

Kevin Durant e Kyrie Irving, a volta às quadras após as lesões

Pelo NBB, São Paulo vence Paulistano na prorrogação

Com bela atuação de Gui Deodato, Bauru vence São Paulo pelo NBB

MONTAGEM DO ELENCO

A saber, o time do Phoenix Suns já havia dado muito trabalho na última temporada. Diferente de dois anos anteriores, quando a franquia foi a última da Conferência Oeste com 19 vitórias e 63 derrotas, a chegada do técnico Monty Williams e do nascimento de jovens destaques mudou o patamar da equipe do Arizona. Dessa forma, em 2019-20, os Suns terminaram com 34 vitórias e 39 derrotas. Não conseguiram a vaga para os playoffs, mas terminaram na 10ª posição, com uma campanha muito melhor.

Dessa forma, Monty Williams já tinha em suas mãos um time muito promissor com jogadores como Devin Booker, DeAndre Ayton e Mikai Bridges. Entretanto, faltava certa experiência e um atleta que pudesse liderar a equipe. Com isso, Chris Paul chegou como a grande contratação antes da temporada, envolvido numa troca com o Oklahoma City Thunder. Além disso, a franquia do Arizona assinou com Jae Crowder, que estava como free agent e participou do elenco vice-campeão na última temporada com o Miami Heat. Enfim, algumas peças saíram, como Aaron Baynes e Ricky Rubio. Este último envolvido na troca com CP3.

PRIMEIRAS PARTIDAS NA TEMPORADA DO PHOENIX SUNS

As duas partidas da pré-temporada foram nada menos do que contra o atual campeão Los Angeles Lakers. Foram duas derrotas enfrentando a franquia da Califórnia, mas dando muito trabalho. 107-112 e 113-114, sendo que nesse último, os Suns venceram o quarto inicial por 39-21 e mostravam o que podiam fazer. Dessa forma, começaram a temporada regular mostrando um grande basquete. A estreia aconteceu diante do Dallas Mavericks e nem os 32 pontos de Luka Doncic foram suficientes para impedir a vitória de Phoenix por 106-102, com uma grande atuação coletiva.

Na sequência, Devin Booker e CP3 fizeram combinados 48 pontos, mas isso não impediu a primeira e única derrota de Phoenix na temporada até aqui para o Sacramento Kings, por 106-103. Entretanto, as duas franquias se enfrentaram novamente na sequência e com atuação defensiva boa e destaques para 22 pontos de Mikai Bridges, 15 rebotes de DeAndre Ayton e 12 assistências de Chris Paul, o time do Arizona venceu por 116-106.

Após isso, Phoenix vem de uma sequência de três vitórias seguidas contra New Orleans Pelicans, Utah Jazz e Denver Nuggets, sempre destacando a atuação coletiva. Enfim, um grande nome nesses triunfos foi DeAndre Ayton, conseguindo duplo-duplos em dois dos três jogos. Assim, os Suns chegaram ao topo do Oeste com cinco vitórias e uma derrota.

DESTAQUES INDIVIDUAIS E COLETIVOS NAS ESTATÍSTICAS 

A saber, dois jogadores do Phoenix Suns aparecem no Top-10 de dois quesitos na liga. Primeiramente, Chris Paul tem a 3ª maior média de assistências por jogo até aqui, com 8.7 por partida, atrás apenas do seu ex-companheiro de Rockets, James Harden e Nikola Jokic, do Denver Nuggets. Além disso, DeAndre Ayton é um dos 10 maiores reboteiros da temporada, com média de 11.2 por jogo. O maior cestinha em média da franquia nessa edição da NBA é Devin Booker, com 20.5 pontos a cada duelo.

Além disso, a franquia do Arizona se destaca nos números coletivos, principalmente nos quesitos defensivos. Primeiramente, a equipe é a que menos cede pontos em média da NBA, sendo 98.7 sofridos por jogo. Com isso, mesmo sem ter um ataque que marca muitos pontos, visto que em nenhuma partida os Suns fizeram mais de 120, a defesa garante uma grande vantagem no placar. O Phoenix Suns é a 3ª equipe que vence com o maior diferencial no placar, com média de 9.3 de diferença, atrás apenas de Los Angeles Lakers e Milwaukee Bucks.

PRÓXIMO COMPROMISSO DO PHOENIX SUNS

Com cinco vitórias e uma derrota, o Phoenix Suns lidera a Conferência Oeste nesse início de temporada 2020/21 a NBA. Entretanto, a franquia do Arizona terá na noite deste domingo (3) o seu maior desafio até aqui no calendário. Dessa forma, os comandados de Monty Williams encaram o Los Angeles Clippers de Kawhi Leonard e Paul George. O time californiano é o 3º no Oeste com quatro vitórias e duas derrotas. Enfim, a partida começa às 22h (horário de Brasília), na Talking Stick Resort Arena, em Phoenix.

Foto destaque: Christian Petersen/Getty Images

Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro

Olá, sou o Caíque e tenho 20 anos e uma paixão imensa por esportes. Resolvi me tornar jornalista esportivo por esse amor e ter um compromisso de trazer a informação mais próxima de você leitor.[...]

147 posts | 0 comments

Comments are closed.