NFL e seus atletas anunciam doação milionária na ajuda contra o COVID-19

NFL e seus atletas anunciam doação milionária na ajuda contra o COVID-19

1
221
0
sexta-feira, 27 março 2020
Futebol Americano

Por conta do COVID-19 diversos governos ao redor do mundo tiveram que tomar medidas de isolamento social. Isso não foi diferente para o governo norte-americano. Por conta desse isolamento, diversas famílias terão seu orçamento mensal afetados e possivelmente terão problemas nesses próximos meses. Dessa forma, ontem (26) a NFL em parceria com jogadores, treinadores e proprietários anunciou que mais de US$ 35 mi foram doados até o momento. 10 organizações foram beneficiadas e receberam doações: Cruz Vermelha Americana, Fundação Bob Woodruff, Clubes de Garotas e Meninos da América, Fundação CDC, Fundação GENYOUth, Meals on Wheels America, Exército de Salvação, Team Rubicon, United Way e Wounded Warrior Project. A liga também se juntou ao #StayHomeStayStrong. Mais de 50 jogadores reinadores e Legends se uniram para criar um Anúncio de Serviço Público (PSA).

Além disso, alguns jogadores ajudaram sua comunidade. Isso é algo muito comum dentro da liga e por conta disso existe até um prêmio, Walter Payton Man Of The Year. Sendo assim, o prêmio é dado para aquele jogador que ajudou de forma mais impactante, através de trabalhos voluntários ou ajudando a caridade. Veja algumas das doações.

Doação de Jogadores:

Drew Brees: Ele e sua esposa Brittany doaram US$ 5 mi para o estado da Louisiana.

Russell Wilson: Ele e Ciara doaram 1 milhão de refeições para o Food Bank de Seattle.

JJ Watt: Ele e sua esposa Kealia doaram US$ 350 mil para o Food Bank de Houston.

Matt Ryan: Doou US$ 100 mil para as famílias atingidas pelo coronavírus na região de Atlanta.

Adrian Peterson: Ele e sua esposa Ashley doaram US$ 100 mil para a alimentação dos estudantes em Houston.

Kyle Rudolph: Doou 82 mil refeições para as famílias atingidas pelo coronavírus na região de Minneapolis.

Por fim, a NFL disse que nesse momento de emergência de saúde pública global, a liga estará se coordenando juntamente com as 32 equipes, autoridades de saúde pública e parceiros comunitários para oferecer apoio àqueles que mais precisam.

Foto em destaque: Divulgação/Forbes

Marcos Sibinel

Marcos Sibinel

Olá, me chamo Marcos Sibinel, tenho 21 anos e curso jornalismo pela Anhembi Morumbi. Nunca tinha pensado em seguir uma carreira como jornalista, mas foi quando cursava Relações Internacionais que p[...]

18 posts | 0 comments

Comments are closed.