Newgarden vence, mas Scott Dixon é campeão na Formula Indy

Newgarden vence, mas Scott Dixon é campeão na Formula Indy

Like
253
0
domingo, 25 outubro 2020
Fórmula Indy

Neste domingo (25), a Fórmula Indy conheceu seu mais novo campeão: Scott Dixon. Numa disputa particular com Josef Newgarden pelo campeonato, o piloto da equipe Chip Ganassi terminou a etapa de St. Petersburgo no pódio e garantiu, assim, o seu 6º título na categoria aos 40 anos. Ou seja, de novo mesmo só a conquista. Por outro lado, Newgarden pôde se contentar com o triunfo na última prova da temporada, visto que o título dependia de uma série de resultados ao seu favor. De todo modo, o norte-americano fez uma grande corrida e encerra o ano com quatro vitórias na conta.

Por: Luís Ricardo, Bauru, SP.

O neozelandês Scott Dixon e o americano Josef Newgarden partiram para o 4º ano consecutivo de domínio nos títulos da Indy: Em 2017, deu Newgarden, em 2018, Dixon, em 2019, Newgarden. Em 2020, a categoria é novamente de Dixon.

O neozelandês chegou ao final de semana com uma vantagem de 32 pontos para o rival. Newgarden era o único piloto que poderia impedir o título, mas para isso precisava não apenas vencer a corrida, mas também que o americano terminasse, no máximo, em 10º lugar.

No sábado, assim como Dixon, que foi apenas o 11º, Newgarden não conseguiu ir bem. Terminou a classificação na modesta 8ª posição.

O seu companheiro Will Power, por outro lado, conseguiu a pole. Em seguida, os três pilotos da Andretti: Alexander Rossi, Colton Herta e James Hinchcliffe.

CORRIDA

Will Power saiu da pole position, mas caiu para 4ª posição algumas voltas após a largada, com problemas de redução de marcha.

Isso, por sua vez, promoveu Alexander Rossi à liderança da corrida, com seus companheiros de equipe Colton Herta e James Hinchcliffe completando os três primeiros.

Na volta 37, Will Power apareceu novamente e bateu no muro, o que ocasionou a 1ª bandeira amarela. Na relargada, Newgarden saltou para o 4º lugar, mas logo houve outro acidente. Desta vez, com Santino Ferrucci, da Dale Coyne.

Alexander Rossi resistiu na liderança e estava próximo da sua 1ª vitória na temporada, porém girou e bateu na saída da Curva 3, com 30 voltas para o final.

Após a relargada, no giro nº 75, Herta apareceu na liderança, à frente de Hinchcliffe. Alex Palou, da Dale Coyne, saltou para terceiro e, na sequência, vinham Newgarden, O’Ward e Dixon.

Conforme a corrida passava, a tensão aumentava. Hinchcliffe errou e quebrou a asa dianteira. Como resultado, nova bandeira amarela.

Newgarden voltou agressivo e passou Palou e Herta na relargada. No entanto, Dixon também não bobeou e assumiu a 3ª posição, atrás apenas de Herta e do líder Newgarden.

Entretanto, a bandeira amarela apareceu novamente por causa da batida do novato norte-americano Oliver Askew, que está de saída da McLaren.

FASE FINAL

Na relargada, O’Ward apareceu em 2º após novo erro de Herta, que caiu para o meio do pelotão. Enquanto Dixon garantiu de vez o 3º lugar, que havia sido brevemente perdido.

Por fim, as posições se mantiveram e o neozelandês celebrou seu 6º título. Ao todo, o piloto somou 537 pontos em 14 etapas, contra 521 de Newgarden.

Com isso, a conquista se junta aos campeonatos de 2003, 2008, 2013, 2015 e 2018. Desse modo, ele se isola ainda mais como maior campeão da categoria.

Foto Destaque: Reprodução/Twitter/IndyCar

Luís Ricardo

Luís Ricardo

Salve, pessoal! Eu sou Luís Ricardo, tenho 21 anos e estudo Jornalismo, pela Unesp (Universidade Estadual Paulista). Moro atualmente na cidade de Bauru por conta da faculdade, mas sou natural da [...]

4 posts | 0 comments

Comments are closed.