Mulheres e Skate, uma irmandade perfeita.

Mulheres e Skate, uma irmandade perfeita.

Like
1070
0
terça-feira, 30 agosto 2016
Skate

Uma das modalidades que mais ganham a presença feminina nos últimos anos, em todo o planeta, é o Skate. Em alguns países, como nos Estados Unidos, a sua presença é constante, sempre organizada por grupos. Um grande exemplo são as “Brujas”, meninas do Bronx, em Nova York, que se juntaram e desfilam sua habilidade em várias pistas de skate espalhadas pela cidade, contrastando com um numero até três vezes maior de homens.
“Os meninos ficam parados, como se nunca viram uma menina antes”, zomba Adriana Gil, 22 anos, uma das meninas que ajudaram a formar o grupo. Para ela, a presença do grupo ira desafiar a cultura do skate norte-americano, que é praticado ainda, por suma maioria, de homens, principalmente brancos.
O senso de independência feminina foi o grande viés para a construção do grupo, o que atraiu outras garotas para sua estrutura, como é o caso de Samantha Olivieri, que tem 20 anos, mas que anda de skate desde os seis. Outra menina, Yasmeen Wilkerson, 18 anos, aprendeu a amar o skateboard graças ao namorado, mas largou o parceiro tempos depois e não abandou sua paixão pelo esporte. Para ela “skate é skate”.
Algumas das integrantes observam a pratica do skate como um ato político, que permite questionar a sociedade sobre as propriedades privadas e recuperar todos os espaços da cidade que foram planificados e caíram no esquecimento da maioria. O crescimento do grupo fez com que um grande contingente de policiais observasse as ações das meninas, principalmente na questão de segurança no momento da pratica esportiva, como usar capacetes e joelheiras. Mas isso para elas não é nenhum incomodo, ao contrário, um orgulho, pois a mensagem do grupo está sendo vista e ouvida.

admin

240 posts | 0 comments