Morbidelli vence em Valência, mas Joan Mir termina em 7º e é campeão da MotoGP

Morbidelli vence em Valência, mas Joan Mir termina em 7º e é campeão da MotoGP

2
134
0
domingo, 15 novembro 2020
Moto GP

Neste domingo (15), a MotoGP conheceu seu campeão de 2020. Joan Mir terminou o GP de Valência na 7ª posição e faturou o campeonato. Por certo, o piloto da Suzuki conquistou o caneco na classe rainha. Desse modo, tornou-se o 7º mais jovem a ser campeão. Agora, sobre a corrida, o vencedor foi Franco Morbidelli. Logo atrás do italo-brasileiro, ficaram Jack Miller e Pol Espargaro, respectivamente. 

Sem mais, confira a seguir os destaques do GP de Valência.

Por: Luciano Massi, Santo André-SP

DISPUTA ENTRE MORBIDELLI E MILLER NA LARGADA

A largada ficou marcada pela disputa entre Morbidelli e Miller. O australiano tentou a ultrapassagem, mas errou na curva 1. Assim, o #21 manteve a ponta. Enquanto isso, Joan Mir era apenas 10º. Contudo, o espanhol subiu e posto no 6º giro. Isso, devido a um erro de Johann Zarco, que caiu de sua moto. Assim, Mir subiu para 9º. Apenas duas voltas depois, foi a vez de Quartararo errar. O francês caiu na curva 6 e viu suas chances de título caírem por terra.

MIR ESCALANDO O PELOTÃO 

A saber, no pelotão da frente, Morbidelli seguia na ponta quando a corrida chegava à sua metade. Logo atrás, Mir pressionava, e estava 1seg atrás do líder. À essa altura, Joan Mir já havia ganho mais uma posição. Afinal, o piloto Suzuki deixou para trás Aleix Espargaro. Dessa maneira, conquistou a 8ª colocação. Essa foi uma das poucas ultrapassagens do espanhol. Afinal, ele contou com erros de outros para subir no pelotão. E na parte final da corrida não foi diferente.

Durante a batalha pelo 3º lugar, Takaaki Nakagami errou e abandonou a prova. Assim, Mir subiu de 8º para 7º. Ao mesmo tempo, Miller estava há apenas meio segundo do líder Morbidelli. Todavia, o piloto Yamaha segurou o Ducati e garantiu o triunfo na Espanha. Na briga entre espanhóis, Pol Espargaro levou a melhor sobre Alex Rins, e terminou em 3º lugar. Um pouco abaixo, Mir ficou em 7º, somou nove pontos e garantiu o título com uma corrida de antecedência.

O #35 abriu 29 pontos de vantagem para Morbidelli, 2º colocado no geral. Sabendo que no GP de Portugal, o último da temporada, estarão em disputa apenas 25 pontos, Joan Mir já pôde comemorar o título.

TEMPORADA DE JOAN MIR

Sem dúvida, as três primeiras corridas não terminaram como o esperado. Joan Mir não completou duas delas, a da Espanha e República Tcheca. Todavia, garantiu alguns pontos com 5ª posição na Andaluzia. Posteriormente, nas cinco etapas seguintes, Mir não saiu do top-4. Por certo, o espanhol conseguiu três 2º lugares, na Áustria, Emilia Romagna e Catalunha.

Em San Marino foi 3º, e na Estíria 4º lugar. Vale lembrar que as coisas não foram muito bem na França. No nono GP da temporada, Joan Mir ficou apenas na 11ª colocação. Entretanto, a redenção veio em Aragon (3º) e Teruel (3º). A primeira vitória no ano aconteceu no GP da Europa. Por fim, a 7ª colocação em Valência garantiu o bicampeonato de Joan Mir.

Foto destaque: REUTERS / Albert Gea

Luciano Massi

Luciano Massi

Paulistano de 21 anos, estudante de jornalismo, amante do futebol e do esporte da bola laranja.

96 posts | 0 comments

Comments are closed.