Miguel Berchelt x Óscar Valdez – Prognóstico da disputa de cinturão dos Super-Pena WBC

Miguel Berchelt x Óscar Valdez – Prognóstico da disputa de cinturão dos Super-Pena WBC

3
112
0
sexta-feira, 19 fevereiro 2021
Boxe

Neste sábado (20), teremos um confronto asteca no ringue do MGM Grand, em Las Vegas, Estados Unidos. Miguel Berchelt põe seu cinturão dos Super-penas (59kg) da WBC em disputa contra o seu compatriota Óscar Valdez. A luta irá acontecer durante a madruga do sábado para o domingo. Existe a expectativa de uma verdadeira batalha no quadrilátero, algo digno de Erick de Morales x Marco Antonio Barreira, e que com certeza vai parar o México. Além disso, ambos lutadores já nutrem uma rivalidade da época do amadorismo. 

Por: Ayrton Niño, de Recife (PE)

MIGUEL BERCHELT

O atual campeão Miguel Berchelt está indo para sua sétima defesa de cinturão, sem dúvidas, um bom número. Embora, esse seja sem dúvidas, seu maior desafio já enfrentado. O objetivo de “Alacrán” Berchelt é de pelo menos empatar em números de defesas com a lenda Júlio Cézar Chavez, que tem nove na categoria dos Super-penas. Miguel é um lutador muito forte fisicamente, tem boa movimentação, luta bem fechadinho, além disso, bate muito forte, nocauteador nato, na média para curta distância é muito perigoso e seus golpes curvos são suas maiores especialidades.

Ademais, é um dos boxeadores peso por peso que mais golpe solta por round na atualidade. Cerca de 30 socos a cada assalto. Aliás, voltando ao quesito nocaute, Berchelt em percentual, conseguiu o KO em 87% das vezes em que lutou na categoria dos Super-penas. Essa média é maior que a de Diego Corrales, JC Chávez e Alexis Arguello. Em 38 lutas na carreira, Alacrán (escorpião) somente ficou até o último soar do gongo em três oportunidades. Todas as outras contendas acabaram por via rápida, inclusive a sua única derrota.

Óscar Valdez

Por outro lado, o desafiante Óscar Valdez também é lutador de alto nível. Invicto até então, participou de dois Jogos Olímpicos, em detrimento de Berchelt, que era uma espécie de “reserva” dele. Daí que surge a rivalidade entre eles. Valdez subiu da categoria dos Penas (57,2kg), onde foi campeão da WBO e defendeu seu antigo cinturão por seis vezes, todas exitosas. Entrou para a nova categoria de peso em 2019, e desde então, venceu as duas lutas que realizou. Dessa vez, o title shot da WBC está em suas mãos.

Por característica, Valdez é muito ofensivo, tem em sua velocidade como principal arma, movimentação constante e boa forma física. É um atleta experimentado, já enfrentou batalhas longas, embora também tenha seu poder de nocaute sempre guardado. Ainda mais, é orientado pelo melhor treinador da atualidade, Eddy Reynoso, e conta com uma equipe de treino muito muito forte, das melhores do mundo.

APOSTA INDICADA

Por fim, nossa aposta indicada. Antes de tudo, se vê nas casas de aposta um favoritismo para o atual campeão, Miguel Berchelt. Com uma cotação de 1,25 para cada aposta. Por outro lado, o desafiante Óscar Valdez está pagando 4,10. Pelo nível dos dois atletas, poderia até se esperar uma menor diferença nas odds, porém, percebe-se que estão levando bastante em consideração o momento do campeão. Miguel é maior em altura e parece ser mais forte fisicamente. Bem como Óscar é mais rápido golpeando e se movimentando.

Analisando os dois lutadores, chegamos ao entendimento que a maneira mais provável de Berchelt vencer essa luta, igual a todas as outras, é por meio de via rápida, pagando 1,60 na betwarrior.bet. Vale a pena comparar a pouca diferença das odds da cotação de vitória do campeão, para a cotação de nocaute, ou seja, se espera esse destino para a luta. Todavia, se o apostador quiser ousar, e ir contra à banca, o cenário mais provável é de uma vitória de Valdez por pontos, essa opção está pagando 8,00. Apesar do ligeiro favoritismo de Miguel nas casas de apostas, tende a ser uma luta muito parelha, e definida nos detalhes. Tarefa nada fácil para os apostadores.

Foto destaque: divulgação/Top Rank

Ayrton Niño

Ayrton Niño

Historiador pela UFPE e graduando em Jornalismo pela UniNassau.

18 posts | 0 comments

Comments are closed.