Meia que jogou com Cristiane é referência na Academia de Futebol Feminino

Meia que jogou com Cristiane é referência na Academia de Futebol Feminino

Like
2741
2
sexta-feira, 22 setembro 2017
Futebol Feminino

O futebol começa na base. Foi pensando assim que a Academia de Futebol Feminino (ACAFF) de São Bernardo, decidiu ampliar as turmas e recentemente abriu vagas para a categoria Sub-9. Mas, não é somente nas pequenas que a ACAFF pensa, já que não há limite de idade para fazer parte da academia. Márcia Dantas, de 38 anos é a aluna mais experiente do grupo. Chegou à ACAFF em 2016 e tem como lembrança, a oportunidade de ter jogado com Cristiane no São Bernardo FC, quando a atual atacante do Changchun Yatai tinha apenas 16 anos.

“Atuei com a Cristiane quando ela estava iniciando a carreira. Ela ainda não era tão conhecida, mas lembro que já jogava muito. Esse convívio me faz perceber que é possível alcançar voos mais altos. Quando estou na ACAFF e vejo atletas jovens começando seu sonho, eu incentivo para que corram atrás. Temos muitos talentos e justamente por ter vivenciado essa oportunidade com a Cristiane é que acredito que muitas outras conseguirão”, lembra a meia que além do Tigre, passou pelo São Caetano e Juventus.

Natural de Acopiara-CE, Márcia chegou a São Paulo aos 12 anos. O amor pelo futebol surgiu cedo, mas oficialmente o esporte só entrou em sua vida aos 15 anos, quando um vizinho a convidou para fazer um teste no São Caetano. Assim como na vida de muitas mulheres, a carreira de atleta começou tarde. Se hoje ainda é difícil encontrar incentivo para a prática esportiva feminina, antes era muito mais, por isso ela enaltece o trabalho desenvolvido pela ACAFF.

“A Academia representa a oportunidade e a valorização do futebol feminino no nosso país, pois é um trabalho voluntário desenvolvido pelo Isaque Guimarães e a Bruna Gonçalves, que agrega na formação esportiva de todas as meninas e mulheres que passam ali e que são valorizadas também como seres humanos”, conta.

Atuante também no planejamento e elaboração de aulas da ACAFF, a atleta é formada em pedagogia e educação física e hoje na Prefeitura de São Bernardo, trabalha como coordenadora do PELC (Programa Esporte e Lazer da Cidade), projeto que oferece atividades físicas à população, nos Crecs (Centro Recreativo Esportivo Cultural).

Por meio do seu trabalho, a professora conseguiu abrir caminhos para que a ACAFF conseguisse um espaço público no Crec Baetinha, onde as aulas são ministradas atualmente, com uma melhor estrutura. Além da Secretaria de Esportes, o projeto conta apoios da I9 Marketing, MDR Eventos, além de pais de alunas e voluntários.

Entre tantas experiências com o futebol, Márcia já foi técnica em alguns clubes, como as escolinhas do Palmeiras e São Caetano, onde ensinou crianças, adultos, homens e mulheres. O cargo inclusive lhe rendeu duas vezes o título de melhor treinadora do ano no ABC pela Copa Diarinho, organizada pelo Diário do Grande ABC.

Polivalente, pretende jogar por muitos anos. Para ela é importante que a mulher se mantenha ativa praticando esportes, independente da idade, para manter uma melhor qualidade de vida.

Considerada por seus colegas de academia como umas das maiores incetivadoras do grupo, Márcia tem contribuição fundamental com a consolidação da participação feminina no futebol do Grande ABC, dentro e fora de campo.

“Pra mim o futebol é tudo. Através dele consegui oportunidades grandiosas na minha profissão. Resumo o futebol como a minha transformação e meu desenvolvimento enquanto ser humano. O esporte tem a grandeza de enriquecer sua vida e te preparar para ser um cidadão melhor na sociedade”, conclui.

 

Foto de capa: ACAFF/Academia de Futebol Feminino

 

Redatora da matéria: Natália Santana, de São Bernardo do Campo.

admin

240 posts | 0 comments

Menu Title