Max Wilson e Vitor Genz vencem baterias na etapa de Cascavel da Stock

Max Wilson e Vitor Genz vencem baterias na etapa de Cascavel da Stock

Like
1279
1
terça-feira, 13 junho 2017
Stock Car

Neste domingo (11) a Stock Car Brasil teve mais uma de suas etapas concluídas. Em Cascavel, os fãs da maior categoria de turismo do Brasil viram Max Wilson vencer soberano na primeira bateria, enquanto Vitor Genz fez história sendo o primeiro vencedor gaúcho da categoria desde 1979.

 

Primeira bateria

Max Wilson não deu sopa para o azar na primeira bateria. O piloto da RCM largou na ponta e assim esteve até o fim da prova. Consistente, esteve sempre a frente de Daniel Serra e Átila Abreu, que completaram o pódio. No meio do grid, as trocas de posições foram mais frequentes. Na largada, Daniel Serra conseguiu logo no início ultrapassar Átila Abreu e disparar na segunda posição. Serra ainda buscou uma aproximação ao líder Max Wilson, mas o campeão de 2010 esteve sempre melhor, mantendo a ponta.

Enquanto Max Wilson e Daniel Serra seguiam em primeiro e segundo, Átila Abreu sofreu com constantes pressões de Thiago Camilo. Antes do pit stop, Camilo ainda conseguiu apertar e ultrapassar Átila, mas após as paradas as posições foram trocadas novamente e Abreu se deu bem, assumindo a terceira posição.

No meio do pelotão a briga era intensa. Ricardo Maurício tinha problemas na suspensão dianteira, mas mesmo assim manteve o quinto posto. Rubens Barrichello após mais uma prova consistente recuperou o terreno perdido após disputas no meio do pelotão, alcançando a sexta posição. Felipe Fraga garantiu a sétima posição, com Galid Osman, Valdeno Brito e Marcos Gomes na sequência. Marcos Gomes garantiu a pole da segunda bateria pela décima posição no grid da primeira prova.

Sem grandes acontecimentos, a prova teve apenas um safety car para socorro no acidente de Antônio Pizzonia. O ex piloto da Fórmula 1 segurava no braço o pelotão quando era o quinto colocado, até sair da pista e acertar o guard-rail. O pelotão se aproximou na bandeira amarela, porém não foi o suficiente para mudar a ordem dos pilotos de forma intensa na corrida.

 

Foto: Divulgação Vicar / Site da Stock Car Brasil

 

Segunda bateria

A segunda bateria se transformou numa prova histórica para os gaúchos. Correndo no sul era uma boa oportunidade para Vitor Genz, o gaúcho que priorizou a segunda bateria se dar bem. E a história foi escrita pelo piloto, que depois de 38 anos deu a vitória para seu estado novamente. Na primeira bateria, Genz deixou claro que dedicaria toda a sua prova na segunda parte da contenda, comprometendo a primeira bateria em nome da segunda. A estratégia deu certo. Com mais botões de ultrapassagem disponíveis, o gaúcho se deu bem.

Lucas Foresti e Guilherme Salas com estratégias parecidas também se deram bem e foram segundo e terceiro respectivamente, fechando-se assim um pódio bastante alternativo. Tuka Rocha conquistou a quarta posição e Barrichello foi o quinto, após lindas disputas no pelotão intermediário entre os dois, além de Thiago Camilo e Allan Khodair, que foi firme até seu carro parar.

Durante a prova, alguns acontecimentos foram determinantes para a vitória de Genz. Logo na largada, Valdeno Brito não saiu bem e perdeu várias posições na primeira volta. Ricardo Zonta teve problemas no rádio e não ouviu o chamado para os boxes obrigatórios, sendo desclassificado da prova. Ricardo Maurício teve problemas hidráulicos e segurou até onde pode seu carro na pista, parando no final da bateria.

Felipe Fraga andava próximo dos líderes quando abandonou com problemas em seu carro. Neste momento a bandeira amarela foi dada e o Safety Car acionado. Foi quando Marcos Gomes absolutamente sozinho e com sete segundos de vantagem para o segundo colocado rodou, perdendo uma grande oportunidade de se consolidar como vencedor da segunda bateria. Dia ruim para os pilotos da Cimed.

Após as paradas, Vitor Genz tinha o melhor carro e assumiu a ponta utilizando os botões de ultrapassagem que ainda tinha. Ao fim da prova, o tabu gaúcho foi quebrado e Vitor Genz conquistou uma importante vitória na Stock Car.

Atualização: Lucas Foresti foi desclassificado por irregularidades técnicas em seu carro. Com isso Guilherme Salas herdou a segunda posição e Tuka Rocha assumiu o terceiro posto no pódio.

 

Campeonato

Premiados pela regularidade até a presente fase do campeonato, cinco pilotos ultrapassaram os cem pontos até aqui. Thiago Camilo lidera com 128 pontos, seguido de Daniel Serra com 113, Átila Abreu com 111, Max Wilson com 105 e Rubens Barrichello com 102. A sequência do campeonato será no Autódromo Internacional de Curitiba, na Corrida do Milhão de 2017, dia 2 de julho.

 

Foto de capa: Divulgação Vicar / Site da Stock Car Brasil

 

Redator da matéria: Danilo Dias, de São Paulo

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo, paulista, CEO da Poliesportiva, jornalista, apresentador e narrador esportivo. Conhecido no meio jornalístico como P.A., Paulo Arnaldo tem vasta experiência desde 2008 no jornalismo e[...]

555 posts | 2 comments

Menu Title