‘Maldito Futebol Clube’: uma homenagem ao melhor técnico que a seleção inglesa nunca teve

‘Maldito Futebol Clube’: uma homenagem ao melhor técnico que a seleção inglesa nunca teve

2
1087
0
sexta-feira, 20 outubro 2017
Futebol Internacional

No making of de Maldito Futebol Clube (The Damned United), Andy Harries, um dos produtores do longa-metragem, de 2009, diz que o inglês Brian Clough foi o primeiro técnico de futebol a explorar a televisão (principalmente para autopropaganda e provocação aos adversários). Vitorioso, ególatra, prepotente, corajoso e falastrão, Clough chegou a desafiar para um confronto, nos anos 1970, em tom de brincadeira, um outro esportista imbatível quando o assunto era a língua afiada: Muhammad Ali.

Bryan Clough (de vermelho, interpretado por Michael Sheen, ator habilidoso com a bola nos pés) e Peter Taylor (Timothy Spall), seu assistente – Reprodução

Conhecido por levar o Derby County, time da segunda divisão inglesa, ao título da liga principal na temporada 1972/1973, Bryan Clought tem um feito ainda maior, jamais alcançado por um outro treinador inglês até hoje: duas conquistas da Liga dos Campeões da Europa à frente do modesto Nottingham Forrest, nas temporadas 1978/1979 e 1979/1980.

Seus triunfos, no entanto, são, no longa-metragem dirigido por Tom Hooper, coadjuvantes perto de um personagem tão rico e excêntrico mostrado na tela. Clought foi um dos primeiros a peitar cartolas no futebol, impedindo que os dirigentes palpitassem em como deveria trabalhar ou escalar seu time. Por conta disso, era odiado por muitos (dirigentes, jogadores, torcedores etc.) e amado na mesma proporção por tantos outros.

Em “Maldito Futebol Clube”, a obsessão de Clought em querer superar, a todo custo, o colega Don Revie, técnico vitorioso pelo Leeds United chamado para treinar a seleção inglesa em 1974 (Clought, que ocupou a vaga, durou seis semanas no clube), ao mesmo tempo em que exalta toda a sua competência, metodologia peculiar e determinação, beira o doentio.

Tudo porque, em 1968, em um jogo da FA Cup (Copa da Inglaterra), Revie – então treinador do Leeds – não cumprimentou Clought após a partida com um aperto de mão. A atitude foi levada para o lado pessoal, a ponto de Derby County x Leeds United ser considerada pelo treinador ofendido a maior rivalidade futebolística da Inglaterra da época.

Como todo bom filme de futebol, “Maldito Futebol Clube” também fala de companheirismo, união, espírito de equipe (sem cair no clichê) e da importância que o auxiliar técnico Peter Taylor, sombra de Bryan Clought, teve na carreira do melhor técnico que a seleção inglesa jamais teve.

 

*Crédito da imagem destacada: Reprodução

Leonardo Guandeline

78 posts | 7 comments

Menu Title