Mais três atletas se classificam no último dia de Seletiva Olímpica de Natação

Mais três atletas se classificam no último dia de Seletiva Olímpica de Natação

Like
187
0
sábado, 24 abril 2021
Natação

Neste sábado (24), no 6º e último dia da Seletiva Olímpica de Natação, mais três atletas foram confirmados em Tóquio. No parque aquático Maria Lenk, Matheus Gonche, nos 100m Borboleta, e Gabriel Santos, nos 100m Livre, conseguiram seus índices olímpicos. Ainda mais, Bruno Fratus viu de longe seu tempo feito nos Estados Unidos ser o suficiente para a classificação.

Por Ayrton Niño, Recife-PE

Natação: 50m livre masculino

A princípio, a prova mais curta do programa olímpico de natação rendia boas expectativas entre os homens. A saber, Pedro Spajari era um nome forte para passar abaixo do índice de 22.01. Mas, dentro d’água, Spajari não conseguiu fechar a forte tão forte como de costume e tocou na borda com 22.04, portanto, três décimos acima do índice.

Ainda mais, vale ressaltar o excelente trabalho de Victor Alcará, que fechou com 22.07. Contudo, apesar de ninguém ter feito a marca, o Brasil terá representante nesta prova de natação em Tóquio, porque Bruno Fratus fez 21.80 na TRY Pro Swim Series, competição nos Estados Unidos, e só aguardava as definições no Maria Lenk.

50m livre feminino

Bem como, o 50 feminino também gerava boas expectativas, principalmente por parte de Etiene Medeiros, que já esteve em final olímpica de natação nesta prova. Na água, Etiene saiu muito bem, teve um bom início de prova, com a parte submersa muito boa. No entanto, sentiu os últimos metros, perdeu velocidade e foi ultrapassada nos metros finais pela Lorrane Ferreira, que bateu na parede com 24.84. Enquanto isso, a pernambucana chegou com 24.90. Dessa maneira, nenhuma atleta conseguiu passar abaixo do índice de 24.77.

200m costas feminino

Já nos 200 costas, Fernanda Goeij figurava como a maior esperança, para, enfim, o Brasil ter uma representante nesta prova. Fernanda não fez a primeira metade da prova forte, passou os primeiros 100m perto do 1:05.00. Ou seja, mais ou menos dois segundos acima daquilo que seria ideal. Já para o final, a atleta do Curitibano atacou, passou forte e fechou com 33.34, mas não o suficiente. Bateu com 2:13.13, e o índice desta prova era de 2:10.39.

100m borboleta masculino

Por outro lado, o 100 borboleta foi a primeira prova para trazer alegrias. Numa prova com nomes como Vinícius Lanza e Leo de Deus, o atleta que conquistou o índice não era necessariamente favorito. Antes de tudo, o índice estava na casa dos 51.96. E, por apenas dois décimos, Matheus Gonche, atleta do SESI-SP, conseguiu sua vaga com 51.94.

800m livre feminino

Já nos 800m livre, as meninas tinham o árduo trabalho de passar abaixo do índice de 8:33.36. Nas raias, havia nomes como Beatriz Dizotti (que conseguiu índice pro 1.500m Livre), Betina Lorscheitter, também classificada nos 1.500m (até o momento) e Ana Marcela Cunha, nadadora de água abertas. Mas a atleta que conseguiu melhor ritmo,e liderou quase de ponta a ponta foi Gabrielle Roncatto, que passou com o tempo de 8:39.49

Tomada de tempo 100m Livre masculino – Gabriel Santos

Assim, chegou o momento da primeira tomada de tempo. Devido ao caso de “resultado analítico adverso”, do atleta André Calvelo, que terminou em 1º na final dos 100m Livre. Foi dada a oportunidade para 9º colocado das eliminatórias, o nadador Gabriel Santos, fazer esta tomado. Assim, para Gabriel participar do revezamento, ele teria que nadar abaixo de 48.87, que era o tempo de Felipe Ribeiro, 5º colocado na final. Já para integrar os dois nomes que disputarão esta prova no individual, ele teria que passar abaixo de 48.57, que é o índice. Desse modo, Gabriel fez uma prova basicamente perfeita e tocou na borda com 48.49.

Natação: tomada de tempo 4 x 100 Medley feminino

Por fim, a última tomada de tempo do dia. Nos 4 x 100 Medley, o quarteto brasileiro fechou com o tempo de 4:04.33. Dessa maneira, é necessário esperar principalmente a seletiva europeia para saber se o Brasil terá vaga nesta prova.

Classificados para os Jogos Olímpicos até o momento pela CBDA para a natação

Guilherme Costa – 400m, 800m livre e 1500m livre

Felipe Lima – 100m peito e revezamento 4 x 100m medley

Fernando Scheffer – 200m livre e revezamento 4 x 200m livre

Breno Correia – 200m livre e revezamentos 4 x 100m e 4 x 200m livre

Murilo Sartori – Revezamento 4 x 200m livre

Luiz Altamir – Revezamento 4 x 200m livre

Guilherme Basseto – 100m costas e revezamento 4 x 100m medley

Guilherme Guido – 100m costas

Leonardo de Deus – 200m borboleta

Pedro Spajari – 100m livre 

Gabriel Santos – 100m livre

Marcelo Chierighini – Revezamento 4 x 100m livre

Beatriz Dizotti – 1500m livre

Betina Lorscheitter  – 1500m livre

Caio Pumputis – 200m medley

Vinicius Lanza – 200m medley

Matheus Gonche  – 100m borboleta

Bruno Fratus – 50m livre

 

Foto destaque: Divulgação/Satiro Sodré/SSPRESS/CBDA

Ayrton Niño

Ayrton Niño

Historiador pela UFPE e graduando em Jornalismo pela UniNassau.

35 posts | 0 comments

Comments are closed.