Lusa perde para o São Caetano e se complica nas últimas rodadas do Campeonato Paulista da Série A2

Lusa perde para o São Caetano e se complica nas últimas rodadas do Campeonato Paulista da Série A2

1
858
0
quinta-feira, 13 abril 2017
Sem categoria

A Portuguesa recebeu, no Estádio Doutor Oswaldo Teixeira Duarte, o Canindé, a equipe do São Caetano, pela décima sétima rodada do Campeonato Paulista Série A2 e saiu com a derrota por 2 a 0. Para o time da capital, o resultado foi péssimo, pois a Portuguesa vinha de um empate contra o Guarani, em Campinas e apenas a vitória interessava a Lusa na noite desta quarta-feira, mas o São Caetano, que queria confirmar sua classificação para as finais da competição e “beliscar” o primeiro lugar da fase classificatória do campeonato, tratou de atrapalhar os planos da Lusa, em brigar na parte de cima da tabela da série A2, e assumiu a primeira posição.

A Portuguesa, do técnico Estevam Soares foi a campo com Ricardo Berna; Amaral, Vinícius Gouveia, Everton e Thiago Feltri; Dinho (Fernando Martins), Luisinho, Tárik (Bruno Xavier) e Leandro Domingues; Adílson e Bruno Duarte (Bruno Silva).

Já o técnico do São Caetano, Luis Carlos Martins escalou o “Azulão” assim: Paes; Diogo Rangel (Thiago Pereira), Sandoval, Eduardo Luiz e Bruno Recife; Esley (Júnior Alves), Régis, Paulinho Santos (Norton) e Paulo Vinícius; Ermínio e Carlão.

Os gols foram marcados por Sandoval e Carlão. Os jogadores “amarelados” durante a partida foram Esley e Eduardo Luiz, ambos do São Caetano.

Primeiro tempo

Jogadores comemoram o primeiro gol marcado contra a Portuguesa - Foto: Adriano Stofaleti/A.D. São Caetano.

Jogadores comemoram o primeiro gol marcado contra a Portuguesa – Foto: Adriano Stofaleti/A.D. São Caetano.

Os dois times começaram se estudando bastante e pouco atacavam, algo que atrapalhou o espetáculo, principalmente porque o jogo se concentrou no meio de campo. Aos poucos o Azulão começou a dominar a partida e as investidas de ataque de mais perigo, que saíam a favor do time da região do ABC. Somente com 30 minutos do primeiro tempo isso ficou mais evidente, pois a equipe do São Caetano chegava por diversas vezes com perigo ao gol de Ricardo Berna, mas o arqueiro conseguia neutralizar os ataques que passavam pelo sistema defensivo da Lusa. A Portuguesa não obtinha êxito ao manter o controle do meio de campo e deixou espaços livres para o São Caetano trabalhar a bola com tranquilidade.

Próximo ao fim da etapa inicial, além do clima gelado no estádio do Canindé, na casa dos 17°C, os times esfriaram ainda mais o jogo, com uma maior cadência, em que as jogadas de ataque foram diminuindo consideravelmente. Antes do apito para o final do primeiro tempo, o São Caetano ensaiou mais uma subida perigosa, mas a defesa da Portuguesa conseguiu afastar o perigo, colocando a bola em tiro de canto a favor do “Azulão”. Na sequência, aos 44 minutos, na cobrança do escanteio, o “Gigante do ABC” abriu o placar com o zagueiro Sandoval, que cabeceou no primeiro lance e Ricardo Berna tirou provisoriamente, mas o próprio Sandoval aproveitou a bobeira do sistema defensivo da Lusa do Canindé após o rebote e colocou o time do ABC em vantagem na casa do adversário.

Segundo Tempo

Não demorou muito e aos três minutos da etapa complementar, Carlão, com um belo chute após o cruzamento de Bruno Recife, ampliou o placar e deixou ainda mais difícil a recuperação da “Lusa do Canindé” no jogo.

A partir dos 10 minutos a Portuguesa chegou ao campo de ataque com Tárik, que deu belo chute e levou perigo ao gol de Paes. Em seguida, na cobrança de escanteio concedida no lance anterior, o zagueiro Vinicius Gouveia, da “Lusa”, cabeceou por sobre a meta do goleiro do “Azulão”. Porém as investidas da Portuguesa pararam de acontecer e, por volta dos 22 minutos, o São Caetano passou a retomar o controle da partida, com a recuperação do bom posicionamento que o time havia apresentado no primeiro tempo.

Placar adverso acende alerta na Portuguesa. Foto: Portuguesa/Reprodução Facebook.

Placar adverso acende alerta na Portuguesa. Foto: Portuguesa/Reprodução Facebook.

Em torno dos 35 minutos do segundo tempo a Portuguesa parecia estar entregue ao resultado e não conseguia chegar perigosamente ao gol adversário e o São Caetano continuava tocando a bola, aproveitando a falta de poder de reação da “Lusa”.

Nem os quatro minutos de acréscimo, dados pelo árbitro Vinícius Furlan, foram suficientes para o time lusitano diminuir o placar. A Portuguesa até balançou as redes, mas o impedimento foi marcado e o jogo terminou com a vitória do São Caetano por 2 a 0, no Estádio do Canindé.

Carlão, autor do segundo gol do jogo se juntou ao seu companheiro de ataque, Ermínio, na artilharia da competição, com 8 gols marcados, cada.

Com a derrota, a Lusa cai para a décima primeira posição e dá adeus ao sonho de uma possível classificação e passa a se preocupar novamente com o rebaixamento, por ficar há apenas três pontos zona da degola , já que o Barretos, time que abre a zona de rebaixamento, conseguiu vencer o Água Santa por 2 a 0.

Próxima rodada

Na penúltima rodada, a Lusa receberá em seu estádio a equipe do Oeste, na próxima segunda-feira, dia 17 de abril, às 20 horas. Já o São Caetano tem compromisso fora de casa, após confirmar sua classificação, o azulão vai ao interior para enfrentar o Taubaté, no domingo (16/04).

 

Foto de capa: Adriano Stofaleti/A.D. São Caetano

Por Gabriel Max

 

Confira também:
Entrevistas pós jogo de Portuguesa X São Caetano
Ouça os gols de Portuguesa 0 X 2 São Caetano

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo, paulista, CEO da Poliesportiva, jornalista, apresentador e narrador esportivo. Conhecido no meio jornalístico como P.A., Paulo Arnaldo tem vasta experiência desde 2008 no jornalismo e[...]

538 posts | 2 comments