Leal faz a diferença e leva o Civitanova ao título Mundial de Clubes de Vôlei inédito

Leal faz a diferença e leva o Civitanova ao título Mundial de Clubes de Vôlei inédito

Like
700
0
domingo, 08 dezembro 2019
Vôlei Internacional

Leal se torna o grande destaque do Civitanova na conquista do Mundial de Clubes de Vôlei Masculino. Como todo clássico entre Brasil e Itália, o equilíbrio foi o grande protagonista. Especialmente, em uma partida que conta com a nata do voleibol do planeta. A decisão de hoje não poderia ser diferente com o Sada Cruzeiro tentou de todas maneiras controlar a equipe do Lube Civitanova. Porém, o time italiano encontrou na frieza, o volume de jogo necessário e o poder de decisão de Leal para a conquista deste domingo (08).

Por: Artur de Figueiredo, ginásio Divino Braga, Betim, MG.

A vitória do Civitanova foi por 3 a 1. As parciais  foram de 23/25, 25/19, 29/31 e 21/25. O jogo, no entanto, se definiu parelho do começo ao fim. Liderados por Leal, Bruninho, Juantorena e cia, o time do Lube jogou com muito volume de jogo e com um poder de ataque imponente. Por outro lado, o Sada Cruzeiro fez o que se esperava. Jogou lá em cima, também com volume de jogo, organização, com a genialidade de Conte. Além disso, a força de Isac, as boas entradas de Luan e Filipe, deram uma amostra do elenco de qualidade cruzeirense. Definitivamente, o Cruzeiro virá forte para a disputa da Superliga.

Entretanto, a queda no terceiro set se deu diante da força de um jogador que foi o nome da partida. Leal decidiu no ataque e foi determinante em dois momentos. No 1º set através de uma boa sequência, enquanto a partida se mantinha empatada. E principalmente no 3º set, ele simplesmente definiu. Resolveu tirando qualquer chance de conquista cruzeirense.

1º set

A grande final começa com bastante equilíbrio. As duas equipes, no entanto, alternam no marcador. O bloqueio de Juantorena impõe uma pequena vantagem para a equipe italiana. Volume de jogo que define no 1º set com Sada e Lube, definitivamente, jogando perto da perfeição nas viradas de bola. Facundo Conte chegou a igualar o placar, em forte saque, que explodiu na defesa e caiu fora de quadra.

Em contrapartida, em bola de velocidade no meio, Otávio isola. Depois, com mais uma boa sequência de Leal, os italianos abriram 4 pontos e ficaram bem próximos de vencer o primeiro set. Porém, em erro de Rychilicki, a vantagem caiu para 2 pontos. O Divino Braga vira um caldeirão, após o ataque de Evandro igualando as ações. Porém, Simon trata de diminuir o ímpeto cruzeirense. Ele fecha o set, por 25 a 23, em bonito saque no fundo de quadra.

2º set

O segundo set =inicia mais uma vez bem equilibrada. O time italiano controla as ações, especialmente, na sequência de saque de Leal, sendo fundamental para a pequena vantagem. Porém, um “cachote” celeste no cubano Simon, o Sada abre 2 pontos. Filipe marca em lindo saque e amplia ainda mais no marcador. Imponente!

O ponteiro celeste, no entanto, em mais um belo saque abre uma diferença de 3 pontos. PAREDÃO! Não passa nada. O time mineiro faz de forma categórica uma sequência de bloqueios e fica a 2 pontos de fechar a parcial. Por fim, em erro de saque de Bieniek, o Cruzeiro fecha por 25 a 19, em 30 minutos.

3º set

Definitivamente, a entrada de Filipe deu uma nova cara para o time azul. <ais consistente, equilibrado no passe e saque. Por outro lado, o time de vermelho deu sinais de nervosismo com vários erros. Mas, a tranquilidade mineira sucumbiu, após mais uma boa sequência de Leal. O cubano naturalizado brasileiro sacou forte e conseguiu deixar os italianos 2 pontos a frente.

Por outro lado, Isac em boa passagem coloca o time celeste mais vivo do que nunca. O Cruzeiro chega a virar no marcador, no 21 a 20. Enfim, o set pega fogo! Logo depois, Evandro empata em uma pancada na diagonal e iguala por 23 a 23. Leal, sempre ele, em 2 belos saques, faz a diferença mais uma vez. No set mais prolongado da partida, a vitória do time italiano foi por 31 a 29. Enfim, colocando os europeus em vantagem no placar do jogo, 2 a 1.

4º set

O quarto set, no entanto, se torna decisivo. O Sada joga tudo para permanecer vivo na partida. Por outro lado, o Lube fica a apenas um set para o título inédito. Com o peso do set anterior, a equipe mineira claramente sente dificuldade para virar. Já o Civitanova, sem o peso do resultado, joga com tranquilidade e impõe pressão do outro lado. Evandro sente a pressão, juntamente com a equipe. Bem marcado acaba sendo substituído por Luan.

Bloqueio de Rychlick sobre Luan coloca os italianos em situação confortável para fechar o set e a partida na parcial de 22 a 19. Sempre, com ele, Leal fecha o jogo. Definitivamente, Leal escreve mais um capítulo importante em sua história. Vitória e título inédito na parcial 25/21.

Na premiação dos melhores da competição, Bruno Rezende fez questão de dar o prêmio para o companheiro Leal. Além do compatriota, Juantorena, Simon e Balaso fecharam o pódio italiano. Volvich do Zenit, Evandro e Facundo Conte do Cruzeiro também estiveram no Hall dos destaques.

O Lube Civitanova leva pra casa, além do título Mundial, a conquista da tríplice coroa com a conquista do Italiano e a Champions League. Com tantas estrelas e um ponteiro que destoa, como Yoandy Leal, o melhor atacante na atualidade. Com mais esse caneco, os europeus construíram uma hegemonia, que tende a durar muito tempo no velho continente.

Civitanova conquista título inédito, em partida que Leal, foi o craque da competição. Créditos: Lube Volley Press Facebook

Entrevistas pós jogo da final do Mundial de Clubes de Vôlei

Após a partida, Artur de Figueiredo, repórter da Poliesportiva entrevistou o central Simon e o levantador Bruninho do Civitanova. Além disso, ele entrevistou o técnico Marcelo Mendez do Sada Cruzeiro. Portanto, confira abaixo:

  • Simon do Civitanova:
  • Bruninho do Civitanova:
  • Marcelo Mendez do Sada Cruzeiro:

Fotos da premiação do Mundial de Clubes de Vôlei

Fotos: Artur de Figueiredo

Foto em destaque: FIVB / divulgação

Artur de Figueiredo

Artur de Figueiredo

52 posts | 0 comments

Comments are closed.