Júlio Kunz: 35 anos de carreira e o amor pelo vôlei tijucano

Júlio Kunz: 35 anos de carreira e o amor pelo vôlei tijucano

2
267
0
sexta-feira, 12 fevereiro 2021
Vôlei

Em outubro de 2020, o time de vôlei feminino do Tijuca Tênis Clube voltava as quadras em uma competição profissional. Embora tenha sido derrotada nas duas partidas do Campeonato Carioca, a equipe surpreendeu a todos com a qualidade e o potencial de jovens atletas. No banco dessa equipe, um treinador que dedicou grande parte da sua vida profissional ao clube e que completa 35 anos de carreira em março. Júlio Kunz conversou com a Rádio Poliesportiva e contou sobre a sua história no vôlei e no clube. 

Por Yuri Murta, Rio de Janeiro – RJ

A história de Júlio Kunz com o Tijuca Tênis Clube vem de antes dele nascer. Seus pais se conheceram no parque aquático do TTC. De fato, pode-se dizer que o mesmo nasceu totalmente ligado ao clube. Como resultado disso, sua formação enquanto pessoa e jogador não poderia ser em outro lugar. No final da sua carreira como atleta se tornou treinador da base tijucana e logo no primeiro ano já foi campeão municipal. Atualmente, o técnico está na sua terceira passagem na equipe e é o treinador com mais trofeus na história do clube.

Daqui alguns dias, Júlio completa 35 anos de carreira ininterrupta, onde mais da metade dedicada a formação de atletas do Tijuca TC. Em comemoração a essa marca e com essa parceria firmada com seu clube de coração, tem uma meta para as próximas temporadas, consolidar o trabalho da base tijucana e confirmar o patamar de uma equipe adulta.

O TTC esteve próximo a consolidação desse projeto, mas a pandemia retardou o mesmo. Contudo, agora ele retorna com toda a força, com a busca de patrocinadores (parceiros) para atual e próximas temporadas. Kunz declarou que se vê muito empolgado com os caminhos que o esporte no TTC vêm se desenvolvendo.

JÚLIO KUNZ E O TIJUCA

Júlio foi jogador do clube por 16 anos, durante o período de 1974 à 1991. Além disso, em 1986, ainda como atleta assumiu o comando da categoria mirim do clube. Já na estreia levou a equipe para o titulo municipal. Posteriormente já como treinador, passou por grandes clubes, como Flamengo e Fluminense, além da Seleção Carioca e Seleção Brasileira de base. No entanto, seu amor e carinho ao clube de coração fizeram com que ele sempre voltasse.

A segunda passagem aconteceu em 1997 e durou até 2010. Neste período, dirigiu as equipes infanto-juvenil e juvenil, e também fazendo em alguns momentos parecidos com o modelo atual de jogar o Adulto com atletas juvenis. Os títulos seguiram aparecendo. Depois disso ficou sete anos longe do clube, até voltar para o cargo que segue até hoje.

Nos últimos anos, o treinador fez um trabalho na base tijucana fantástico. Com uma equipe repleta de atletas com grande potencial enfileirou títulos. Só para exemplificar, o Tijuca levou os títulos estaduais dos anos 2018 e 2019 na categoria infanto-juvenil e foi campeão brasileiro Interclubes sub-18 em 2019.

Esse elenco que conquistou tudo na base foi o mesmo que defendeu as cores alvirubras do Tijuca Tênis Clube no Carioca Adulto Feminino de 2020. O bom desempenho, apesar de não ter vencido nenhuma das duas partidas, fez com que outros times olhassem para as jogadoras e se interessassem. O Sesc Flamengo, por exemplo, contratou Marcelle Arruda, atleta promissora que faz parte da Seleção Brasileira sub-20. A mesma que atuava de ponteira na base, agora joga de líbero na Superliga A. Marcelle é mais um exemplo do trabalho de lapidador de talentos de Júlio Kunz.

Júlio Kunz do lado do seu auxiliar técnico, Léo Rodrigues.

LAPIDADOR DE TALENTOS

Formador e lapidador de várias atletas, Kunz tem no seu currículo atletas campeãs olímpicas formadas pelo TTC. Só para ilustrar, a bicampeã olímpica Thaísa e a campeã Valeskinha foram treinadas por Júlio no clube tijucano. Além disso, o mesmo também colecionou títulos na base do Vôlei de Praia como os de bicampeão mundial e campeão olímpico da juventude. Os títulos vieram quando o treinador esteve no comando da dupla Duda e Ana Patrícia, as representantes brasileiras na próxima Olimpíadas.

O maior vencedor de títulos no vôlei feminino tijucano e um exímio lapidador de atletas para o esporte brasileiro completa no mês que vem 35 anos de carreira e não pretende parar tão cedo de escrever seu nome na história do Tijuca Tênis Clube.

Yuri Murta

Yuri Murta

Estudante de jornalismo e geografia, apaixonado por esportes no geral e por tudo que o cerca. Isso define quem é Yuri Lima Murta. O amor principalmente pelo basquete e futebol vem desde pequeno e o g[...]

67 posts | 0 comments

Comments are closed.