John Surtees: o homem de duas faces campeão na MotoGP e Fórmula 1

John Surtees: o homem de duas faces campeão na MotoGP e Fórmula 1

Like
119
0
segunda-feira, 03 maio 2021
Automobilismo

O britânico foi o único competidor da história a conseguir conquistar os títulos tanto da MotoGP, quanto da Fórmula 1. Nos anos 50, John Norman Surtees era um dos grandes motociclistas da sua geração. Sempre com a sua MV Agusta, ganhou quatro títulos (1956, 1958, 1959 e 1960) na categoria principal e um título correndo pela Ferrari (1964) na sua carreira em quatro rodas na década de 60.

Por: William Freitas, Gravataí-RS.

Carreira na Motovelocidade

Nascido dia 11 de fevereiro de 1934, no Reino Unido, John Surtees iniciou sua carreira em 1955 dentro do Mundial. Desse modo, foi rival de pilotos como Geoff Duke, tricampeão pela equipe italiana Gilera.

O britânico é da época onde se podia correr em mais de uma categoria no Mundial. Assim, tem três títulos na categoria 350 cilindradas (1958, 1959 e 1960). Nesse meio tempo, foi campeão nos mesmos anos que conquistou alguns dos seus triunfos na categoria rainha. Da mesma forma, Surtees conseguiu vencer o temido TT da Ilha de Man em três chances.

John foi o piloto que começou a dominância da MV Agusta no Mundial. A equipe italiana conquistou 17 títulos seguidos entre 1958 e 1974. Além do britânico, outros nomes que ajudaram a conseguir esse feito são os pilotos: Mike Hailwood (tetracampeão pela equipe), Giacomo Agostini (heptacampeão) e Phil Reid (bicampeão).

Auge na Fórmula 1

Conforme a década virou, Surtees decidiu que era hora de buscar novos desafios. Então ainda em 1960, fechou com a equipe Lótus para disputar a temporada da Fórmula 1. O piloto logo conseguiu se adaptar e conquistou uma 2ª colocação, no seu segundo GP na categoria. Ainda conseguiu um 3º lugar e uma pole ao longo da sua estreia na competição.

Em 1961, foi para a equipe Cooper, onde seu desempenho foi mais modesto. Na temporada seguinte, buscou a estreante Lola, pontuando em cinco das nove provas. Desse modo, após conseguir demonstrar uma evolução, acabou acertando com a Ferrari.

Já no ano de 1963, John venceu em um dos circuitos mais perigosos da temporada, em Nurburgring, na Alemanha. Mas foi em 64 que o britânico alcançou o seu auge na categoria, com dois triunfos e quatro pódios, se sagrou campeão por uma Ferrari azul e branca.

(Reprodução/podcastf1brasil.com.br)

(Reprodução/podcastf1brasil.com.br)

Sua carreira como chefe de equipe

Após se aposentar em 1970, John fundou a sua própria equipe na categoria, a Surtees Team. O início do time foi muito promissor, chegando a pontuar nos seus dois primeiros anos. No entanto, em 1972, o britânico de 38 anos disputou pela última vez uma corrida dentro da categoria. Surtees decidiu testar o rendimento do carro do ano seguinte no grande prêmio da Itália, mas acabou abandonando logo no início devido a problemas técnicos.

Ainda assim, o piloto brasileiro José Carlos Pace foi o escolhido para tentar evoluir o carro da equipe que parecia ter encontrado um acerto que a tornaria mais competitiva, mas não havia confiança no equipamento da montaria. O brasileiro continuou na equipe até 74, mas acabou saindo, já que não estava tendo os resultados prometidos e esperados.

Legado do John Surtees

Por ter feito algo tão inacreditável, muitos pilotos respeitam a história de Surtees. Alguns chegaram até a flertar com a possibilidade de migrar de um esporte para outro. Valentino Rossi chegou a fazer testes com um carro da Ferrari. Dessa forma, segundo envolvidos, um contrato foi redigido com uma proposta para o italiano andar na Sauber por dois anos.

Mas, apesar de tudo, o britânico é único. Assim, detém um dos feitos mais impressionantes da história do esporte. Venceu um dos pilotos mais brilhantes da história da Fórmula 1, o escocês Jim Clark. Também foi um dos ídolos de um dos maiores da MotoGP, o italiano Giacomo Agostini. Por fim, com todos esses pontos, Surtees está em um hall que dificilmente alguém irá alcançar.

Foto Destaque: Reprodução / GE

William Freitas

Tenho 20 anos e sou estudante de jornalismo. Desde pequeno sou fascinado em esportes à motor, como MotoGP e Fórmula 1.

11 posts | 0 comments

Comments are closed.