“Jogo Festivo” do centenário da Vila termina empatado

“Jogo Festivo” do centenário da Vila termina empatado

1
1093
0
segunda-feira, 10 outubro 2016
Futebol Brasileiro

O dia 8 de Outubro ficará para sempre na memória dos torcedores santistas. O centanário da Vila Belmiro foi comemorado com muita música e alegria. Dentro de campo, o jogo foi de muita marcação e entradas firmes dos dois lados.

O jogo começou corrido, logo aos dois minutos, aproveitando bobeada da defesa do Benfica, Ricardo Oliveira quase abriu o marcador. No contra-ataque da jogada, Salvio quase marcou, e no lance seguinte, Cervi bateu de voleio e assustou o goleiro Vanderlei.

Desde o inicio do jogo, o clima de amistoso nunca ficou evidenciado, pelo menos para a equipe do Benfica, que realizou jogadas de bastante pegada, pilhando os jogadores do Santos, que fizeram dois pênaltis. Um deles defendido por João Paulo. Foto: Ivan Storti/Santos Futebol Clube

Após isso o jogo se tornou muito mais pegado, sem clima de amistoso dentro das quatro linhas. Aos 15 minutos, Giovanni foi para o aquecimento e teve seu nome gritado pela torcida santista. Aos 23 minutos, Cervi entrou firme e tirou Renato da partida. Foi o gancho para o técnico Dorival Júnior mexer na equipe.

Aos 30 minutos, o treinador colocou Giovanni no lugar de Ricardo Oliveira. O Messias, apelido dado a Giovanni na campanha do Brasileiro de 1995 foi aplaudido de pé pelos torcedores santistas. Aos 35, Dorival trocou seis jogadores e colocou os reservas para jogar. Aos 38 foi a vez de Léo entrar, com a camisa do Benfica, clube em que fez história também,  e foi ovacionado por todos os presentes na Vila Belmiro. No intervalo, o técnico Dorival Júnior resolveu tirar os últimos três jogadores titulares e entrou com um time totalmente reserva em campo.

Logo no início da segunda etapa, o juiz marcou um pênalti a favor do Benfica. José Gomes foi tocado por Lucas Veríssimo e Raphael Claus anotou a infração. Salvio bateu e colocou os portugueses em vantagem na Vila. Aos cinco minutos, Giovanni saiu pela última vez do gramado e recebeu as homenagens da torcida. Aos oito minutos, Vecchio tentou a penetração na área, mas sofreu falta a um passo da linha da grande área. Aos 18 minutos, após belo lance de Longuine, Rodrigão chutou perto da trave do goleiro Éderson. Logo após, linda jogada do ataque santista, Joel apareceu na frente e cruzou, mas o árbitro assinalou incorretamente o impedimento.

Fabian Noguera foi um dos protagonistas do amistoso. Além de entrar bem na partida, fazendo o gol de empate, o argentino mostrou muita qualidade técnica, impressionando a todos no Urbano Caldeira. Foto: Ivan Storti/Santos Futebol Clube

Aos 27 minutos, Walterson recebeu a bola de costas, girou em cima do marcador e bateu cruzado, a bola ainda passou perto de Rodrigão antes de sair. O jogo deu uma acalmada na segunda etapa, mas o clima continuava sendo pouco amistoso dentro de campo. Aos 34 o Santos balançou a rede. Rodrigão aproveitou cruzamento na área e de carrinho colocou para o fundo do gol, mas o árbitro assinalou o impedimento do jogador. Aos 37 minutos, o Benfica teve outro pênalti. Zé Gomes entrou na área e Lucas Veríssimo segurou o jogador. O próprio Zé Gomes foi para a cobrança e o goleiro João Paulo fez a defesa.

Aos 39 minutos Léo entrou em campo pela última vez com a camisa do Santos. Aos 42 minutos, após cobrança de falta, Fabian Noguera cabeceou para o gol e goleiro Éderson falhou feio. Aos 45 minutos, sem acréscimo algum, o árbitro Raphael Claus encerrou a partida e deu início a grande festa do centanário da “vila mais famosa do mundo”.

admin

240 posts | 0 comments

Menu Title