‘Invictus’: o cálculo humano de Mandela para unir a África do Sul em torno do rúgbi

‘Invictus’: o cálculo humano de Mandela para unir a África do Sul em torno do rúgbi

1
1091
0
sexta-feira, 27 outubro 2017
Outros Esportes

Quando Nelson Mandela assumiu a presidência da África do Sul, em 1994, viu no Mundial de Rúgbi que o país sediaria no ano seguinte a possibilidade de unir brancos e negros e tornar mais robusto seu projeto de um governo multirracial.

 

Mandela (interpretado por Morgan Freeman) e Pienaar (Matt Damon) trabalharam embalados pelo mote “um time, um país” – Reprodução

 

Em seu discurso de posse, Madiba, que passou 27 anos na prisão por combater o regime segregacionista do apertheid, dissera que nunca mais aquela nação vivenciaria novamente “a opressão do homem pelo homem”.

Ex-jogador de rúgbi na universidade, Mandela teve apoio na empreitada do capitão da seleção, François Pienaar, que levou, ao lado dos companheiros de equipe e a pedido de Madiba, o esporte para as favelas em visitas que começaram pouco menos de um ano antes do Mundial.

Conhecido por Springboks, o selecionado sul-africano era composto por uma maioria branca. O único negro do time, Chester Williams, era recepcionado, nos campinhos de várzea, como ídolo por meninos de mesma cor de pele que até então preferiam o futebol, esporte das massas na África do Sul.

Mais do que a conquista do Mundial de Rúgbi daquele ano (a equipe que venceu a final contra a poderosa Nova Zelândia era considerada zebra), o triunfo de Mandela e Pienaar foi unir um país em torno de um time que até então sempre representara o apertheid, a ponto da população negra oprimida, ao longo do regime, torcer sempre contra os verde-ouro nas disputas internacionais.

Em “Invictus”(2009), do diretor Clint Eastwood, o rúgbi aparece menos como cálculo político e mais como cálculo humano de Nelson Mandela para não perder uma minoria (branca) que, naquela ocasião, controlava o Exército, a polícia e a economia sul-africana.

 

Foto destacada: Reprodução

 

Redator: Leonardo Guandeline, de Guarulhos

Leonardo Guandeline

78 posts | 7 comments

Menu Title