Hamilton vence em Mugello após 2 horas de prova

Hamilton vence em Mugello após 2 horas de prova

Like
141
0
domingo, 13 setembro 2020
Fórmula 1

Aconteceu de tudo um pouco na primeira corrida no autódromo de Mugello, na Itália. Batidas, oito abandonos e duas bandeiras vermelhas marcaram o Grande Prêmio da Toscana. Ao final, Lewis Hamilton conquistou o 90° triunfo na Fórmula 1. Em seguida, Vatteri Bottas e Alexander Albon completaram o pódio. A prova também marcou o 1000º GP da Ferrari na categoria.

Por: Luma Lane, Barra Mansa-RJ

Largada

Pole position, Hamilton largou mal e perdeu a posição para Valtteri Bottas. Enquanto isso, Charles Leclerc colocou a Ferrari em terceiro, após problemas no motor do carro de Max Verstappen. Com isso, o holandês não conseguiu potência suficiente, foi para a caixa de brita e saiu do circuito. Pierre Gasly também abandonou, depois de ser tocado por carros da Haas e Alfa Romeo. Desse modo, o Safety Car entrou em ação.

Bandeira vermelha

Imediatamente, no começo da relargada, quatro pilotos se envolveram em um acidente e deixaram a prova – Magnussen, Giovinnazi, Latifi e Sainz. Por conta da intensidade da batida, a direção de prova acionou a bandeira vermelha. A saber, Ocon foi o sétimo piloto a abandonar o circuito de Mugello, devido ao superaquecimento do freio. Está é a primeira vez depois de onze anos depois que duas corridas consecutivas são interrompidas.

Largada parada

Com 50 voltas restantes, os pilotos reiniciaram o grande prêmio. Sem incidentes, as Mercedes assumem a frente, agora com Hamilton na liderança. As demais voltas marcariam a disputa pela terceira posição, entre Charles Leclerc e Lance Stroll. A princípio, a Racing Point levou a melhor.

Por outro lado, o seu companheiro de RP era ultrapassado pela Renault e Red Bull. Além de Ricciardo, Albon também tomou a posição de Sérgio Perez. Na 22ª volta, a Ferrari optou pelos pneus duros no carro de Leclerc, após o monesgaco perder quatro posições. Ele voltou para a pista em P13.

Pit stop

Na volta 28, George Russel já colocava a Williams em 9ª na classificação. A essa altura, Norris ultrapassava Perez. Por fim, os pilotos aceleraram até os boxes para a troca de pneus. Kimi Raikonnen não fez boa parada e ficou por 12.9 segundos no pit stop. Após ir aos boxes, Ricciardo superou Stroll e assumiu a 3ª posição.

Segunda bandeira vermelha

Assim como Albon, Stroll vinha pressionando o piloto da Renault. Mas um problema no carro do canadense resultou em forte batida na barreira de proteção. Dessa maneira, a prova sofreu nova interrupção. Durante o resgate do veículo, a parte interna do carro da Racing Point pegou fogo. A saber, a última corrida com duas bandeiras vermelhas ocorreu no Brasil, em 2016.

Nova relargada

Hamilton largou bem e manteve a liderança. De início, Bottas perdeu posição para Ricciardo, mas o finlandês logo recuperaria o posto. Posteriormente, o piloto da Renault também seria ultrapassado por de Albon. Por fim, Hamilton manteve a ponta e ergueu o sexto troféu  em nove provas na temporada.

Hamilton vence pela 90a vez na Fórmula 1

Hamilton vence pela 90a vez na Fórmula 1. Foto: Divulgação/Instagram/Fórmula 1

Foto destaque: Reprodução / FIA

Luma Lane

Luma Lane

Meu nome é Luma Lane. Tenho 18 anos, sou da cidade de Barra Mansa, no interior do Rio de Janeiro e estou cursando o segundo período de jornalismo no UBM - Centro Universitário de Barra Mansa. Sempr[...]

7 posts | 0 comments

Comments are closed.