Há 12 anos o Brasil conquistava o hexa mundial contra a Espanha

Há 12 anos o Brasil conquistava o hexa mundial contra a Espanha

3
210
0
segunda-feira, 19 outubro 2020
Além da 12

Para pegar gancho na data em que o Brasil conquistou o Hexa Mundial, antecipamos a coluna Além da 12 desta semana. Isso porque no dia 19 de outubro de 2008 a Seleção Brasileira superava a Espanha nos pênaltis, no Maracanãzinho. Sendo assim, voltava a conquistar uma Copa  do Mundo depois de 12 anos.

Por Thiago Lopes, Caieiras-SP

Há exatos 12 anos, após empatar em 2 x 2 no tempo normal, o Brasil venceu a Espanha por 4 a 3 nos pênaltis e conquistou o sexto título mundial no futsal. Contudo, a decisão foi realizada no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. O elenco comandado por PC Oliveira tinha 14 jogadores. Entre esses profissionais estava, claro, o craque Falcão. Enquanto o capitão do hexa, Vinicius, se aposentou das quadras em 2015.

Afinal, onde estão os 14 jogadores do Brasil?

 

Goleiros

Tiago: goleiro titular da campanha do hexa mundial do Brasil, hoje tem 39 anos e está sem clube após rescindir com o Corinthians. Ele também esteve nos mundiais de 2012 e 2016. Entretanto, por ter acionado a justiça contra a CBFS, justamente pela premiação de 2016, deixou de ser convocado pela Seleção Brasileira.

Rogério: um dos reservas de Tiago em 2008, segue jogando aos 46 anos. Dessa forma, sua equipe atual é o Lagarto, de Sergipe. Ele que viveu o auge da carreira no fim dos anos 90, quando jogava pelo Atlético-MG, por qual conquistou o Mundial Interclubes.

Franklin: herói da decisão ao entrar para defender na disputa de pênaltis, tem 49 anos. Em 2016, chegou a interromper a aposentadoria para atuar pelo Jaraguá. Mas, atualmente trabalha numa construtora.

Jogadores de linha

Ari: ídolo no Barcelona, jogou também os Mundiais de 2012 e 2016. Na última Copa do Mundo, inclusive, perdeu o pênalti que decretou a eliminação do Brasil perante o Irã nas oitavas de final. Hoje, no entanto, aos 38 anos permanece no clube catalão.

Ciço: aos 39 anos joga atualmente pelo Pato Futsal, atual bicampeão da LNF. Ele fez oito partidas e marcou dois gols no Mundial 2008. Em 2012, foi convocado para a Copa do Mundo da Tailândia, mas cortado às vésperas do evento devido a uma lesão.

Vinicius: o capitão do hexa se aposentou das quadras em 2015 pelo Tubarão. Contudo, em 2012 retornou ao Brasil após longa passagem pelo futsal espanhol. Logo em sua primeira temporada pelo Orlândia, marcou o gol do inédito título do clube paulista na LNF.

Gabriel: encerrou a carreira no fim de 2016. Em 2017, chegou a exercer a função de diretor de relações internacionais da seleção brasileira de futsal. Saiu do cargo após o fim da parceria entre a CBFS e a CBF. Gabriel assim como Ari, também é ídolo do Barcelona.

Lenísio: irmão de Vinicius, encerrou a carreira em 2012 após seguidas lesões. Depois da aposentadoria, cursou Educação Física e foi dirigente do futsal do Corinthians.

Lenísio com a camisa da Seleção Brasileira no Hexa

Lenísio com a camisa 10 do Brasil. Foto: Reprodução/FNV

Outros campeões pelo Brasil

Schumacher: fixo titular do hexacampeonato mundial, após longa passagem pelo futsal espanhol, foi contratado pelo Corinthians no fim de 2012. E encerrou a carreira no próprio clube do Parque São Jorge.

Betão: autor de seis gols no Mundial 2008, suas últimas convocações para a seleção foram antes do Mundial de 2016. Betão é irmão do também pivô Douglas, ex-Corinthians e seleção brasileira, que veio a falecer em um assassinato numa casa noturna de Erechim.

Carlinhos: fixo na campanha do hexacampeonato mundial, com duas passagens marcantes pelo Carlos Barbosa, atualmente administra uma escolinha de futsal na sua cidade.

Marquinho: autor do primeiro gol do empate em 2 a 2 com a Espanha, Marquinho tem 46 anos e aposentou-se do futsal em 2012. Já em 2017 exerceu a função de supervisor da seleção durante a parceria entre a CBF e a CBFS. Com a saída de PC Oliveira, deixou o cargo junto com Gabriel.

Wilde: campeão mundial em 2008 e também em 2012, segue jogando aos 39 anos. Sua equipe atual é o Sparta Praha, da República Tcheca. Cearense de Orós, atuou fora do país por muitos anos. Consequentemente, assim como Ari e Gabriel, também fez história com a camisa do Barcelona.

Falcão

Considerado o maior jogador de futsal de todos os tempos, deixou as quadras no fim de 2018 jogando pelo Magnus. Em 2008, balançou a rede 15 vezes no Mundial do Brasil. E em 2016, na Colômbia, superou o compatriota e renomado Manoel Tobias após marcar 10 gols e chegar à marca de 48 gols na competição.

BRASIL HEXA X ESPANHA: COPA DO MUNDO 2008

Entrada do jogo entre Brasil x Espanha na final. Foto: Reprodução/LNF

Thiago Lopes

Thiago Lopes

Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

34 posts | 0 comments

Comments are closed.