Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1 de 2010

Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1 de 2010

Like
43
0
quinta-feira, 06 maio 2021
Automobilismo

Acima de tudo, com muita sobra a dupla da Red Bull, deu um verdadeiro passeio sobre as outras equipes. Tanto no treino de classificação como no Grande Prêmio da Espanha de 2010. Com isso, Mark Webber e Sebastian Vettel travaram uma disputa particular. Se revezando na liderança da sessão. Entretanto, ao final Webber cravou a pole com 0,105 a frente de Vettel.

Quem conseguiu chegar mais perto dos carros da Red Bull foi Hamilton com sua Mclaren. Que conquistou a terceira posição no grid, porém tomando mais de 1 segundo para Webber. Mas na corrida…

Em primeiro lugar, na terra do Alonso, quem fez a festa foi o australiano Webber. Pois, venceu com tranquilidade o GP da Espanha de 2010.

Além disso, de tanto Alonso secar Hamilton, segundo colocado até a penúltima volta. O inglês viu o pneu de seu carro estourar abrindo caminho para o espanhol ocupar o segundo lugar no pódio.

Na terceira colocação ficou o alemão Vettel, da Red Bull Racing. Sendo assim, o heptacampeão, Schumacher, conseguiu seu melhor resultado este ano com o quarto lugar. Por fim, o piloto brasileiro melhor colocado foi Felipe Massa, que completou a corrida em sexto lugar.

Por outro lado, Barrichello, que largou em 17° após ter sua classificação prejudicada por uma chuva de pedras ocasionada por Hamilton. Que, por sua vez fez quebrar parte da suspensão, conseguiu chegar em nono lugar.

Em suma, Di Grassi completou a corrida na última colocação enquanto Bruno Senna envolveu-se em um acidente logo no início da corrida.

Confira o resultado do Grande Prêmio da Espanha de 2010:

Por fim, a classificação ficou assim.

1 – Mark Webber (AUS/Red Bull Racing – Renault) – 66 voltas em 1h35m44s101

2 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 24s065

3 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – a 51s338

4 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 1m02s195

5 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 1m03s728

6 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 1m05s767

7 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – a 1m12s941

8 – Kubica (POL/Renault) – a 1m13s677

9 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – a 1 volta

10 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – a 1 volta

11 – Petrov (RUS/Renault) – a 1 volta

12 – Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1 volta

13 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1 volta

14 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 2 voltas/acidente

15 – Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes) – a 2 voltas

16 – Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth) – a 2 voltas

17 –  Trulli (ITA/Lotus-Cosworth) – a 3 voltas

18 – Glock (ALE/VRT-Cosworth) – a 3 voltas

19 –  Di Grassi (BRA/VRT-Cosworth) – a 4 voltas

Em suma, não completaram a corrida:

Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – a 24 voltas/mecânico

Karun Chandhok (IND/Hispania-Cosworth) – a 39 voltas/mecânico

 De la Rosa (ESP/Sauber-Ferrari) – a 48 voltas/mecânico Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth) – a 66 voltas/acidente

Foto: Destaque/Reprodução/The Cahier Archive

Luiz Máximo Moreno Morelo

Meu nome é Luiz Máximo Morelo, sou paulista, 65 anos, comecei no rádio em 1968. Em 1976 fui para a TV Record, depois Rede Bandeirantes, Globo, SBT e por 20 anos trabalhei na TV Cultura. Sempre acom[...]

350 posts | 0 comments

Comments are closed.