GP da China evidencia o grande equilíbrio de 2017

GP da China evidencia o grande equilíbrio de 2017

Like
1117
0
domingo, 09 abril 2017
Fórmula 1

A temporada da Fórmula 1 de 2017 começou diferente. Carros modificados, equipes mais próximas e um sentimento de que a competitividade está voltando e que o trabalho dos pilotos vai ser cada vez maior para conseguir boas ultrapassagens. No GP da China, realizado neste domingo (9) e transmitido para o Brasil na madrugada de sábado para domingo, o público viu que a categoria tem pilotos prontos para os novos desafios.

O GP da China começou com a pista molhada em vários setores, devido ao mau tempo durante todo o fim de semana na região do circuito. Todos os pilotos começaram a corrida com pneus intermediários, exceto Carlos Sainz Jr. Na largada, Hamilton manteve a primeira posição com Vettel, Ricciardo, Raikkonen e Bottas andando próximos. Sainz largou muito mal, caindo para último sem tração com os pneus de pista seca. Felipe Massa que largava em sexto tinha um desempenho ruim e não conseguia manter as posições. Verstappen que saiu apenas da 16º posição galgava melhores lugares aos poucos.

 

Início amarelado

Já na primeira volta, houve um toque entre Perez da Force India e o jovem Lance Stroll da Williams. Stroll abandonou a prova e forçou um safety car virtual, o que trouxe vários pilotos para os boxes. Alguns arriscaram e colocaram pneus de pista seca, que parecia mais rápido, porém forçava a perícia do piloto, devido aos trechos de pista molhada. Vettel se deu mal nessa estratégia e caiu para sexto. Verstappen neste momento já aparecia entre os cinco primeiros, mostrando como é forte em condições adversas.

Reprodução/Publicado em: Formula1 (Página do Facebook)

Acidente no início da prova do italiano Giovinazzi. Reprodução/Publicado em: Formula1 (Página do Facebook)

A relargada pouco durou e o italiano Giovinazzi da Sauber perdeu o controle do seu carro em plena reta dos boxes, provocando o acidente mais forte da corrida. Na reaceleração, o carro tracionou rápido demais e perdeu a traseira, batendo no muro interno da reta e provocando outra bandeira amarela e agora com o safety car físico na pista. O piloto nada sofreu. Novamente muitos pilotos foram aos boxes para troca de pneus e mudanças de estratégia.

 

Show das Ferraris e Red Bulls

Antes da relargada, Hamilton liderava com s Red Bulls no encalço e Vettel apenas na sexta posição. Na volta de retomada antes do safety car sair da pista, Bottas rodou sozinho e caiu para décimo segundo, colocando Vettel mais próximo dos demais e Alonso para brigar nos pontos com sua fraca McLaren. Na relargada Hamilton seguiu em primeiro, com Verstappen apertando Ricciardo e Vettel apertando Raikkonen.

Foto: Glenn Dubar/LAT Images - Publicado em: FIA (Página do Facebook)

Pilotos da Ferrari e Red Bull travaram belos duelos ao longo da prova. Foto: Glenn Dubar/LAT Images – Publicado em: FIA (Página do Facebook)

Aos poucos Vettel conseguiu atacar e ultrapassar seus adversários. O momento mais sensacional da corrida acontecia ali. Vettel entrou no caracol após a reta dos boxes colado em Ricciardo. Tangenciaram as curvas bem próximos e na pequena reta que leva ao miolo do circuito, Vettel retardou sua freada e foi pra cima de Ricciardo, saindo da curva lado a lado um com o outro. Na reaceleração roda com roda, chegaram a tocar um no outro, e com a preferência na próxima curva Vettel conseguiu realizar uma incrível ultrapassagem levantando todo o circuito. Na estratégia conseguiu assumir a segunda posição, enquanto as Red Bulls seguiam brigando por posições. Alonso que fazia uma corrida digna, abandonou com problemas evidenciando as difíceis condições da McLaren e dos motores Honda.

 

Aproximação dos líderes e fim de prova

No fim da prova, Hamilton parou mais uma vez, e Vettel não conseguiu mais se aproximar. Ao final da prova, Hamilton cruzou em primeiro, Vettel após grande recuperação em segundo e Verstappen após maravilhosa corrida em terceiro. Além de sair de trás do grid e chegar ao pódio, o jovem holandês ainda comemorou demais o terceiro posto após nas últimas voltas segurar brilhantemente a pressão de seu companheiro de equipe. Ricciardo foi o quarto, Raikkonen o quinto e Bottas ainda conseguiu chegar em sexto após os erros. Carlos Sainz Jr., após arriscar na largada com pneus secos conseguiu impor um bom ritmo de corrida e chegar em sétimo. Kevin Magnussen chegou em oitavo, conquistando pontos importantes para a Haas. A Force India completou a zona de pontuação com Perez e Ocon, respectivamente. Grosjean, Hulkenberg, Palmer, Massa e Ericsson completaram mas não pontuaram. Alonso, Kvyat, Vandoorne, Giovinazzi e Stroll não completaram.

 

Momento que Lewis Hamilton recebe a bandeirada e conquista a primeira vitória na temporada. Foto: Glenn Dubar/LAT Images - Publicado em: FIA (Página do Facebook)

Momento que Lewis Hamilton recebe a bandeirada e conquista a primeira vitória na temporada. Foto: Glenn Dubar/LAT Images – Publicado em: FIA (Página do Facebook)

 

Situação do campeonato

O campeonato mostra todo o seu equilíbrio com Hamilton e Vettel empatados com 43 pontos na liderança. São apenas duas corridas, mas o suficiente para o fã da categoria se entusiasmar e esperar enfim, um campeonato com duas ou mais equipes brigando por vitórias em todas as provas. Vettel parece estar voltando aos grandes momentos na Red Bull, e Hamilton sem um Rosberg dividindo a equipe, parece livre pra buscar o tetra. Verstappen a cada corrida parece mais maduro e pronto para brigar no topo. Resta saber se nas próximas corridas a briga permanecerá ou alguém conseguirá se distanciar dos demais. Torcemos para que não, em prol do equilíbrio e da disputa na pista.

 

Foto de capa: Glenn Dubar/LAT Images – Publicado em: FIA (Página do Facebook)

 

Por Danilo Dias

 

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo, paulista, CEO da Poliesportiva, jornalista, apresentador e narrador esportivo. Conhecido no meio jornalístico como P.A., Paulo Arnaldo tem vasta experiência desde 2008 no jornalismo e[...]

555 posts | 2 comments

Menu Title