GP da Bélgica de 2008 – A chuva no final que mudou tudo

GP da Bélgica de 2008 – A chuva no final que mudou tudo

Like
164
0
sexta-feira, 28 agosto 2020
Automobilismo

O GP da Bélgica de 2008 foi marcado por uma corrida onde tudo mudou faltando 2 voltas para o final. Isso graças a chuva que tornou a corrida caótica e inesperada no final. Entretanto, Felipe Massa conquistou a vitória após Kimi Räikkonen liderar até perto do fim e Lewis Hamilton sofrer uma punição, apesar de ter recebido a bandeirada em 1º lugar.

Por: Luiz Maximo Morelo, de São Paulo, SP.

Como todos sabem, o traçado de Spa-Francorchamps é longo. Quando há mudanças climáticas na região, que por sinal é bem comum, costuma movimentar as corridas de Fórmula 1. Portanto, a imprevisibilidade do andamento das provas é uma marca registrada do GP da Bélgica de Fórmula 1.  Em 2008, esse GP foi realizado no dia 07/09, sendo a 13ª etapa daquela temporada.

Clássicos da Fórmula 1 – GP da Bélgica de 2009

Contudo, Luiz Maximo Morelo apresenta em podcast, mais uma edição do Clássicos da Fórmula 1. Saiba em detalhes como foi esse GP. Portanto, aperte os cintos e curta a viagem no tempo.

Assim, clique abaixo para ouvir o podcast no spotify:

GP da Bélgica de 2008

Tudo caminhava tranquilo para mais uma vitória do homem de gelo. Kimi Räikkonen  assumiu a liderança a partir da 2ª volta. Faltando 2 voltas para o fim, Kimi se mantinha líder seguido por Lewis Hamilton e Felipe Massa.  No entanto, tudo mudou quando a chuva despencou em Spa.

A corrida transcorreu com tempo seco quase que na sua totalidade. Porém, a chuva apareceu na pista de Spa-Francorchamps na penúltima volta. E com a chuva, tudo virou loteria. Os pilotos era surpreendidos pela chuva em determinados pontos do circuito.

Räikkonen já vinha sendo pressionado por Hamilton antes da chuva aparecer. Até um pouco antes da abertura da penúltima volta, Hamilton fez a ultrapassagem. Entretanto, ele fez de maneira irregular, cortando a chicane.  Ademais, Hamilton não devolveu a posição e o inglês receberia uma punição por causa dessa manobra. A disputa com Räikkonen, no entanto, continuaria por quase toda a penúltima volta. O finlandês chegou a recuperar a liderança. Entretanto, quase no final da penúltima volta, o finlandês perdeu o controle do carro e bateu no muro. Dessa forma, Kimi que liderou quase toda a corrida, amargou um abandono.

Hamilton seguiu na última volta da prova com todo o cuidado possível, na liderança. Seguido por Felipe Massa e Nick Heidfeld. E esse posicionamento de pista permaneceu até a bandeirada final.

No entanto, após uma demorada reunião dos comissários de prova do GP da Bélgica, Felipe Massa foi declarado vencedor da disputa. Em suma, a vitória de Lewis Hamilton foi retirada após a análise das imagens da ultrapassagem do inglês sobre Kimi Räikkonen na antepenúltima volta. Dessa forma, foi concluído que a manobra de ultrapassagem cortando a chicane foi irregular. Além disso, Hamilton não devolveu a posição. Por consequência, Hamilton sofreu uma punição de 25 segundos.

O suficiente para lhe tirar a vitória e até a segunda colocação que foi transferida para o piloto alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber. Assim, Felipe Massa chegava a cinco provas do final da temporada 2008 da Fórmula 1 com 74 pontos no Mundial de Pilotos, contra 76 de Lewis Hamilton.

Foto destaque: Reprodução / Fórmula 1

Luiz Máximo Moreno Morelo

Luiz Máximo Moreno Morelo

Meu nome é Luiz Máximo Morelo, sou paulista, 65 anos, comecei no rádio em 1968. Em 1976 fui para a TV Record, depois Rede Bandeirantes, Globo, SBT e por 20 anos trabalhei na TV Cultura. Sempre acom[...]

331 posts | 0 comments

Comments are closed.