Fabio Quartararo larga na pole em Le Mans pelo segundo ano consecutivo

Fabio Quartararo larga na pole em Le Mans pelo segundo ano consecutivo

Like
138
0
sábado, 15 maio 2021
Moto GP

Fabio Quartararo, da Yamaha Monster, apesar das adversidades, faturou mais uma pole position na temporada da MotoGP. Em um Q2 cheio de incertezas, o francês confirmou o favoritismo para a disputa pela primeira posição. No entanto, Maverick Viñales, seu companheiro na equipe, e Jack Miller, da Ducati Team, surpreenderam e desbancaram Johann Zarco, da Pramac Racing, da primeira fila. Desse modo, a questão de como estará o clima no GP deste domingo (16), pode se tornar um fator ainda mais importante.

Por: William Freitas, Gravataí-RS

Início do final de semana

Devido a chuva no TL1, o segundo treino livre se mostrou de extrema importância. Portanto, os pilotos vieram para a pista com um ar mais competitivo, pois sabiam que a sessão poderia ser a única em pista seca antes da qualificação. Com isso, Johann Zarco e Fabio Quartararo já começaram a despontar como bons nomes para a pole e também, para a disputa pela vitória. Outro que apareceu bem ao longo do TL2 foi o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, da Petronas SRT.

Uma grata surpresa no treino foi a presença de Valentino Rossi entre os dez primeiros, consequentemente, garantindo pela primeira vez na temporada, uma vaga direta para o Q2. Contudo, um piloto que não demonstrou bom rendimento nos treinos foi o líder do campeonato Pecco Bagnaia, da Ducati Team. Dessa forma, o italiano campeão da Moto2, em 2018, ficou em 12º colocado. Portanto, ele foi para o Q1.

Surpresas no Q1

Em suma, os favoritos para passar para o Q2 seriam o atual campeão do mundo Joan Mir, da Suzuki Ecstar, e Bagnaia. Porém, as condições climáticas não eram as ideais. Alguns pilotos foram com os dois pneus para chuva, outros optaram por um usar um de pista seca e outro para a condição adversa.  O espanhol começou ditando o ritmo do treino, mas faltando aproximadamente cinco minutos para o final, ele começou a perder espaço entre os competidores.

Como resultado, pilotos como Iker Lecuona, da KTM Tech3, e Danilo Petrucci começaram a entrar na disputa por um lugar entre os mais rápidos do final de semana.  Apesar disso, depois de sofrer uma queda logo no início do Q1, Lorenzo Savadori, da Aprilia Gresini, desbancou todos, não só os pilotos, como qualquer fã da motovelocidade. O italiano que tinha como melhor posição de largada o 19º lugar, passou para o Q2. Por fim, chegou a colocar oito décimos em cima da outra surpresa, o seu conterrâneo Luca Marini, da Sky Racing VR46, que com sua Ducati 2019 fez um belo treino.

Disputas no Q2

Imediatamente, logo no início do Q2 já houve confusão. A dupla da Petronas, Rossi e Morbidelli, saíram com dois pneus macios, apostando em uma estratégia que parecia ser diferente. Então, logo após, todos os pilotos que saíram com equipamento para a chuva buscaram suas motos reservas e optaram pela configuração de pista seca. Nesse meio tempo, a briga pela pole já começou intensa. Com a pista secando, as voltas iam melhorando constantemente.

Conforme faltava cinco minutos para o final do treino, o espanhol Marc Márquez, da Repsol, marcou 1:33.037 e parecia ser o principal favorito para a pole. Além disso, seu companheiro de equipe, Pol Espargaro, e o japonês Nakagami, da Idemitsu Asia Team, fechavam a primeira fila de Honda’s. Porém, faltando menos de dois minutos para o final, muitos pilotos começaram a fazer parciais vermelhas, e Fabio Quartararo atacou a posição com o tempo de 1:32,600. Já Maverick Viñales, que não estava tendo um bom treino, acordou no final e fechou a volta em 1:32.681 (+0.081). Com isso, Jack Miller fez as honras para a Ducati e garantiu sua posição no início do grid, graças a 1:32.704 (+0.104).

Foto destaque: Divulgação/Doma

William Freitas

Tenho 20 anos e sou estudante de jornalismo. Desde pequeno sou fascinado em esportes à motor, como MotoGP e Fórmula 1.

11 posts | 0 comments

Comments are closed.