Especial Australian Open: Cara de menina, Ostapenko é eliminada, mas avança uma etapa da vida.

Especial Australian Open: Cara de menina, Ostapenko é eliminada, mas avança uma etapa da vida.

Like
1295
1
sábado, 21 janeiro 2017
Australian Open

Os torneios Grand Slam sempre reservam partidas especiais a cada edição. Não diferente, o Ausralian Open 2017 escreve mais boas histórias, a cada dia, rodada ou jogo. Quem imagina que aqui ganharia espaço e destaque a derrota zebrada de Novak Djokovic dessa semana, caiu do cavalo! Não que mereça destaque esse fato! É que nessa manhã de sábado, 21 de janeiro, aos olhos saltados de insônia, de quem passou a madrugada acompanhando o primeiro Grand Slam do ano, tiveram que prorrogar a sonolência, para presenciar um grande jogo da 3ª rodada do feminino. Pena, quem perdeu!

Foram pouco mais de 2 horas, um terceiro set que terminou em 10 a 8 games. Um duríssimo confronto entre a checa Karolina Pliskova e a jovem de 19 anos, a letã Jelena Ostapenko. Esse jogo, sem dúvida já marca com uma das grandes partidas dessa edição. Pliskova é a atual número 5 do ranking. Do outro lado da quadra, uma jovem de 19 anos, cara de menina e um talento para o tênis que surpreende, perceptível num olhar à primeira jogada que observar.

Pliskova derrotou Ostapenko. Foto: Getty Images.

Pliskova derrotou Ostapenko. Foto: Getty Images.

Esse jogo deixa claro como nesse tipo de torneio, um talento brilha, desponta ou marca. Deixa também as maiores lições de quem caminha sobre uma carreira tenista. Ostapenko passou esse jogo por grandes marolas. Ela venceu o primeiro set por 6 a 4 e perdeu o segundo set no pneu, 0 a 6. No terceiro set, chegou muito perto de fechar o jogo, quando vencia a Pliskova por 5 a 2. Mas Ostapenko passou a enfrentar duas adversárias: Pliskova e a juventude. A marola fazia desabar quando Pliskova já chegava à 6 a 5. Ostapenko vendia caro cada ponto, quando tinha o serviço. Nos winners, fazia a Pliskova correr de um lado para o outro no fundo da quadra para abrir a quadra e marcar os pontos. Às vezes, pela juventude, ela errava bolas fáceis.

Nesse momento do jogo, Pliskova, no serviço, era 100%. O saque, uma devolução e a volta para o ponto. Ostapenko não conseguia superá-la mais. O jogo caminhou para 6 a 6, quando Ostapenko lutou bravamente e salvou dois match points. Ela amadureceu aí, pois a frieza que faltou antes, para fechar o jogo no 5 a 2, prevaleceu nesse momento para acertar os winners e marcar pontos para fechar esse game. O jogo continuou, foi para 7 a 7, 8 a 8, sempre os games durando menos tempo nos serviços da Pliskova e mais com a Ostapenko. Foram momentos de grandes disputas e belo jogo de tênis. Depois do 9 a 8 para Pliskova, veio a última e decisiva quebra do jogo. Ostapenko enfrentou aquela adversária, a juventude. Ali acabara a lição do dia e esse jogo.

As lições são naturais na vida de um esportista. Ostapenko nos seus 19 anos de idade avançou mais uma grande etapa. Neste sábado, tenhamos presenciado um grande nome no futuro do tênis internacional? Provavelmente sim, esse nome marcará forte presença circuito da WTA em breve. Pela personalidade, amadurecimento e muita qualidade no tênis jogado. Siga em frente, menina!

Fotos: Getty Images /Publicado em: AusOpen.com (site oficial do Australian Open)

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo, paulista, CEO da Poliesportiva, jornalista, apresentador e narrador esportivo. Conhecido no meio jornalístico como P.A., Paulo Arnaldo tem vasta experiência desde 2008 no jornalismo e[...]

555 posts | 2 comments

Menu Title