"O treinador me fez recuperar a confiança", revela Dontrell Brite sobre a passagem pelo Osasco

"O treinador me fez recuperar a confiança", revela Dontrell Brite sobre a passagem pelo Osasco

5
323
0
terça-feira, 25 agosto 2020
Basquete

Principal competição estadual do Brasil, o Campeonato Paulista de Basquete está para começar. Estipula-se que o torneio iniciará no mês de outubro. Assim, a Rádio Poliesportiva foi atrás de alguns personagens da edição passada. O intuito é recordar a campanha de suas respectivas equipes, relembrar o desempenho individual de cada jogador e saber onde eles atualmente estão. O entrevistado da vez se trata de Dontrell Brite, armador estadunidense e cestinha do Basket Osasco
 

Por: Luciano Massi, Santo André-SP

 

Fundado em 2012, o Osasco obtém quatro medalhas de ouro nos tradicionais Jogos Abertos do Interior. Além disso, já foi vice-campeão da Série A2 e integra a elite do basquetebol paulista há cinco anos ininterruptos. Desde então, chegou às quartas de final em três oportunidades, a última delas no ano de 2017. Tudo isso, sob a batuta do experiente Ênio Vecchi, ex-treinador da seleção brasileira masculina e feminina, que esteve presente desde o nascimento do projeto. Porém, na edição de 2019, a Coruja teve uma mudança no corpo técnico, Ênio saiu e João Ricardo Lourenço assumiu o comando.

MUDANÇAS DENTRO E FORA DAS QUADRAS

Além das alterações na comissão técnica, também houveram alterações no plantel. Dentre os contratados no “pacotão de reforços” estavam Dontrell Brite, Thiaguinho, Bruno, Tom, Maxwell, Lelê, Robinho e o argentino Nicolás Giménez. Por outro lado, Jalen Norman, compatriota de Brite, chegou com a competição em andamento.
Osasco

Elenco do Osasco no último treino antes da estreia no Paulista (Reprodução/Instagram)

 

O Campeonato Paulista de 2019 teve a presença de 13 times, divididos em dois agrupamentos. No Grupo A estavam: Franca, Mogi, Pinheiros, Liga Sorocabana, América e São Paulo, que fez o primeiro jogo da chave contra o Osasco. Curiosamente, esse duelo promoveu o reencontro de Ênio Vecchi, então assistente de Claudio Mortari no SPFC, com a sua última equipe. Ênio comemorou a vitória, mas dessa vez pelo lado adversário. O tricolor levou a melhor por 64 a 72. Brite marcou 15 pontos e terminou como cestinha da partida.

Após esse duelo, o Osasco enfrentou mais duas pedreiras: Pinheiros e Franca. Ambos os jogos terminaram em revés, mas os homens de João Ricardo não venderam barato as derrotas. 74 a 72 contra o time do Jardim Europa, Brite cestinha com 17 pontos, e 82 a 72 diante dos francanos. A sequência de resultados negativos teve fim no dia 10 de agosto, quando a Coruja bateu a Liga Sorocabana por 69 a 59, em casa.

“O tempo em que estive no Osasco foi muito divertido. Claro que foram altos e baixos, mas jogamos bem com o time que tínhamos e quase vencemos alguns dos times grandes. Depois que o Campeonato Paulista começou, meu desempenho foi o que eu pessoalmente esperava. João (Ricardo Lourenço) fez vários treinos individuais comigo durante esse tempo, e isso realmente me fez recuperar a confiança. E eu estava pronto para cada situação de jogo em que fosse colocado” – contou o armador sobre a sua passagem pelo Osasco.

Brite - Osasco

Brite em ação durante o Campeonato Paulista (Bruno Ulivieri)

 

Além do triunfo em cima da LSB, outro ponto alto da jornada osasquense foi a vitória centenária contra o América, sonoros 110 a 59 em pleno ginásio Geodésico, o “ninho” da Coruja. Ainda assim, o Osasco ficou no quase contra as equipes do Mogi em duas oportunidades, 70 a 76 e 94 a 84, e novamente versus Pinheiros, 76 a 80. Nessa ocasião, Dontrell Brite marcou 18 pontos e conseguiu quatro rebotes. Thiaguinho, companheiro do estadunidense, foi o cestinha com 20 pontos.

Foram alguns jogos importantes para mim durante aquele Paulista, mas um que me chama a atenção é o jogo do Pinheiros. Perdemos, mas por sermos uma equipe muito jovem contra uma equipe muito experiente, mostramos que podemos competir contra qualquer um.

Brite durante os playoffs
Primeiro jogo entre Osasco e São José, válido pelos playoffs (Bruno Ulivieri)

 

É válido ressaltar que dentre os quatro times não participantes do NBB 12, os osasquenses obtiveram a melhor campanha na fase de grupos, com duas vitórias. Liga Sorocabana e América também venceram duas vezes. Assim, a pontuação foi utilizada como critério de desempate. O Osasco superou seus adversários nesse quesito, 914, e terminou na 5ª colocação do Grupo A. Dontrell Brite contribuiu com 150 desses 914 pontos.

O armador de 1,74m e natural dos Estados Unidos, somou mais 40 pontos durante os playoffs. 27 deles somente no primeiro jogo da série contra o São José, realizado no Geodésico. Mesmo com a atuação de gala do estadunidense, os donos da casa perderam por 89 a 96. A segunda partida também terminou em triunfo joseense, dessa vez pelo placar de 87 a 69. Conforme a derrota, o Osasco acabou eliminado.

O NBB É LOGO ALI

Participar do Campeonato Paulista agregou positivamente na temporada de Brite. Foi literalmente uma preparação de luxo ao jogador, que disputou o NBB 12 pelo Basquete Cearense. Juliano Armani, companheiro de Osasco, seguiu Brite e também fechou com o BC. Ao mesmo tempo, Murilo Becker, Léo Eltink e Márcio de Mattos rumaram sentido São Paulo, São José e Minas Tênis Clube, respectivamente.

Ou seja, o Paulista pode ser a porta de entrada para competições nacionais, seja o NBB ou até mesmo o Campeonato Brasileiro, equivalente à segunda divisão. Andrezão, primeiro entrevistado desta série, trilhou esse caminho. A saber, o pivô defendeu as cores da Liga Sorocabana e, posteriormente, contratado pelo Blackstar Joinville.

Para mim, a importância do Paulista é realmente se preparar para o NBB. Muitos jogadores vão para novas equipes neste período” – disse Brite sobre o Campeonato Paulista de Basquete.

DA CORUJA AO CARCARÁ

Sem dúvida, Rashaun, Sualisson e Dontrell Brite foram os grandes destaques na temporada. O armador liderou nos quesitos assistências, 3,7 e pontos, 12,7. Já seu compatriota terminou como o segundo melhor pontuador, 12.5, e Sualisson no posto de maior reboteiro, 5.8. Todavia, o Carcará não atingiu os playoffs do NBB 12. Dannyel Russo e seus comandados fizeram uma campanha apagada, encerrando a temporada na 15ª colocação. À frente apenas do Pato Basquete. Ilustrando a jornada em números, foram 21 derrotas e cinco vitórias em 26 jogos disputados, totalizando 19.2 % de aproveitamento.

 
não-é-documento-1024x683

Dontrell defendendo as cores do Carcará no NBB 12 (Stephan Eilert/Basquete Cearense)

 

Dessa maneira, a esperança da torcida cearense para a temporada 2020/2021 é o retorno de Alberto Bial. Atualmente com 68 anos, o treinador participou ativamente na fundação do Basquete Cearense, em 2012. Russo, técnico do BC no NBB 11 e 12, também está presente desde o nascimento do projeto, e integrará mais uma vez a comissão de Bial.

“A volta do Bial ao Basquete Cearense foi muito boa para a equipe. O principal desafio é saber como vamos fazer para treinar e como estaremos preparados após toda essa pandemia. Assim, definitivamente precisaremos de um novo nível de foco e esvaziar a cabeça de quaisquer distração para progredimos para a próxima temporada.”

RETORNO AOS EUA E TREINOS DURANTE A PANDEMIA

Por fim, Brite também contou à Rádio Poliesportiva como é a sua rotina de treinos em tempos de pandemia. O armador está no Texas, um dos estados com maiores índices de infectados pelo novo coronavírus.

“Vim para o Texas para poder jogar e ficar em forma. Infelizmente, as academias aqui fecharam e eu estou preso fazendo exercícios em casa durante toda a quarentena e arremessando nas quadras abertas perto daqui. Então isso mudou toda a minha rotina de verão. Eu geralmente acordava cedo e levantava pesos às 6h da manhã. Posteriormente, eu iria treinar arremessos por uma hora e o jogo das 8h às 11h, todos os dias de segunda a sexta” – explicou Dontrell Brite. 
Foto destaque: Bruno Ulivieri

Luciano Massi

Luciano Massi

Paulistano de 21 anos, estudante de jornalismo, amante do futebol e do esporte da bola laranja.

100 posts | 0 comments

Comments are closed.