Em noite de Deryk e com duas prorrogações, Paulistano vence Corinthians pelo NBB

Em noite de Deryk e com duas prorrogações, Paulistano vence Corinthians pelo NBB

Like
241
0
quarta-feira, 03 fevereiro 2021
NBB

Em uma partida repleta de emoções, com direito a duas prorrogações e com equilíbrio do início ao fim, o Paulistano venceu o Corinthians por 100 x 98. Assim, o duelo foi no Ginásio Wlamir Marques, em São Paulo, pelo NBB, na terça-feira (2). Além disso, o jogo marcou a volta do armador alvinegro Gegê Chaia, que estava lesionado. Pelo CAP, Du Sommer e Jonatan foram os desfalques.

Por Hézyo Sadú, São Paulo-SP

Em suma, Deryk, do Paulistano, foi o grande nome da partida, com 28 pontos, cinco deles decisivos nos segundos finais do duelo. Além disso, Vitão marcou 20 pontos e Maique conseguiu 10 rebotes. Pelo Corinthians, Fuller marcou 24 e pegou seis rebotes e Fischer deu oito assistências.

1º QUARTO

A partida começou com erros em sequência de ambos os lados, que partiam para o ataque de maneira descoordenada e sem visão de onde estava o aro. Dessa forma, tais erros infantis tiveram como consequência que, com 5′ de jogo, a partida marcava apenas 6 x 2 para o Paulistano, que era melhor também nos rebotes. Por sua vez, o Corinthians, com uma enterrada de Lucas Cauê e uma cesta de três pontos de Pedro Nunes, parecia que poderia reagir no quarto, contudo, terminou atrás no placar: 13 x 9 para os visitantes.

2º QUARTO

Trabalhando mais o relógio e jogando mais afastado do garrafão, o Timão conseguiu sair da forte marcação no garrafão do CAP. Logo, passou à frente no placar em apenas dois minutos, marcando oito pontos consecutivos. A virada alvinegra, por certo, irritou o técnico alvirrubro Régis Marrelli, que imediatamente solicitou um pedido de tempo. Em vão, já que o Corinthians continuou liderando o placar no quarto, indo para o intervalo com três pontos de vantagem: 31 x 28.

3º QUARTO

Neste período, Deryk começou a aparecer no jogo e, com boas jogadas, pontuou bem pelo Paulistano, não deixando o Corinthians se distanciar no placar. Já Renato Carbonari, continuava sofrendo com a marcação dupla de Vitão e Maique em seu garrafão ofensivo e, assim, pouco produzia no poste baixo. Com isso, Lucas Siewert e Artur Bernardi, como alternativa de jogadas, começam a arriscar da linha dos três, e o resultado surtiu efeito.

na metade do quarto, o Alvinegro já havia aberto sete pontos de vantagem, obrigando de novo Régis Marrelli a pedir tempo. O final do período ainda reservou emoções, já que o Paulistano ameaçava encostar no placar com Ruivo. Em contrapartida, os donos da casa respondiam com Siewert, fez oito dos seus 19 pontos na partida, somente no 3º quarto. Assim, o placar do período terminou em 20 x 19 para o Timão, que vencia temporariamente: 51 x 47.

4º QUARTO

A cesta no início do quarto de Fuller poderia indicar que o Corinthians iria abrir vantagem no placar e, assim, construir mais uma vitória. Mas não foi o que se viu. Jimmy, com uma bola de três, mostrou que o time do Jardins não estava se dando por vencido. Dessa forma, aos poucos, o Paulistano equilibrou a partida, novamente, com tiros de três de Deryk e boa atuação de Ruivo. Posteriormente, foi a vez de Malcolm Miller, começar a crescer na partida e chamar a responsabilidade para si. Com jogadas individuais, partindo para o garrafão, ou mesmo com tiro da linha dos três pontos. Vitão, também resolveu entrar na disputa dos cestinhas do quarto ao lado de Malcolm Miller e os dois protagonizaram um bonito duelo no último quarto, terminando empatado no final em 68 a 68, levando o jogo para prorrogação.

PRORROGAÇÕES

Após empate em 12 x 12, na primeira prorrogação, a segunda já começou com um escorregão de Fischer, que partia com a bola para a quadra de ataque, Ruivo aproveitou para roubar a bola e servir Maique, que, sozinho no garrafão, converteu mais dois para o CAP. O Corinthians buscava mais intensificar e acelerar o jogo e começou a errar nas finalizações. Já o Paulistano apostou em bolas nas mãos de Deryk, que com tiros certeiros de dois e três pontos, já via seu time abrir sete pontos de vantagem, com menos de 2′ para o término da prorrogação, e já sentir a vitória mais perto.

O Corinthians só tinha uma alternativa: acelerar o jogo, definir o lance em um menor tempo possível e, posteriormente, cometer a falta no adversário. Porém, poucos foram os erros do Paulistano em lances livres. Ainda deu tempo, no último lance, de Fuller converter uma cesta de três pontos, chegando à marca de dois mil pontos jogando pelo Corinthians. Contudo, não havia mais tempo para reação, e o Paulistano venceu por 100 x 98. Após a partida, Gegê e Vitão, falaram com a Rádio Poliesportiva, confira:

Corinthians x Paulistano – E Agora?

Por fim, com a derrota, o Corinthians se manteve na 10ª colocação do NBB. O Paulistano, por sua vez, subiu para a 4ª. Ambas as equipes voltam a jogar neste sábado (6), também no Wlamir Marques. O Timão recebe o Mogi, às 11h, já o CAP mede forças com o Bauru, às 20h (todos em horário de Brasília), e ainda não poderá contar com Du Sommer, que continua de fora por conta de lesão.

Corinthians x Paulistano – Melhores Momentos

Foto destaque: Divulgação/LNB

Hézyo Sadú

Hézyo, , é Formado pela Univ. São Judas em Com. Social e também pela Fac. das Américas em Ger. de redes, com certificação Cisco. Corinthiano, Já cobriu diversas decisões como LBF, Brasileiro [...]

19 posts | 0 comments

Comments are closed.