Em final eletrizante, Jordy Smith vence a etapa de Bells Beach; Caio Ibelli fica em segundo

Em final eletrizante, Jordy Smith vence a etapa de Bells Beach; Caio Ibelli fica em segundo

Like
982
0
sábado, 29 abril 2017
Surf

A terceira das três etapas da chamada “perna australiana”, do Circuito Mundial de Surfe, se encerrou em grande estilo e com muita emoção, principalmente nos rounds finais. Apesar das condições do tempo não estarem 100% favoráveis durante a disputa, no mar o que se viu foi uma quantidade de manobras incríveis vindo da parte dos atletas. O sul-africano Jordy Smith levou a melhor com uma volta impecável e venceu a bateria na final contra o brasileiro Caio Ibelli, conquistando uma somatória de 18.9 contra 17.46 pontos do paulista.

“Não consigo nem acreditar. Fiquei em segundo no ano passado e agora ser campeão é incrível”, disse o Jordy Smith. “Quando eu tirei um 9, a pressão diminuiu um pouco, mas em seguida o Caio continuou atacando e vi que tinha mais trabalho pela frente. Ele é um surfista incrível e surfou muito bem esse evento todo. Eu venho tentando ganhar este campeonato há 10 anos e conseguir agora é um sentimento incrível, um grande sonho se tornando realidade para mim”.

Para Ibelli, não houve derrota propriamente, já que ainda na semifinal o brasileiro, de apenas 23 anos, superou o líder do ranking e atual campeão mundial John John Florence, nos últimos segundos da bateria:

“Quando eu era um pivetinho, o Jordy já estava fazendo sessões de vídeo, então todas essas coisas somam e criam esse momento único que estou vivendo hoje. Já me considero um vencedor por ter superado o John John na semifinal e agora vamos para a próxima etapa, lá no Rio de Janeiro ver a brasileirada torcendo por nós”.

Surfando leve e em alto nível, Caio Ibelli chegou a sua primeira final entre os melhores do circuito mundial e se tornou merecidamente o grande destaque da “tempestade brasileira” durante a etapa, que ainda contou com mais três brasileiros. Filipe Toledo e Adriano de Souza, que saíram ainda nas quartas de final, e Wiggolly Dantas, que perdeu o confronto com Mineirinho na quinta fase, foram os únicos a representar o Brasil no último dia de competições.

Com a pouca idade, Caio já foi mais longe que a maioria dos competidores brasileiros, sendo apenas o terceiro da história a fazer uma final na etapa de Bells Beach, a mais antiga do Circuito.

O sul-africano Jordy Smith comemorou muito a vitória em Bells Beach. Foto por: Divulgação/WQS

O Circuito Mundial de Surfe 2017, que começou a todo vapor no dia 14 de março em Gold Coast, na Austrália, conta com 34 surfistas da elite do surfe, tendo 9 representantes brasileiros para esta temporada.

A primeira fase de cada etapa é sempre round no loser, isto é, os dois perdedores de cada bateria vão para uma repescagem, enquanto os vencedores avançam direto para a terceira fase.

 

 

 

Próxima etapa

No mês que vem, a disputa da quarta etapa acontecerá na cidade de Saquarema, no Rio de Janeiro. O Oi Rio Pro será disputado entre os dias 9 à 20 de maio.

 

Rafael Lardieri

58 posts | 0 comments

Menu Title