Em corrida maluca, Ricciardo vence e equilibra a disputa pelo campeonato

Em corrida maluca, Ricciardo vence e equilibra a disputa pelo campeonato

Like
1100
0
terça-feira, 27 junho 2017
Fórmula 1

De tempos em tempos a Fórmula 1 é presenteada com alguma corrida inimaginável, num lugar onde ninguém espera, com acontecimentos totalmente inusitados. No domingo (25) isso aconteceu e o fã da categoria pode acompanhar uma das boas provas dos últimos tempos no GP do Azerbaijão, realizado nas ruas de Baku.

A corrida

Logo na largada a corrida já era movimentada. Hamilton saltou bem na liderança enquanto os sempre adversários Bottas e Raikkonen se atrelaram e perderam terreno. Vettel se deu bem, assumindo a segunda posição enquanto Raikkonen caiu para quinto e Bottas com pneu furado e asa avariada teve de ir aos boxes, perdendo muito tempo em relação aos líderes. Na sequência, a Toro Rosso com o russo Kvyat escapou, exigindo manobra do companheiro Sainz que rodou. Ambos seguiram na prova, mas tudo era um prenúncio do que a prova seria. Com tudo isso, o brasileiro Felipe Massa ensaiava uma grande prova já figurando em sexto, após boa largada.

Nas voltas subsequentes, Verstappen iniciou um traçado de ataque sobre Checo Perez, mas seu motor Renault o deixou na mão e mais uma vez o holandês ficou de fora da prova, com problemas. Na volta 11 Kvyat abandonou, o que ocasionou um safety car para a retirada de seu carro. Os pilotos então se aproximaram uns dos outros até a relargada, quando Massa partiu pra cima de Ocon e assumiu a quarta posição. Logo em seguida, mais um safety car foi acionado para a retirada de detritos da pista. Foi neste momento em que a corrida teve seu acontecimento mais polêmico.

Hamilton e Vettel esquentam a briga pela liderança

Antes do safety car se recolher aos boxes já próximo da relargada, Hamilton que ponteava a prova diminuiu muito a velocidade e Vettel que vinha em segundo o abalroou por trás em baixa velocidade, mas suficiente para quebrar pequenas partes do bico de Vettel e da traseira de Hamilton. Vettel notavelmente nervoso emparelhou o carro com Hamilton e jogou seu bólido pra cima do líder, numa manobra que acarretou um toque de rodas entre os dois e poderia ter sido suficiente para o abandono dos pilotos. O clima quente prosseguiu na relargada quando Hamilton disparou na ponta novamente e Massa chegou a assumir a segunda posição, recuperada por Vettel rapidamente. Ocon e Perez se tocaram e prejudicaram a Force India. Foi aí que a bandeira vermelha foi dada após inúmeras confusões e todo mundo se dirigiu aos boxes, interrompendo a corrida por alguns minutos.

O momento da largada do GP de Azerbaijão. Foto: Sutton Images/ Publicado em Formula1.com

 

Relargada

No momento onde a bandeira vermelha era vigente, Hamilton e Vettel estavam sob investigação. Enquanto isso, o resto do grid estava cheio de surpresas. Massa fazia uma grande prova e figurava entre os primeiros. Stroll, também da Williams andava forte e bem. Alonso também fazia boa prova, apesar das dificuldades com sua McLaren-Honda. Ricciardo seguia forte também, próximo dos líderes.

Foi dada a relargada ainda com os líderes sob investigação. Massa que vinha muito forte teve problemas de vibração em seu carro devido a falha de suspensão em seu Williams, sendo obrigado a abandonar a melhor corrida que realizava no ano. Hamilton por

sua vez abria vantagem a Vettel quando também teve um problema inusitado. A proteção de cabeça/pescoço que se encaixa ao carro estava solta e quase se desprendendo do cockpit em alta velocidade. Hamilton chegou a segurar o equipamento com uma das mãos durante algumas voltas até ser chamado aos boxes para a fixação da peça. No exato momento em que ele adentrava o pitlane, Vettel tomava a punição de dez segundos pelo ocorrido entre os dois. Resultado: Ambos caíram para o meio do pelotão de pontuação.

A chegada de Daniel Ricciardo, o vitorioso da prova. Foto: Sutton Images/ Publicado em Formula1.com

Ricciardo então assumiu a ponta e disparou na liderança aproveitando a vantagem para os carros mais fortes. Hamilton e Vettel partiam pra cima dos adversários. Quando chegaram próximos a Alonso que vinha bem dentro dos pontos, a briga foi intensa. Vettel, Hamilton e Alonso, grandes campeões. Tinha como dar errado? Alonso com o carro mais fraco até tentou segurar e fez grande manobra evitando colidir com o muro, enquanto Vettel apertava e Hamilton também ia pra cima. Ao fim, grandes manobras e Alonso sem conseguir segurar a pressão facilitou e viu os líderes do campeonato ganhando terreno.

Comemoração da Williams, apesar de Stroll perder o segundo lugar na chegada para Bottas. Foto: Sutton Images/ Publicado em Formula1.com

Ao fim da corrida, o australiano Daniel Ricciardo venceu a corrida maluca do Azerbaijão. Na reta final, Stroll que seguia em segundo foi ultrapassado a poucos metros para a linha de chegada por Valtteri Bottas que puxou de galões para pegar o vácuo, abrir a asa a terminando em segundo fazendo brilhante prova de recuperação após figurar em último. Mesmo assim, Lance Stroll fechou no pódio em terceiro, fazendo grande corrida após um início de carreira criticada pela falta de bons resultados.

 

Vettel fechou em quarto mantendo a liderança do campeonato. Hamilton segue no encalço na vice-liderança após terminar a prova em quinto. Esteban Ocon fez boa prova e finalizou em sexto. Magnussen que andou entre as posições de pódio fez boa prova e terminou em sétimo. Carlos Sainz foi oitavo e Alonso conquistou os primeiros pontos da McLaren em nono. Pascal Wehrlein terminou em décimo e conquistou mais um pontinho para a Sauber, após bater rodas com seu companheiro Marcus Ericsson, que foi décimo primeiro. Vandoorne da McLaren e Romain Grosjean da Haas completaram o grid.

Sete pilotos sequer completaram a prova. Palmer da Renault abandonou logo no início da prova. Kvyat da Toro Rosso abandonou após 11 voltas. Max Verstappen teve o terceiro abandono nas quatro últimas provas pela Red Bull. Nico Hulkenberg tocou o muro e também não completou pela Renault. Felipe Massa teve problemas na suspensão de sua Williams e abandonou uma prova em que tinha condições de vitória. Sérgio Perez da Force India também abandonou após o assento do cockpit se soltar dentro do carro e Kimi Raikkonen da Ferrari após prova conturbada recolheu seu bólido para os pits nas últimas voltas quando estava na rabeira do grid.

O pódio do GP do Azerbaijão. Foto: Sutton Images/ Publicado em Formula1.com

 

A sequência

O campeonato segue com a liderança de Vettel que tem 153 pontos, contra 139 de Hamilton. Com o resultado da prova, Bottas e Ricciardo se aproximaram um pouco dos líderes com uma vitória cada. A Mercedes lidera o campeonato de construtores com 250 pontos, 24 a frente da Ferrari. A Red Bull segue na terceira posição.

A próxima prova será no dia 9 de julho, no GP da Áustria que será realizado no A1 Ring, pista que favorece carros rápidos em retas. Os motores mais fortes costumam ir bem no circuito.

 

Veja também

Melhores momentos da corrida do GP do Azerbaijão:

 

Foto de capa: FIA / Página do Facebook

 

Redator da matéria: Danilo Dias, de São Paulo.

Paulo Arnaldo do Amaral Lima

Paulo Arnaldo, paulista, CEO da Poliesportiva, jornalista, apresentador e narrador esportivo. Conhecido no meio jornalístico como P.A., Paulo Arnaldo tem vasta experiência desde 2008 no jornalismo e[...]

555 posts | 2 comments

Menu Title