Em confronto direto, SESI bate Brasil Kirin por 3 sets a 1 e assume a vice-liderança da Superliga

Em confronto direto, SESI bate Brasil Kirin por 3 sets a 1 e assume a vice-liderança da Superliga

Like
1029
0
sexta-feira, 24 fevereiro 2017
Superliga Masculina

Nesta noite de quinta-feira (23), SESI e Vôlei Brasil Kirin se enfrentaram pela oitava rodada do returno. O confronto entre terceiro e quarto lugares, respectivamente, valera a vice-liderança. Melhor para o time da capital, que devolveu os 3 a 1 aplicados pelos campineiros no primeiro turno da Superliga Masculina de Vôlei.

SESI e Volêi Brasil Kirin protagonizaram uma bela partida de voleibol no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo. Bruninho e Rodiguinho travaram um duelo interessante até a lesão do levantador de Campinas, no último set. Os atletas Lucão, Serginho e Fábio foram importantes para o triunfo paulistano. Vini e Maurício Souza também foram bem pelo lado derrotado.

 

Primeiro set – 31 a 29

 

Com uma ótima atuação, Bruninho levou o prêmio de melhor em quadra. Foto: Twitter Oficial do Sesi-SP Vôlei

No começo do primeiro set, Diogo engatou uma sequência de três saques e deixou o Brasil Kirin com vantagem de dois pontos. A devolução do SESI veio com um bloqueio triplo. Entretanto, o time visitante começou a partida castigando os mandantes, com saques e ataques muito fortes, que dificultaram a recepção do SESI.

O time de Campinas abriu vantagem no primeiro set e o SESI respondeu forçando o saque. E, apesar de alguns erros, a estratégia deu certo. O Vôlei Brasil Kirin não tinha mais o passe na mão e o time da capital aproveitava nos contra-ataques. A disputa era acirrada. Ponto a ponto.

A reta final do primeiro set foi alucinante e com vantagem para o SESI, que abriu 22 a 20. Com um ace espetacular do Temponi o empate voltou ao marcador. A equipe da casa chegou a ter quatro set points e os visitantes mais dois. Mas no fim, com bom saque e defesa bem posicionada, o SESI venceu o belo primeiro set por 31 a 29. Destaques para Bruninho e Théo.

 

Segundo set – 17 a 25

 

O começo de set foi com muitos erros de saque, de ambos os lados. O Vôlei Brasil Kirin, liderado pelo central Vini, abriu quatro pontos de frente com dois bloqueios seguidos – 9 a 5 para os campineiros. A parada pedida pelo técnico Marcos Pacheco do SESI não adiantou. Com um ace de Vini e mais um bloqueio, o Brasil abriu 12 a 6.

Apesar da entrada de Fábio e a variação no saque, os seis pontos de vantagem passaram a ser oito. 18 a 10 para os visitantes. Rodriguinho liderou a equipe, variando bem as jogadas e marcando ponto até em bola de segunda.

O Vôlei Brasil Kirin tinha oito pontos de vantagem quando conseguiu seu set point – 24 a 16. O erro de saque atrasou o empate. Mas por pouco tempo. Apesar do ótimo saque de Lucão, a defesa apareceu e Ricardinho deixou Maurício Souza na boa para finalizar o segundo set por 25 a 17.

 

Terceiro set – 25 a 21

 

O terceiro set deu seu cartão de visitas com um grande rally e belas defesas do Brasil Kirin, mas o ponto foi do SESI. Disputa ponto a ponto. Enquanto Rodriguinho e Vini desfilavam boas jogadas; os mandantes respondiam com Bruninho e Théo. Jogo muito equilibrado.

Em mais um ótimo rally, as duas equipes deram um show para a arquibancada. Melhor para o Brasil. Temponi virou e o time de Campinas abriu 13 a 10. O SESI encaixou na defesa e encostou no placar. O jogo quente resultou em um bate boca de Bruninho e Diogo, ambos levaram cartão vermelho, dando um ponto cada para o adversário.

As equipes forçaram o saque e muitos erros apareceram. Os mandantes acertaram o bloqueio e conseguiram abrir dois pontos na reta final do terceiro set, 19 a 17. A resposta veio com Maurício Souza e o saque balanceado, que atormentou a defesa do SESI.

O set point do SESI veio com um bloqueio do Bruninho para cima do Temponi. No placar, 24 a 21. O lance seguinte pareceu replay, mais uma bola para Temponi, que novamente não passou pelo levantador da Seleção Brasileira. Muita vibração do ginásio e do decisivo Bruninho, 25 a 21 e 2 sets a 1 para os donos da casa.

 

Quarto set – 25 a 16

 

SESI devolve 3 a 1 sofrido no primeiro turno e assume vice-liderança da Superliga. Foto: Twitter Oficial do Sesi-SP Vôlei

O início do quarto set não poderia ser diferente, muito equilíbrio. Se o Maurício aparecia com bloqueio, Lucão respondia na mesma moeda. Se o Bruninho aproveitava todas as possibilidades de ataque, Rodriguinho as explorava também.

Com erros individuais do Vôlei Brasil Kirin, o SESI não bobeou e abriu três pontos de frente, 12 a 9. Rodriguinho sentiu a virilha e deu lugar ao Jotinha. A mudança não fez bem para os campineiros. Com bloqueio de Fábio e ace do Lucão, os paulistanos abriram seis pontos na parada técnica.

A reta final da partida veio com grandes exibições de Serginho e Bruninho. Fábio e Riad também se destacaram com ataques e bloqueios, 20 a 14. Fábio seguiu sendo importante também na recepção. O SESI passou a jogar com muita tranquilidade por conta da larga vantagem no final, match point com oito pontos de diferença. Em um rally espetacular, a defesa do SESI minou os ataques do Brasil Kirin fechando o decisivo set em 25 a 16. Vitória para os donos da casa, 3 sets a 1.

 

Classificação

 

Com a vitória, o SESI chegou a 46 pontos e assumiu a vice-liderança da competição. Atrás apenas do seu próximo adversário, o SADA Cruzeiro. O duelo de líderes, separados por sete pontos, acontecerá no dia 4 de março em Contagem, Minas Gerais.

Já o Vôlei Brasil Kirin estacionou nos 40 pontos permanecendo no quarto lugar. Para a nona rodada do returno, a equipe de Campinas enfrentará justamente o Taubaté, terceiro na tabela da Superliga Masculina de Vôlei. Jogando diante da sua torcida, às 18h30 de 4 de março, é a chance do Brasil Kirin voltar a encostar nos líderes.

 

Por Gabriel Manzini

admin

240 posts | 0 comments

Menu Title