"Ele está pronto para NBA", diz personal e treinadora de Didi Louzada

"Ele está pronto para NBA", diz personal e treinadora de Didi Louzada

4
906
0
terça-feira, 02 junho 2020
NBA

Em entrevista exclusiva à Rádio Poliesportiva, Tatiany Valencio, treinadora e personal de Didi Louzada, afirma que o jogador está pronto tanto tecnicamente, quanto fisicamente para estrear na NBA. Com isso, o jogador do New Orleans Pelicans segue seus treinamentos em Vitória, no Espírito Santo, enquanto espera sua oportunidade de jogar na Liga.

Por: Luiz Felipe Pimentel, de Alagoas

OS TREINOS PARA A NBA

Também na entrevista, Tatiany explicou os métodos de treinamento que está aperfeiçoando junto à Didi. Segundo a treinadora, eles fizeram avaliações funcionais de movimento, testes de força de membro superior e inferior e testes anaeróbios e aeróbicos. Além de, após os testes, fazerem um trabalho procurando ajustar os padrões de movimento e corrigindo-os.

Por outro lado, é de conhecimento geral que a NBA é uma Liga que demanda muita força física dos atletas. Nesse ponto, vários jogadores se destacaram, como o futuro companheiro de Didi, Zion Williamson. E para um ala, igual ao brasileiro, de 1.95m, é necessário que se fortaleça. Nesse sentido, Tatiany explicou que: “todo atleta precisa de força pra depois trabalhamos potência. A sequência (de treinamento) é, mobilidade, estabilidade, ativação e força”

NOVO TREINAMENTO TÉCNICO JUNTO COM A NEUROCIÊNCIA

Didi é um atleta que tem um bom arremesso de perímetro, combinando com aproveitamento de mais de 40%. Além disso, o atleta tem cerca de 10 pontos de média e quatro rebotes. Assim, para melhorar seu desempenho na parte técnica do treinamento, segundo explicou sua treinadora, está sendo feito com Louzada, um trabalho de “skills” com neurociência.

“Esse treino neural com sobrecarga motora é para melhorar o tempo de reação, visão periférica, a atenção, controle de impulsividade e as tomadas de decisão dele. Que são feitas a partir de comandos, daquilo que ele escuta e daquilo que ele vê e da percepção dele ao comando que eu estou dando, e isto, implica diretamente na tomada de decisão que ele vai ter…”

A treinadora também exemplificou esses tipos de atividades que são feitas com o jogador:

“Fizemos um exercício que era: eu dava um número para ele, enquanto ele vinha driblando a bola e quando ele chegava próximo a linha de 3 pontos, nós dávamos outro número para ele. Se esse número fosse “par” ele teria que fazer uma mudança para direita e um tipo de finalização diferente (…) Concluindo uma serie de recursos técnicos alinhadas à uma tomada de decisão”

Tatiany também afirmou fazer essas atividades com outros tipos de comando como por luzes, sons, contas matemáticas entre outras coisas.

CUIDADOS COM O CORONAVÍRUS

Devido o isolamento social, por causa da pandemia do novo coronavírus, Tatiany explicou que todos os cuidados estão sendo tomados para preservar o jogador do Pelicans, e a equipe. Dessa forma, seguindo as recomendações de saúde do momento, assim, evitando aglomerações nos locais de treino. Já que, o estado do Espírito Santo tem, hoje, mais de 16 mil casos confirmados e cerca de 700 mortes.

AS DIFICULDADES DE SER UM NOVATO NA NBA

Por mais que esteja passando por um rigoroso treinamento, Didi deverá enfrentar muita coisa além do alto nível dentro de quadra. Ainda em seu primeiro ano na liga, o também brasileiro Bruno Cabloco, revelou algumas dificuldades como a solidão para lidar nos Estados Unidos. Contudo, a parte que remete ao jogo também é algo difícil de lidar. O hoje astro do Atlanta Hawks, Trae Young, teve um aproveitamento de apenas 25%, tornando-se o pior jogador da Liga, nesse aspecto, quando novato.

Por outro lado, Didi já tem experiência de jogar numa liga competitiva, diferente dos citados acima. Além disso, passa por um rigoroso treino técnico para, também, diminuir as tomadas de decisões equivocadas. Que é, sem duvida alguma, o erro mais comum entre os novatos. Bem como vimos com Trae e outros que “caem de paraquedas” na NBA. E, dessa forma, assim como sua treinadora já avaliou: “Ele está pronto”.

Foto destaque: Mateus Poltronieri / Filmmaker

Luiz Felipe Pimentel

Luiz Felipe Pimentel

Olá, meu nome é Luiz Felipe, tenho 19 anos de idade, que foram de total amor a tudo que era relacionado a esportes, principalmente o futebol. Atualmente sou estudante de jornalismo pela UFAL. Como[...]

60 posts | 0 comments

Comments are closed.