Diário de Bordo Poliesportivo: A entrega da taça

Diário de Bordo Poliesportivo: A entrega da taça

1
1061
0
quarta-feira, 29 novembro 2017
Brasileirão Série A

Depois de um primeiro turno avassalador e de passar o segundo turno com vários tropeços, o Corinthians conquistou o Campeonato Brasileiro de 2017, após vencer o Fluminense por 3×1, de virada. Apesar de toda a euforia, o torcedor corintiano foi embora frustrado naquele dia 15/11. Mesmo com o título confirmado, não haveria entrega da taça. O torcedor teve que esperar 11 dias para ver o caneco erguido. E no último domingo (26), o tão esperado momento aconteceu. E lá fui eu para a Arena Corinthians acompanhar o confronto entre Corinthians x Atlético-MG e a entrega do troféu.

Cheguei uma hora e meia antes do início do jogo. Enquanto esperava os amigos, fiquei andando pelo estádio. Até que chegou Ytallo acompanhado de sua irmã. Ficamos conversando e esperando o restante do pessoal chegar. Faltando 20 minutos, resolvemos descer para as cadeiras do setor Sul. Ao chegar nas cadeiras, vimos que todos já tinham chego, mas não tínhamos percebido. As equipes entram em campo e logo após o Hino Nacional, as bandeirinhas distribuídas aos torcedores começaram a ser balançadas. No setor Leste, um mosaico com as bandeirinhas formou a palavra “HEP7A”.

No jogo, o Atlético-MG abriu o placar aos 29 minutos do primeiro tempo com Otero. Parecia que teria água no chopp da fiel. Mas aos 35 minutos, Jadson deixou tudo igual e tranquilizou os corintianos. No segundo tempo, Marquinhos Gabriel virou aos 13 minutos. Tudo indicava que a festa seria completa, até que Fred empata a partida aos 20 minutos. No final, Corinthians 2×2 Atlético-MG.

O pódio é montado no centro do gramado e os jogadores, a comissão técnica e a diretoria do Corinthians começam a receber suas medalhas. Do lado de fora do gramado, muita festa dos torcedores, que acenderam sinalizadores e fizeram novamente o mosaico com as bandeirinhas.

Telão mostra selfie de Romero com o elenco do Corinthians. Foto: Leonardo Marras Xavier

Cássio foi o último a receber a medalha e depois recebeu o troféu de campeão brasileiro. Chuva de tiras de papel e fogos de artifício compuseram a festa dos jogadores. Nas cadeiras da Sul, ficamos preocupados se teria volta olímpica, já que os jogadores ficaram um bom tempo no meio do gramado. Depois de muita espera, Fagner ergueu o troféu em direção aos torcedores do Setor Sul, que com muita euforia agradeceram o gesto. Fomos embora felizes com o título, mas com o nó na garganta, já que foi o último jogo de 2017 na Arena Corinthians.

 

Foto e redator: Bruno Filandra Lopes, de São Paulo.

Bruno Filandra

Compõe a Poliesportiva desde 2017, com coberturas em decisões de Paulistão, Superliga de Vôlei, NBB, dentre outros.

144 posts | 0 comments

Menu Title