Dia de Matchmaker – UFC Fight Island 7: Holloway x Kattar

Dia de Matchmaker – UFC Fight Island 7: Holloway x Kattar

3
240
0
terça-feira, 19 janeiro 2021
UFC

O UFC Fight Island 7 aconteceu no último sábado (16) e marcou o início do calendário do UFC em 2021. Além disso, o Dia de Matchmaker também retorna e fomos abençoados com uma enorme quantidade de momentos especiais na noite de sábado. A performance espetacular de Max Holloway e os nocautes brutais de Li Jingliang e Alessio Di Chirico foram um dos “highlights” do show. A seguir, nós iremos incorporar nossos espíritos de Sean Shelby e apresentar os próximos passos para 14 atletas do card.

Por: Rafael Fernandez, do Rio de Janeiro

Max Holloway x Calvin Kattar

Na luta principal, Max Holloway derrotou Calvin Kattar por decisão unânime. É difícil ter palavras para descrever Holloway. O havaiano de 29 anos continua a impressionar com a sua presença no octógono e seu jogo sufocante na trocação. Além disso, a facilidade em derrotar adversários de alto nível chega a assustar. Por mais que Max Holloway não seja o maior peso-pena da história, ele definitivamente é o melhor e o mais talentoso.

Holloway se recupera da sequência de derrotas para Alex Volkanovski e reafirma seu status como segundo melhor peso-pena do mundo. Então, é complicado dizer o próximo passo para o havaiano. No entanto, nós pensamos que ele merece enfrentar o vencedor entre Alex Volkanovski e Brian Ortega. Para Kattar, a derrota vai doer bastante, pois além de ter perdido, o combate sequer foi apertado. O próximo passo dele seria contra o Zumbi Coreano.

Carlos Condit x Matt Brown

Na co-luta principal, Carlos Condit derrotou Matt Brown por decisão unânime. A chave para vitória do ex-campeão interino foi o alto volume de golpes e uma boa variação nos ataques. Condit demonstrou a mesma dificuldade de sempre em defender quedas, mas conseguiu responder com boas raspagens e até derrubou Brown algumas vezes. Porém, o que os separou foi a melhor preparação física e os constantes golpes aplicados, até quando estava de costas no chão.

Pela primeira vez desde 2012, Carlos Condit emplaca uma sequência de vitórias no octógono. A próxima parada é um confronto contra Robbie Lawler, uma revanche da luta do ano de 2016. Enquanto Condit vence duas seguidas, Brown perde duas seguidas. Então, próximas passos seria um combate contra Alex Morono ou Abdul Razak Alhassan.

Santiago Ponzinibbio x Li Jingliang

Entre os meios-médios, Li Jingliang nocauteou Santiago Ponzinibbio no primeiro round. Após mais de dois anos fora do octógono. O argentino demonstrou uma enorme falta de ritmo e uma lentidão incomum nas suas últimas performances. Com todos esses problemas. O chinês o fez pagar logo no primeiro assalto. Contra golpeou perfeitamente uma combinação lenta de Ponzinibbio e o nocauteou na hora com um cruzado de esquerda.

O chinês se recupera da derrota para Neil Magny, em março. Para a sua próxima peleja, um bom duelo seria contra Tony Martin. A derrota acaba com a sequência de sete vitórias do argentino. Uma ótima opção para o seu próximo combate seria um confronto contra Gunnar Nelson, uma revanche de uma luta de 2017 em que muitos acusam Ponzinibbio de ter lutado de forma suja.

Joaquin Buckley x Alessio Di Chirico

Entre os médios, Alessio Di Chirico nocauteou Joaquin Buckley no primeiro round. Na grande surpresa da noite, o italiano pegou todos desprevenidos ao acertar um chute alto e apagar o grande prospecto do UFC. Buckley tinha um grande nível de hype graças ao ‘Nocaute do Ano’ em 2020. Mas talvez a confiança o atrapalhou na performance de sábado. Pagou o preço de lutar com a guarda baixa.

Di Chirico era um forte candidato a demissão se perdesse sábado (16), mas com a vitória ele consegue dar uma respirada na organização. Proxímo passo seria contra Kyle Daukaus ou Marc-Andre Barriault. Já Buckley pode dizer adeus para todo o hype que conseguiu do nocaute ano passado. Ele terá que recomeçar lá de baixo na divisão contra Roman Kopylov ou Jack Marshman.

Punahele Soriano vs Dusko Todorovic

Entre os médios, Punahele Soriano derrotou Dusko Todorovic por nocaute técnico no primeiro round. Na batalha entre os invictos, o havaiano de mãos pesadas superou o mais experiente adversário. Soriano parecia ser incapaz de errar com a mão esquerda e sempre que encostou no queixo do sérvio, ele o derrubou. Então, depois do terceiro ou quarto knockdown, o árbitro Herb Dean interrompeu o combate.

Duas vitórias no UFC, dois nocautes impressionantes no primeiro round. Assim, Soriano merece subir um degrau na competição. Portanto, um confronto contra Zak Cummings ou André Muniz seria ótimo. O sérvio sofreu a primeira derrota na carreira, assim aprenderemos muito como ele se responde a isso. Próximo passo seria contra Wellington Turman ou Impa Kasanganay.

Carlos Felipe x Justin Tafa

Entre os pesados, Carlos Felipe derrotou Justin Tafa por decisão dividida. Em uma verdadeira luta de boxe no MMA. O brasileiro Carlos ”Boi” e Justin Tafa fizeram um show no sábado a noite. Um combate tão apertado que é difícil até falar qual foi o diferencial do brasileiro. Entretanto, a pressão, o controle do octógono e o fato dos golpes causarem mais dano no neozelandês são os principais motivos para a vitória.

O brasileiro emplaca a segunda vitória seguida e pode se aproveitar da rasa divisão dos pesados para fazer um estrago. Duas boas alternativas seriam contra Maurice Greene ou Chase Sherman. Para Tafa, essa é a segunda derrota em três lutas no UFC. Seu próximo passo seria contra Roque Martinez ou Josh Parisian.

Sarah Moras x Vanessa Melo 

No peso-galo feminino. Vanessa Melo derrotou Sarah Moras por decisão unânime. Em uma luta marcada pelo alto número de golpes não conectados. A brasileira mostrou uma leve superioridade em pé contra a grappler canadense. Os poucos socos que acertou contaram bastante e deixaram o nariz de Moras sangrando durante o combate inteiro.

Vanessa foi outra que respirou aliviada após a vitória de sábado. Ela tinha perdido as três primeiras lutas no UFC e precisava vencer para não ser demitida. Assim, o próximo passo seria contra Norma Dumont. Enquanto Moras sentirá a pressão no próximo combate. Mais uma derrota e provavelmente irá estar fora da organização. Então, um confronto contra Yanan Wu seria ótimo.

Próximos Passos

Portanto, esse foi o Dia de Matchmaker para 14 atletas do card do UFC Fight Island 7. Enfim, o UFC retorna na próxima quarta (20) com o UFC Fight Island 8: Chiesa x Magny.

Foto destaque: Reprodução/MMA Fighting

Rafael Fernandez

Rafael Fernandez

Meu nome é Rafael Fernandez, tenho 21 anos, curso jornalismo na PUC-RIO e atualmente estou no 7º período. Possuo um blog sobre MMA chamado de Troca de Faixa, além de ser redator do site MMA Brasil[...]

34 posts | 0 comments

Comments are closed.