Dia de Matchmaker – UFC Fight Island 5: Moraes x Sandhagen

Dia de Matchmaker – UFC Fight Island 5: Moraes x Sandhagen

1
128
0
terça-feira, 13 outubro 2020
Lutas

O UFC Fight Island 5 aconteceu no último sábado (10) com um evento repleto de nocautes incríveis. Na luta principal, Cory Sandhagen teve sua melhor apresentação no UFC e nocauteou Marlon Moraes. Além disso, as vitórias de Dricus du Plessis, Chris Daukas e, principalmente, Joaquin Buckley impressionaram com as técnicas que usaram para acabarem com os combates. A seguir, nós iremos incorporar nossos espíritos de Sean Shelby e apresentar os próximos passos para oito atletas do card principal no Dia de Matchmaker.

Por: Rafael Fernandez, do Rio de Janeiro

Marlon Moraes x Cory Sandhagen

Na luta principal, Cory Sandhagen nocauteou Marlon Moraes no segundo round. O jovem americano brilhou em sua  primeira oportunidade num main event no UFC e controlou o ex-desafiante Moraes. Sandhagen utilizou a maior envergadura para manter o combate na longa distância, o que frustrou o brasileiro ao passar do tempo. Após um bom primeiro assalto, “The Sandman”, como é chamado, acertou os chute giratório na têmpora do adversário e terminou com ground & pound até que o árbitro interrompeu a peleja.

Essa foi a primeira vitória de Sandhagen após perder para Aljamain Sterling no UFC 250, em junho deste ano. Com isso, ele se mantem muito perto da disputa de cinturão então seu próximo passo deve ser enfrentar o vencedor de Yan x Sterling pelo título ou lutar contra o ex-campeão TJ Dillashaw em seu retorno de suspensão. Enquanto isso, Moraes decepcionou no terceiro combate seguido. Nos dois últimos, ele tinha perdido para Henry Cejudo e ganhado em decisão polêmica contra José Aldo. Ainda existe uma controvérsia em relação a vitória contra Aldo, então nada mais justo do que uma revanche.

Edson Barboza x Makwan Amirkhani

Na co-luta principal, Edson Barboza derrotou Makwan Amirkhani por decisão unânime. Após um primeiro round mais disputado, o brasileiro conseguiu aumentou o seu volume de golpes e dominou o seu adversário até o final da luta. Edson derrubou o finlandês diversas vezes com diretos e esteve muito perto de acabar com o combate no final do terceiro assalto. Foi uma aula de striking e uma bela vitória do natural de Nova Friburgo no Rio de Janeiro.

Após três derrotas seguidas, era extremamente necessário que Edson vencesse esta luta senão seu emprego no UFC poderia estar em apuros. Enfim, a vitória o colocou de volta no caminho certo e agora a próxima parada seria contra Sodiq Yussuf ou Shane Burgos. Para Amirkhani, ele desperdiçou sua primeira oportunidade contra um oponente bem conhecido. Então, pensamos num confronto contra Darren Elkins para poder impressionar contra alguém de nome bem relevante.

Ben Rothwell x Marcin Tybura

Em uma luta movimentada entre pesos pesados, Marcin Tybura derrotou Ben Rothwell por decisão unânime. Rothwell teve um ótimo começo de combate ao utilizar uma pressão constante e golpes fortíssimos, mas ao decorrer da peleja, ele teve problemas com o condicionamento físico o que o transformou em um alvo fácil para Tybura. O polonês se aproveitou disso e impôs um volume que o americano não aguentou.

Com a vitória, Tybura aumenta sua sequência para três, todas em 2020. Ele merece um confronto com alguém do top 15 então pensamos em Blagoy Ivanov. Enquanto o polonês aumenta seu número de triunfos seguidos, Rothwell tem seu momento positivo interrompido. Por isso, seu próximo passo será com atletas com menos nomes na categoria então pensamos num confronto contra o vencedor de Greg Hardy e Maurice Greene.

Markus Perez vs Dricus du Plessis

No peso médio, Dricus du Plessis nocauteou Markus Perez no primeiro round. O brasileiro até veio com uma postura diferente para o combate. Geralmente, ele utiliza uma proposta nada ortodoxa, mas dessa vez, ele estava mais focado em fazer o simples. Maluko controlava bem a distância com bons chutes no corpo e nas pernas, mas ao tentar aproximar, acabou atingido por uma forte direita e quando o sul-africano sentiu o bom momento, Markus tentou uma cotovelada giratória ao mesmo tempo que levou um gancho de esquerda na têmpora. Infelizmente, o soco foi o suficiente para apagar o atleta tupiniquim.

O sul-africano começou com o pé direito no UFC. O ex-campeão do EFC e KSW, du Plessis tem tudo para fazer ótimos combates na organização, por isso, pensamos num confronto contra Zak Cummings. Para Maluko, essa foi sua segunda derrota seguida assim, é bem provável que mais uma e ele será mandado embora. Então, uma peleja contra Maki Pitolo é o que mais faz sentido, na qual o perdedor provavelmente estará fora do UFC.

Próximos Passos

Em suma, esse foi o Dia de Matchmaker para oito atletas do card principal do UFC Fight Island 5. Enfim, o UFC retorna no próximo sábado (17) com o UFC Fight Island 6: Ortega x The Korean Zombie.

Foto destaque: Reprodução/MMAFighting.com

Rafael Fernandez

Rafael Fernandez

Meu nome é Rafael Fernandez, tenho 21 anos, curso jornalismo na PUC-RIO e atualmente estou no 7º período. Possuo um blog sobre MMA chamado de Troca de Faixa, além de ser redator do site MMA Brasil[...]

19 posts | 0 comments

Comments are closed.